Solla quer guarda alta contra dengue


Há cerca de um ano, segundo Solla, uma epidemia caminhava "a passos largos" em Jequié, mas foi contida, situação semelhante à ocorrida em Itabuna, para onde foi deslocada uma força-tarefa da Sesab. Essas ações, como ocorreu em diversas regiões da Bahia, foram possibilitadas pela regulamentação e recrutamento dos agentes de combate a endemias.


Em janeiro de 2007, havia menos de 5% dos agentes necessários, que atuavam "sem vínculo empregatício e sem diretrizes", gerando a reação do Ministério Público estadual e do Ministério Público do Trabalho federal. Hoje o quadro chega a 61%. Já a cobertura com agentes comunitários de saúde chega a 98% dos municípios, restando cerca de 15 cujas prefeituras estão em fase de regularização.

Luís Augusto Gomes - Por Escrito

http://www.porescrito.com.br