Salvador, 19 de novembro de 2018

Percalços de um projeto de interesse social

Data: 25/05/2010
11:29:32

O deputado Heraldo Rocha (DEM), líder da oposição, não quis assinar o requerimento do deputado Álvaro Gomes (PCdoB) para colocar em votação hoje, em sessão extraordinária, o projeto de extinção da tarifa-assinatura telefônica.


Como havia assinado, na semana passada, dispensa de formalidades para votar o projeto, recusada pelo governo, foi indagado sobre a hipótese de estar querendo colher para si o mérito. "De jeito nenhum. Até iria à tribuna dizer que o projeto é do deputado Álvaro, e também que o secretário da Fazenda é contra", replicou, venenosamente.


O secretário Carlos Martins está, neste momento, na Assembleia Legislativa, prestando conta das finanças do Estado no primeiro quadrimestre do ano, como manda a Lei de Responsabilidade Fiscal. Segundo Heraldo, ele disse que "o Estado quebraria se fosse extinta a tarifa".



Adiado encontro JW-JH

Data: 25/05/2010
11:09:40

A assessoria de imprensa do governo do Estado informa que foi cancelado o encontro que teriam hoje o governador Jaques Wagner e o prefeito João Henrique, no Centro Administrativo.


"Uma nova data será anunciada em breve", disse a assessoria, sem revelar o motivo do adiamento. O prefeito ia entregar ao governador o alvará que autoriza a demolição da Fonte Nova.



Projeto da tarifa-assinatura pode ser votado hoje

Data: 25/05/2010
09:46:01

O deputado Álvaro Gomes (PCdoB) pretende concluir hoje a coleta de 21 assinaturas para requerer uma sessão extraordinária e votar logo mais à tarde, em primeiro turno, seu projeto de lei que extingue a tarifa-assinatura das contas telefônicas, ficando o segundo turno para a próxima semana.


Na tarde de ontem, quando poucos deputados estavam na Assembleia Legislativa, Álvaro havia conseguido 13 apoios. "Luto desde 2006 por esse projeto, e ele nunca esteve tão próximo da aprovação como agora", disse o parlamentar, anunciando que fará um apelo ao governador Jaques Wagner para que não o vete.


Na semana passada, após uma manobra da oposição, que tentou, sem êxito, incluir-se no mérito da iniciativa, o líder do governo, Waldenor Pereira (PT), assegurou que o projeto seria apreciado pelo plenário nos trâmites normais e que poderia ser aprovado "ainda no mês de maio".



Com emendas, projeto da PM volta à pauta

Data: 25/05/2010
09:44:34

O projeto relativo à Polícia Militar também poderá ser votado hoje na Assembleia, depois de entrar e sair da pauta em algumas sessões, mas sem a garantia de aprovação de uma emenda importante - a exigência de curso superior para ingresso na carreira de soldado.

 
O deputado Capitão Tadeu (PSB) disse que seria uma medida importante para elevar o nível da tropa, mas o governo não a aceitou, possivelmente porque incluía a possibilidade de promoções até o posto de coronel. Tadeu estima em 60% a quantidade de soldados que já têm o curso universitário.


Outras emendas, no entanto, foram conseguidas, como a licença-maternidade de seis meses para as policiais femininas, gratuidade do laudo do Detran para renovação da carteira de habilitação dos motoristas da PM, aumento da bolsa de estudos para os cadetes, com diferenciação por ano de estudo, e pagamento da Gratificação de Atividade Policial aos PMs presos provisoriamente.



Participação geral resultou em ''vitórias''

Data: 25/05/2010
09:42:16

O deputado Tadeu cita a inclusão no projeto de lei original de uma série de avanços para a carreira policial, frisando que são fruto de "ampla participação" nas negociações de todas as associações de praças e oficiais, da capital e do interior, e do comandante-geral da PM, coronel Nilton Mascarenhas.


A concessão da GAP integral aos militares que passam para a reserva, retroativa a 27/12/01, foi definida pelo deputado como "uma grande vitória". Ele destaca também o pagamento da GAP integral aos PMs reformados por ferimentos em serviço e o fim dos sete anos de interstício para promoção de cabo a 1º sargento.


