Candidato vê ''silêncio'' em Conselho da OAB


Torres afirma que a sua atuação no Conselho Federal se dará em duas vertentes: a defesa intransigente das prerrogativas dos advogados e a atuação vigilante e permanente para o aperfeiçoamento da ordem jurídica e do alcance da justiça social. Para o procurador, "defender a advocacia e a cidadania deve ser ação primária do Conselho Federal".

Luís Augusto Gomes - Por Escrito

http://www.porescrito.com.br