Wagner e Geddel fecham acordo sem João


Será difícil a adesão do prefeito à chapa à reeleição do governador, pelas manifestações públicas que ele já fez em relação a Wagner e o PT, formuladas com clareza, hoje, na "Tribuna da Bahia", pela deputada estadual e primeira-dama de Salvador, Maria Luiza Carneiro.


Também hoje, um deputado da oposição revelou que outro parlamentar, este da base do governo, procurou "o amigo" João Henrique para tentar demovê-lo da resistência à coligação entre PMDB e PT. O prefeito, assim como sua esposa, é evangélico, e teria respondido que, para ele, "Wagner e o Satanás são a mesma coisa".

Luís Augusto Gomes - Por Escrito

http://www.porescrito.com.br