Outras conquistas incluídas no projeto original são contagem do tempo de serviço como vereador e deputados e o retorno ao serviço ativo dos PMs que deixarem o parlamento, com direito à promoção por antiguidade. "Agora, nenhum PM ficará prejudicado no seu salário por entrar na política para defender a classe", disse Tadeu.



Comentando o comentário

Data: 25/05/2010
09:40:56

O título da nota é da jornalista Carmela Talento, assessora da deputada Lídice da Mata (PSB), para observação que faz sobre o artigo "Lídice teme avanços de Borges e boicote do PT", publicado no dia 20. "Não é verdade", diz Carmela, "ela não está preocupada com ninguém, está preocupada com a campanha dela e não com os outros".



A Bahia e o pré-sal

Data: 25/05/2010
09:39:02

Sessão especial proposta pelo deputado Roberto Carlos (PDT), em parceria com a Faculdade Estácio de Sá, debaterá quinta-feira, às 14h30, na Assembleia Legislativa, o tema "O pré-sal: futuro da Bahia", para a qual foram convidados estudantes universitários, empresários e autoridades nos planos local e nacional.


Antevendo a perspectiva de geração de emprego, o deputado entende que os royalties oriundos da exploração na Bahia sejam para a Bahia, "Estado proprietário da área, mas que se crie também um fundo nacional, com uma percentagem desses recursos para os demais Estados da Federação". 



Congresso de municípios atrai políticos por três dias

Data: 25/05/2010
09:36:46

Durante três dias Salvador sediará o XI Congresso Brasileiro dos Municípios, que vai até quinta-feira no Centro de Convenções, atraindo a agenda do meio político com a participação garantida dos candidatos ao governo do Estado e ao Senado. O evento será aberto às 19 horas de hoje, com a presença do vice-presidente, José Alencar, e do governador Jaques Waner.


Além de Wagner, do deputado Geddel Vieira Lima e do ex-governador Paulo Souto, o congresso será palco para o prefeito João Henrique, a senadora Marina Silva, candidata presidencial do PV, o ministro das Cidades, Márcio Fortes, e o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.


A Associação Brasileira dos Tribunais de Contas dos Municípios, em parceria com o TCM-Bahia, vai fazer seu marketing: num balcão montado pela organizadora da festa, a Associação Brasileira dos Municípios, vai "tirar dúvidas técnicas e de legislação" para atender prefeitos entre os 800 esperados para o evento.
 



Cavaleiro da perseverança

Data: 25/05/2010
09:35:49

Para o líder do PT, Paulo Rangel, Waldir Pires será no partido como Luís Carlos Prestes: "Alguém a quem ouviremos sempre, mesmo sem cargo público". O senador emérito da Bahia teve de engolir mais essa diplomacia.



Surpreso

Data: 25/05/2010
09:35:05

Do deputado Ferreira Ottomar (PMDB), extasiado com o sucesso de evento de que participou em Miguel Calmon: "Nunca vi uma cavalgada pra ter tanto cavalo".



Explicação

Data: 25/05/2010
09:33:44

Leitor de Por Escrito dá sua opinião sobre a última pesquisa Datafolha: "À medida que o eleitor passa a conhecer José Serra, ele despenca", apontando para sua queda na suposta preferência do eleitorado justamente quando começou a andar pelo país em busca de votos.



Magnatas do brejo

Data: 25/05/2010
08:16:08

O deputado João Carlos Bacelar (PTN) disse que em três anos e meio nenhuma empresa de limpeza foi contratada pelo governo Jaques Wagner com licitação, ressaltando que o Ministério Público teme a existência de "laranjas" nos processos de contratação.


É que os diretores das empresas, que faturaram nos anos de 2008 e 2009 cerca de R$ 56 milhões, seriam moradores do Calabetão, Doron e Vila Canária. "Nada contra esses bairros, mas obviamente não combinam com o padrão de vida de quem ganha tanto dinheiro", afirmou.


