Laudano não pediu troca de delegados


Laudano disse que Pojuca, a 70 quilômetros de Salvador, vive um clima de insegurança, com assaltos e homicídios em pleno dia, que "devem ter chegado pela mídia ao conhecimento dos governantes, que tomaram suas providências por conta própria".

 

Garantiu que nem conhece a delegada Tereza, que deixou Mata, substituindo em Pojuca o delegado João. Tudo que ela fez foi, através de um telefonema, dar-lhe "boas-vindas, desejando sucesso em seu trabalho de combater o crime".

Luís Augusto Gomes - Por Escrito

http://www.porescrito.com.br