Presidente exime-se de ''intromissão''


O presidente respondeu que não lhe compete suspender a votação "porque seria uma intromissão" que ele não tinha "condições jurídicas nem políticas de fazer".


O líder da oposição, Reinaldo Braga, tendo em vista a manifestação de dois membros da CCJ - Azi e Rangel -, sugeriu que o projeto fosse retirado para que um novo relatório possa ser feito e apreciado. No momento, a bancada do governo discute o assunto.

Luís Augusto Gomes - Por Escrito

http://www.porescrito.com.br