Na mesma linha, o deputado Paulo Azi (DEM) observa: "A crise da área médica começou com a Coopamed, que agora, com novo nome, está contratada pelo Estado, mas com uma diferença: no nosso tempo o contrato foi feito com licitação".



Sem burocracia

Data: 24/05/2010
09:38:56

As dispensas de licitação estão tão corriqueiras que em certos órgãos a portaria termina assim: "Publique-se e compre-se".



Irrigação contra o êxodo e o desemprego

Data: 24/05/2010
09:36:55

Todo ano é a mesma coisa: entre fevereiro e março, cinco mil trabalhadores rurais do Sudoeste baiano seguem de ônibus para São Paulo, onde se dedicam ao corte de cana-de-açúcar. Em outubro, quando chove na região, voltam para o plantio de milho e feijão.


É um quadro que se repete desde o final da década de 70, o que leva o deputado Gilberto Brito (PR) a defender um projeto que tem sido uma marca de seu mandato: a irrigação de mil hectares a partir da barragem do Zabumbão, no município de Paramirim.


"Só isso criaria dois mil empregos diretos", diz o parlamentar, lembrando que a crescente mecanização da colheita de cana já reduz as vagas em São Paulo. "Além disso, a nova legislação ambiental naquele Estado, proibindo a queima da palha da cana, é outro obstáculo ao trabalho de toda essa gente".


Entre os municípios que seriam beneficiados com os 76 milhões de metros cúbicos de água de Zabumbão, Brito cita o próprio Paramirim, Caturama, Macaúbas, Igaporã, Boquira, Ibipitanga e Botuporã. O projeto de irrigação que propõe está na Secretaria da Agricultura, mas ele entende que os governos federal e municipais poderiam dar grande ajuda para sua implantação. 



É com os políticos que temos de nos virar

Data: 24/05/2010
09:35:35

Novamente se fala do desprestígio crescente dos políticos mesmo em países ditos civilizados e desenvolvidos. Lá como cá, a categoria é avaliada pelas suas expressões mais negativas, que são tanto mais numerosas quanto menos o país tiver educação, democracia e informação.


Mas não se enganem os que se comprazem desses estudos e pesquisas, porque não há opção melhor, e é com a atividade política - e os políticos - que teremos de nos arranjar para resolver nossos problemas e diferenças.


O tema vem à tona por causa dos impasses que se estabelecem em partidos baianos para a escolha de candidatos ao Senado, em luta fratricida que no fim, como já se provou em tantos e tantos processos eleitorais, geram resultados em geral negativos pelo desgaste que provocam.



Em breve, Pinheiro para governador

Data: 24/05/2010
09:33:52

O caso principal é o do PT, onde desponta o nome quase anunciado de Walter Pinheiro, que não era candidato, mas passou a sê-lo quando César Borges (PR) preferiu a chapa do PMDB. Ele também não era candidato a prefeito em 2008, e passou a sê-lo para não deixar que fosse Nelson Pelegrino.

 
Agora ele quer disputar o Senado e, perdendo ou ganhando, reservar a vaga do partido para nova candidatura a prefeito em 2012, como se criando um sistema de cotas próprias para a vida partidária. Não haja dúvida de que pretenderá suceder Jaques Wagner no governo da Bahia.


No plano dos desvalidos da política, vemos João Jorge e Beth Wagner pleiteando o lançamento ao Senado pelo PV, não com o nobre interesse de, eleitos, defender causas, mas tão-somente "esquentar o nome" para as próximas eleições municipais.



Votos dispersos só ajudam os mais fortes

Data: 24/05/2010
09:32:13

O apetite dos candidatos é aguçado por serem duas as vagas para cada coligação ou partido. Mas se a disputa é dura nas eleições proporcionais, nas majoritárias se multiplica por cem, serão oito bocas numa mesa em que a comida só dá para dois.


Com as principais forças distribuídas em quatro vertentes, mais prudente seria um acordo para fazer a unidade onde fosse possível, com base, naturalmente, em ideias e programas, porque a dispersão de votos não contribuirá para os objetivos da maioria, servindo para eleger os mais fortes.


