Despesa seria de 38 milhões, diz governista


A emenda em questão dava isonomia de remuneração à categoria de analista judiciário a partir de julho de 2007, o que geraria para o Estado uma despesa de R$ 38 milhões para atender a cerca de 500 servidores, como declarou o deputado Zé Neto (PT) ao site "Política Livre".


Esse montante decorreria do efeito retroativo da emenda. Zé Neto disse que a medida era inconstitucional porque os deputados estaduais não podem aprovar projetos que gerem despesas para o Executivo.

Luís Augusto Gomes - Por Escrito

http://www.porescrito.com.br