Homem de coragem


Clériston, convém recordar, seria o "poste" que o então todo-poderoso Antonio Carlos Magalhães ia colocar no Palácio de Ondina. Morto em acidente aéreo na campanha, foi substituído na chapa pelo deputado João Durval Carneiro, que na época também era um "poste".


Para quem não entendeu a designação, é que ACM vangloriava-se da capacidade de eleger "até um poste". Ficou conhecida sua afirmação ao jornalista Ricardo Noblat, então no Jornal do Brasil: "Se eu quiser faço você governador da Bahia".

Luís Augusto Gomes - Por Escrito

http://www.porescrito.com.br