Políticos incapazes de ter uma agenda comum em nome da sociedade não são dignos deste nome: políticos.



Um caso para a Física

Data: 24/05/2010
09:31:27

Tem gente confundindo transparência com invisibilidade.



Deixa como está

Data: 24/05/2010
09:30:14

É inesgotável a capacidade do prefeito João Henrique de provocar polêmica com suas medidas e propostas. Mas não apenas isso, porque o "Salvador Capital Mundial" e a desapropriação de cinco milhões de metros quadrados não terão sido pelo interesse de causar alvoroço na mídia.


Agora é a Guarda Municipal, que precisa ser armada com urgência - a colocação de revólveres nas mãos de pessoas possivelmente despreparadas. Sugere o bom senso que, não tendo feito nada de bom para a segurança pública, a Guarda Municipal não seja levada a fazer de mau.



Fausto

Data: 24/05/2010
09:28:57

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, quer o PMDB "de corpo e alma" na campanha de Dilma Rousseff. O risco é a alma já ter sido vendida.



Militar teme injustiça no caso de Conquista

Data: 24/05/2010
09:26:45

Abordando a recente prisão de policiais militares acusados de múltiplos homicídios em Vitória da Conquista, o militar da reserva Paulo Neiva, ex-presidente da Associação de Praças da Polícia Militar no município, teme que, pelo clamor popular, as investigações não transcorram como deveriam.


"Não quero passar a mão pela cabeça de ninguém, mas o Ministério Público tem de dizer o grau de culpa de cada um para não botar todos no mesmo saco e cometer injustiça, porque uma mácula profissional não tem conserto", disse Neiva, que estranha o envolvimento do oficial de dia e do operador de rádio no inquérito.


Oficial de dia é aquele que por 24 horas fiscaliza e dirige o serviço de uma unidade na ausência do comando, "e não pode ser responsabilizado pela ação de uma equipe em operação externa da qual não tem conhecimento", argumentou.


O militar recorda caso ocorrido em 1998, quando um equipe da PM levou à morte por afogamento numa praia de Salvador o travesti Júnior da Silva Lago. "Também nesse caso o oficial de dia foi injustamente responsabilizado", afirmou.



Carece de explicação

Data: 24/05/2010
07:59:48

Tendo ingressado na política por caminhos heterodoxos, o vereador Plácido Faria (PSL) faz o que sabe: busca ocupar largamente a mídia com farta distribuição de "notícias".


Só precisa explicar melhor o que pretende. Declaração que lhe é atribuída diz que "os princípios da legalidade da administração pública encontram-se sucrados sob pilares de areia".


Sinceramente, não conhecemos o verbo sucrar nem sabemos o que têm a ver pilares de areia com essa história toda.



Virgem santa

Data: 22/05/2010
15:55:47

Ora, ora, ora, criticar o governo Jaques Wagner por roubo de imagens sacras.



Lula pensa na eleição ao brincar de grande líder

Data: 22/05/2010
12:59:26

Lula jamais viajaria ao Irã se não tivesse acertado previamente com Mahmoud Ahmadinejad pelo menos uma meia-sola de acordo para fazer farol. Como não é ingênuo, Lula sabe que nada poderá contra os grandes interesses mundiais e arma suas jogadas políticas visando mais os efeitos internos - e o que vier no plano internacional é lucro.


Os Estados Unidos produzem, vamos dizer, 15 brasis por ano, detêm 40% do comércio mundial e são os líderes disparados no planeta em gastos com defesa, da ordem de US$ 500 bilhões anuais, secundados pela China, com a décima parte disso.


Não é o Brasil pobre e atrasado, com a maior parte de sua população imersa nos mais elementares problemas - fome, falta de educação, saúde precária, péssimas condições de saneamento e habitação - que vai ditar a agenda dos países mais ricos e potentes.



