Filho único


Quando o deputado Adolfo Menezes, no exercício da presidência, preparava-se para a contagem, vários oposicionistas protestaram, pois desejavam continuar com seu esporte favorito, que é bater no governo e correr atrás para bater mais. Paulo Azi chamou Álvaro de "filho único do governo".


O líder Heraldo Rocha foi saindo do plenário e gritando que não tinha acordo nenhum. Álvaro se aborreceu, disse que não é homem de mentir ou romper acordo, mas, certamente preocupado com a sorte de seu projeto da tarifa-assinatura, não quis magoar os adversários e desistiu de derrubar a sessão.


Daí pra frente, foram mais 50 minutos, com os deputados Azi e Leur Lomanto Junior criticando a segurança. Azi apontou a sequência de assaltos em estradas de sua região. Leur quis saber o que as novas motos da PM estavam fazendo no canteiro central da Avenida Paralela.

Luís Augusto Gomes - Por Escrito

http://www.porescrito.com.br