''Nas pesquisas, o virtual deleita a imprensa''

 

"Na falta do que fazer, deleitamo-nos, nós, homens e mulheres de imprensa, em acolher, avaliar, comentar, divulgar e atestar índices de preferência estabelecidos por processos que desconhecemos absolutamente.

 

"E não há pesquisa que não possa ser interpretada favoravelmente por todas as partes, umas festejando eventuais números vantajosos, outras curtindo seu 'viés de crescimento', muitas vezes de um ponto percentual, como todos vemos religiosamente a cada divulgação.

 

"Os políticos estão no seu papel: correr atrás de números que os favoreçam no estímulo ao eleitorado e financiadores. Os jornalistas é que assombrosamente surpreendem quando tomam as pesquisas como material essencial de trabalho".

Luís Augusto Gomes - Por Escrito

http://www.porescrito.com.br