É sempre preciso lutar contra o imperialismo ianque

Data: 22/05/2010
12:57:23

Mas que Lula está absolutamente certo em encará-los, está, ainda que movido a demagogia. Porque o que praticam os Estados Unidos e os grandes da Europa é a velha e simples opressão imperialista dos que só veem nos outros o mercado, os recursos naturais e a mão-de-obra aviltada, e certamente um território para futura ocupação.


A história mostra que, cessada a "diplomacia", o pau come. A presença militar norte-americana em 160 países, dos pouco mais de 200 que o mundo tem, é mais que emblemática. Curiosa é a coonestação de tanta agressividade pela sociedade brasileira, que, enquadrada pela mídia, não enxerga a usurpação de riquezas geológicas embutida nas guerras do Afeganistão e do Iraque.


No caso deste último, as inexistentes "armas de destruição em massa" foram o pretexto para um ataque que tinha o fim de "liquidar o terrorismo" e "levar a democracia" ao Oriente Médio. Menos de dez anos depois, a imagem de um país destruído e dividido, além de uma região mais conflagrada ainda, é o legado do reinado Bush.



Da Amazônia do século XIX à Coréia do Norte de hoje

Data: 22/05/2010
12:32:02

O mundo assiste passivo a uma nova escalada farisaica contra a Coréia do Norte e o Irã, primos pobres da comunidade internacional, pois são privados do direito a possuir o que muitos têm - armas atômicas. Embora esses países não tenham histórico de ataques imperialistas, vivem em permanente berlinda, sob constante risco de ataque ou invasão.


A reação dos poderosos ao "acordo" de Lula é prova das mais conclusivas de que eles nada mais querem do que manter a pressão contra nações soberanas, senhoras das decisões internas sobre seu destino. Os que, na nossa imprensa, embarcam na onda fácil dos ataques a Hugo Chávez e Ahmadinejad fingem desconhecer o passado e o risco latente que cerca os mais fracos e pobres.


Em 1855, atesta documentalmente Moniz Bandeira em seu clássico "Presença dos Estados Unidos no Brasil: dois séculos de história", os norte-americanos queriam a abertura da Amazônia para a navegação internacional sob o argumento de que de Nova Iorque, menos distante, seria mais fácil administrá-la do que do Rio de Janeiro. Ingênuo é quem pensar que os séculos enterraram tal filosofia.



O Vitória já fez demais

Data: 22/05/2010
12:30:35

Após o advento da Sadia, nem mesmo o peru morre de véspera. Por isso, não se pode dizer que o Vitória já perdeu a Copa do Brasil para o Santos, mas é natural que profissionais descomprometidos emocionalmente com a causa baiana, como Milton Neves, digam que o clube caminha para seu quarto vice-campeonato nacional.


Torcedores rubro-negros desprovidos de soberba admitem: ser vice-campeão brasileiro é uma honra, embora o melhor mesmo seja o título máximo e o ingresso no seleto panteão dos que disputam a Taça Libertadores da América.


Há 50 anos o Bahia alcançou esse passaporte, coincidentemente jogando contra o Santos, que foi vencido na Vila Belmiro e no Maracanã, numa época em que havia a terceira partida em caso de empate. O tão famoso mando de campo de nada valeu na disputa, pois o tricolor perdeu a primeira, na Fonte Nova.



O gigante derrubado

Data: 22/05/2010
12:29:40

Em 1960, o Santos era imbatível com sua constelação comandada por Pelé. Hoje também é invencível, com Ganso, Neymar e Robinho. Mas vejam: nos últimos 40 dias enfrentou e perdeu partidas para São Paulo, Santo André, Atlético Mineiro e Grêmio. Não poderia o Vitorinha tirar também a sua lasca?



Sai pra lá

Data: 22/05/2010
12:28:47

Bem fez pacato rubro-negro ao ser desafiado, por tricolor doente e visivelmente dolorido com o pequeno sucesso do rival, para uma aposta sobre o vencedor da Copa do Brasil: "Eu topo, mas aposto no Santos". A conversa morreu ali mesmo.



