Geddel sonha em virar cisne no domingo


Entre esses que estariam preferindo reservar-se para o momento da urna, escondendo suas opções, estariam os servidores públicos, sujeitos a pressões que se imaginavam extintas, mas "as coisas não mudaram tanto como se diz". Instado a informar se está havendo perseguições, afirmou: "É o que ouço falar".

Luís Augusto Gomes - Por Escrito

http://www.porescrito.com.br