Não serei breve


A coisa foi bem até a hora de o deputado Álvaro Gomes ler seu relatório sobre alterações na Lei de Organização do Judiciário. Para começar, Álvaro subiu à tribuna com uma pilha da papel, assustando os circunstantes, embora tenha ressalvado: "Calma, não é isso tudo, não". E passou à leitura, que durou inacreditáveis 26 minutos.


O mais agoniado com a cena era Marcelo Nilo, diante dos projetos que faltavam para o encerramento dos trabalhos. "Para concluir, deputado", repetia o presidente, mas Álvaro prosseguia. Lá pelas tantas, antes que o relator encerrasse a leitura, Nilo não resistiu: "Eeeeeeemmmmm votação!", liquidando a fatura.

Luís Augusto Gomes - Por Escrito

http://www.porescrito.com.br