Cartel

Data: 22/05/2010
12:27:55

Torcedores orgulhosos festejam: o Vitória é o único clube vice-campeão nas três principais divisões do futebol brasileiro.



''Seu Liu'' e Damário

Data: 22/05/2010
12:26:02

A notícia triste de que morreu Elieser Bonfim, para os amigos "Seu Liu", revisor da "Tribuna da Bahia", sugere apenas um comentário: se o mundo fosse de pessoas iguais a ele, não haveria conflito. Seu falecimento ocorreu há uma semana. Problemas de saúde o haviam afastado da Redação em agosto do ano passado.


E ontem também se foi outro jornalista de grande alma, Damário da Cruz, poeta, o que não exige outras credenciais, além de velho e querido colega da Escola de Comunicação da UFBA.



BLAGUE NO BLOG - Epigrama

Data: 22/05/2010
00:25:23

Ao ver certo cavalheiro
chegar para a cavalgada,
diz o cavalo, cabreiro:
"A carga hoje é pesada".



Passado esquecido

Data: 22/05/2010
00:23:19

Cansado, ao longo da semana, de ouvir a oposição insistir em nomeação de concursados da segurança pública e da educação e exigir melhores condições salariais e de trabalho para a Polícia Militar, o líder do governo na Assembleia Legislativa, Waldenor Pereira (PT), disse que "a política de pessoal adotada por muitos anos na Bahia foi o maior desafio encontrado pelo governo Jaques Wagner".


O líder acusou os governos do extinto PFL de terem "desmontado" os planos de cargos e salários dos servidores públicos da Bahia, que "foram rasgados e jogados na lata do lixo". Ressalvando que falava "de forma respeitosa", castigou: "Os salários foram aviltados de tal maneira que o governo Paulo Souto teve a coragem de pagar a 148 mil servidores um salário abaixo do salário mínimo".


A reação de Waldenor ocorreu depois que representantes de servidores em geral e, particularmente, da PM, passaram a aplaudir os deputados da oposição por seus discursos. "Aqueles que não acompanharam os absurdos cometidos, desconhecedores do passado, podem se sensibilizar e até aplaudir, como muitas vezes têm feito", afirmou.



Polícia é órgão de ''extermínio'', diz deputado

Data: 22/05/2010
00:21:18

Ao abordar na Assembleia Legislativa o elevado número de homicídios na Bahia, o deputado João Carlos Bacelar (PTN) lamentou que "a nossa polícia esteja se transformando em agentes de extermínio".


Dizendo-se "a favor da firmeza no combate à criminalidade", o deputado, no entanto, vê uma prática de violência "por termos um governador que não despacha com o secretário, que não conversa com o comandante da PM, que não conversa com o delegado-chefe".


Bacelar referiu-se aos "autos de resistência", documento oficial emitido pelos delegados de polícia que justifica uma morte praticada por um agente. "O secretário não informa quantos são os autos de resistência. E por que esses autos de resistência só matam pobres e negros?", questionou.


O deputado ressalva que não está "querendo tragédia", mas diz que "no dia em que um jovem branco de classe média morrer num desses autos de resistência a sociedade vai querer saber o que está ocorrendo".



Matança segue incólume através dos anos

Data: 22/05/2010
00:18:47

Não se sabe, e não se declara, se está sendo travada nas periferias da capital uma guerra não tão surda entre a "criminalidade" e a "sociedade", mas o fato é que, sabe-se lá com que origens, pois devem ser diversas, está progredindo a matança em Salvador, região metropolitana e resto do interior.


São vidas humanas que se perdem diariamente, e é preciso que um poder público exercido em nome dos conceitos republicanos diga, afinal, se é incompetente para ao menos combater o problema ou se faz vista grossa para a eliminação física de criminosos, marginais e suspeitos em proliferação nas cercanias.


Houve um tempo em que deputados hoje governistas, como Yulo Oiticica e Nelson Pelegrino, viviam em portas de delegacias bradando pelos direitos humanos, mas hoje em seus mandatos atuam enquadrados às normas e organismos da ação do Estado.


