Breves considerações sobre jornalismo na internet


As peculiaridades e versatilidades desse tipo de veículo estão longe de ser quantificadas, mas cabem observações superficiais que servem para caracterizá-lo. Ele tem o imediatismo do radio e da TV, que não chega ao jornal.


Embora tenham no texto uma grande força, blogs e sites em geral exploram com desenvoltura os recursos de som e imagem. Nesse aspecto, reúnem as características do radio e da TV. Mas num aspecto se diferenciam: o que se disse no rádio e na TV não tem retorno nem conserto, assim como no jornal. O texto da internet pode ser reparado.


O principal: a internet é democrática, aberta. É certo que os jornalistas individuais ou mesmo de grupos mais fracos enfrentam o poder das grandes redes, mas têm uma vantagem: são livres, o que jamais foram.


Com uma ressalva: a liberdade não é escrever sem censura. É escrever com a censura da própria consciência, o que está muito longe de ser autocensura, porque autocensura é fruto da opressão.

Luís Augusto Gomes - Por Escrito

http://www.porescrito.com.br