Uma eleição longe demais


Resistente, o PT só teria uma oportunidade, segundo o consenso, "se o governador Jaques Wagner cedesse às pressões e propusesse alguma coisa muito boa para Marcelo". A questão, conforme um cético, é que "Wagner não tem por que recuar de Marcelo", conceito prontamente contestado por um esperançoso, segundo o qual Wagner ainda não disse "este é o meu".

Luís Augusto Gomes - Por Escrito

http://www.porescrito.com.br