Sendo assim, o máximo que resta é pedir a esses justiceiros anônimos e noturnos - legisladores e executores da pena de morte no Brasil - que procurem poupar os que lhes pareçam inocentes, pois a pobreza, a cor da pele, as roupas, não têm relação direta com a prática criminosa.



Vereadora quer retratação da Coelba

Data: 22/05/2010
00:16:09

A vereadora Andrea Mendonça (DEM) encaminhou ofício à Aneel sugerindo que, juntamente com a multa cabível, a penalidade à Coelba inclua exigência de retratação pública da concessionária pelos problemas ocorridos na emissão de faturas após a implantação, em março, de software de gestão financeira, de origem alemã.


A Aneel tem prazo de 30 a 45 dias para apresentar o relatório da operação, que seria suficiente para avaliar a justa punição a ser aplicada, disse a vereadora, observando: "Quando os usuários começaram a reclamar das discrepâncias nas faturas, a Coelba alegou que a causa era o consumo mais intenso de energia em dias de temperaturas elevadas".


Sessenta mil famílias foram prejudicadas com o erro, afirma Andrea Mendonça, que critica também as constantes "interrupções no fornecimento de energia nos bairros da Barra, Brotas, Cajazeiras, Itapuã, Mussurunga, Periperi e Pituba".



Nunes espera compensação às perdas do FPM

Data: 22/05/2010
00:14:35

O deputado José Nunes (DEM) disse que os municípios estão recebendo de FPM cerca de 15% a menos do que arrecadavam em 2008, enquanto no mesmo período somente o salário mínimo aumentou, cumulativamente, em torno de 25%.


Em 2009, o governo federal, através de medida provisória, compensou as perdas, mas este ano, segundo o parlamentar, "já estamos no quinto mês e o governo ainda não sinalizou que vai corrigir essa diferença".


Sem condições de pagar as despesas correntes, disse Nunes que alguns municípios, "especialmente os pequenos da região Nordeste", estão com grande atraso nas folhas de pagamento, que atingem o índice de 70% da receita líquida corrente, muito acima dos 54% fixados pela Lei de Responsabilidade Fiscal.



No ar

Data: 22/05/2010
00:13:42

O governador Jaques Wagner será o entrevistado de domingo no programa Canal Livre, que será transmitido a partir da 23h30, na "TV Bandeirantes".



Souto vê ''lobby'' capixaba contra BR-101

Data: 22/05/2010
00:11:43

Animado por pesquisas que o dão, eternamente, meio pau a pau com o governador Jaques Wagner (PT), o ex-governador Paulo Souto (DEM) circula cada vez com mais desenvoltura pelo interior, e na linha "nacionalismo baiano" que também faz parte das artes da oposição, descobre que o Estado "só será contemplado com pouco mais de 20 quilômetros de duplicação da BR-101 Sul".


Em visita ao Extremo Sul, Souto observou que o edital da audiência pública sobre os estudos de viabilidade técnica e econômica de obra, do Ministério dos Transportes, "deixa claro o trecho da rodovia federal que será duplicado e pedagiado, apenas até Mucuri".

 
A limitação seria fruto de lobby do governo e de empresários capixabas, pois o aumento da extensão do trecho do alargamento da pista resultaria em valor mais alto do pedágio, devido à necessidade de mais investimentos da futura concessionária.



Alfabetização em Pedro Alexandre

Data: 22/05/2010
00:10:20

A recuperação da BR-235, as ações de abastecimento do programa Água para Todos e a alfabetização de milhares de adultos foram destacadas pela deputada Fátima Nunes (PT) como indicadores de que Pedro Alexandre, no Nordeste baiano, está saindo da condição de um dos cinco piores municípios do Estado em Índice de Desenvolvimento Humano.


A deputada elogiou a dedicação de professores da Uneb que passaram uma semana no município "treinando os coordenadores do Topa", programa de alfabetização do governo, "para tirar 2.470 pessoas da escuridão do analfabetismo, permitindo que saibam ler e escrever para se  integrarem ao mundo através dos seus conhecimentos".




Página Anterior    Próxima Página