Superávit atual é de R$ 50 bilhões por ano


Se o governo decidisse acabar o fator previdenciário, isso custaria cerca de R$ 1 bilhão por ano. Quanto ao reajuste dos aposentados, o custo chegaria a R$ 1 bilhão por ponto percentual de aumento, ou seja, 5% exigiriam a despesa anual de R$ 5 bilhões. "Está claro", concluiu Paim, "que  o reajuste justo e o fim do fator teriam nas contas o impacto de um grão de areia no deserto".


Ao comentar os avanços do Estatuto do Idoso, o senador disse que a questão da violência ainda não foi superada. "Tem muito marmanjo que não aprendeu a respeitar seus pais e avós", afirmou, defendendo a inclusão do respeito ao idoso nos currículos escolares, "até mesmo no nível universitário, em que também precisa ser disseminada a cultura da paz".

Luís Augusto Gomes - Por Escrito

http://www.porescrito.com.br