Salvador, 22 de junho de 2018

Yulo desperta eleição do presidente da Assembleia

Data: 26/06/2012
11:37:34

A pouco mais de sete meses da eleição, a sucessão na Assembleia Legislativa, onde o presidente Marcelo Nilo exerce o terceiro mandato consecutivo e há muito tempo trabalha para conseguir o quarto, saiu ontem do seu sono aparente pela voz do líder do PT, Yulo Oiticica.

“Digo várias vezes: não podemos fazer a disputa da presidência do Poder Legislativo baiano com a discussão só interna, a velha tese de que essa é uma questão interna corporis, e só a esta Casa interessa esse debate. É claro que não”, afirmou, em discurso no plenário.

Emitindo sinais de que seu partido não engolirá facilmente a perspectiva de atravessar os oito anos do governador Jaques Wagner sem o gostinho de dirigir a Casa, Yulo pretende expor o assunto tão publicamente quanto possível, na esperança de algum resultado.

“A  Assembleia Legislativa da Bahia”, propôs, “tem de passar por um processo amplo de debate, na perspectiva da composição da presidência da Mesa Diretora, com toda a sociedade. Nós temos a responsabilidade maior, mas toda a sociedade, toda a imprensa quer saber. Isso é fundamental para nós, deputados”.

Por coincidência ou articulação, o petista até citou um correligionário que teria cabedal para entrar no processo: “Estou diante de deputados extraordinários, pelos quais tenho profunda admiração. Está aqui o professor Zé Raimundo, acadêmico, extraordinário gestor na Prefeitura de Vitória da Conquista...”



Deputado prevê luta dura em Jequié

Data: 26/06/2012
11:35:53

Um experiente parlamentar – que não é o deputado Reinaldo Braga, que muitos acham ser dono exclusivo dessa condição – prevê uma disputa acirrada pela Prefeitura de Jequié entre a Drª Tânia Britto (PP) e o deputado Euclides Fernandes (PDT), apesar da vantagem que a primeira apresenta nas pesquisas internas.

Sem vinculação com nenhum dos grupos em confronto, ele explica: “Drª Tânia estava sozinha no pleito desde dois anos atrás. Teve todo o espaço para crescer, agora chegou ao teto. É hora de o adversário botar o nome na praça e ganhar também os seus apoios”.

Euclides declarou-se candidato há menos de um mês. Além de contar com oito dos 12 vereadores, reuniu 14 partidos em sua coligação, o último dos quais o PTN, que estava com sua adversária e agora leva 18 candidatos a vereador para a campanha. Ambos os concorrentes são de partidos da base do governo estadual.



Gambiarrismo generalizado

Data: 26/06/2012
11:34:37

“Eleição municipal, cada uma é uma realidade”, diz um parlamentar para explicar, com um eufemismo, a inexistência de propostas e programas nas mais diversas gambiarras políticas que se montam em toda a Bahia – na verdade, em todo o Brasil.

E faz uma comparação entre a recém-citada Jequié e Salvador: “Lá, o PR se juntou com PMDB, DEM e PTB para apoiar o PDT. Aqui, o PR se alia ao PT contra o DEM e, por enquanto, sem o PDT”.



"Ato de ditadura"

Data: 26/06/2012
11:33:21

Adepto forte da candidatura de Joseph Bandeira (PT) em Juazeiro não acredita em intervenção da direção do partido para assegurar apoio à reeleição do prefeito Isaac Carvalho (PCdoB).

“O governador Jaques Wagner não vai permitir que a administração dele seja manchada com um ato de ditadura”, afirmou, distinguindo os casos de Recife e São Paulo do de Juazeiro:

“Nessas duas cidades, a decisão tirou candidatos do PT para botar outros candidatos do PT. Em Juazeiro, seria para beneficiar o PCdoB, e o PCdoB não está merecendo muito”.

Para a fonte, se o PT estadual interferir numa decisão municipal, “não vai ser útil, porque a cabeça vai pra Isaac, mas o sentimento e a alma do eleitor não vão junto. A revolta seria pior ainda”.



Pedido arquivado

Data: 26/06/2012
11:32:06

O que tiver de acontecer em Juazeiro será por estes dias, pois se aproximam os prazos finais de homologação e registro de candidaturas. A primeira tentativa do PT estadual falhou: o juiz eleitoral Ednaldo Fonseca arquivou ofício do presidente regional, Jonas Paulo, solicitando a proibição da convenção municipal, realizada na última sexta-feira.



Wagner testemunhou acordo

Data: 26/06/2012
11:30:43

Deputado da base governista disse a Por Escrito que “não há a mínima possibilidade” de ser mantida a candidatura de Joseph em Juazeiro, porque o acordo entre o PT e o PCdoB “foi feito no gabinete do governador”.

Era uma referência ao acerto para que o PCdoB retirasse as candidaturas do deputado Fabrício Falcão em Vitória da Conquista e do ex-secretário Chico Franco em Lauro de Freitas para o apoio petista ao prefeito Isaac Carvalho.



Aula suplementar é "fracasso", diz Azi

Data: 26/06/2012
11:29:40

O deputado Paulo Azi (DEM), líder da oposição, disse que “foi o mais completo e absoluto fracasso” a iniciativa do governo de promover, ontem, aulas para os alunos da rede pública que farão vestibular no próximo ano.

“A grande maioria dos colégios estava com as portas fechadas, e os poucos professores que se deixaram intimidar pela coação, pressão e medo de perseguição não deram aulas porque não havia alunos”, afirmou.

Para o deputado, a contratação de uma empresa por cerca de R$ 1,5 milhão, sem licitação, para ministrar as aulas, além de ser a “terceirização da educação”, representa “uma tentativa desesperada de dividir e fragilizar o movimento dos professores”.

Azi se referia à Abaís Conteúdos Educativos e Produção Cultural, do professor Jorge Portugal, contratada em regime de emergência pela Secretaria da Educação para prestar serviços educacionais de preparação para o Enem por 180 dias.



Governador critica "intransigência"

Data: 26/06/2012
11:28:19

Em seu programa de rádio semanal, o governador Jaques Wagner disse que o governo foi ao limite da sua capacidade orçamentária ao propor de reajustes e promoções que elevarão os salários dos professores, até abril de 2013, na faixa de 22% a 26%.

“Não é possível que chegando a esses números, que é o que eles pretendiam, os professores continuem se mantendo nessa intransigência com a greve”, disse o governador, criticando o movimento, mas advertindo que manterá a “postura democrática” e o “diálogo aberto”.

Wagner disse que o atual governo já concedeu mais de 70% de reajuste real aos docentes e que não é de seu estilo “ficar enganando”, pois são verdadeiros os dados que têm anunciado. “Eu tenho limites (...) O governo não pode romper com a responsabilidade fiscal que tem com o orçamento do Estado”.



Líder lembra conquistas da categoria

Data: 26/06/2012
11:25:10

O líder Zé Neto, da tribuna da Assembleia Legislativa, reafirmou que, “no setor privado, esses mesmos servidores não tiveram qualquer rebeldia aos 7% de aumento concedidos”, ressaltando que “está em jogo na Bahia o destino dos nossos jovens”.

No início do primeiro governo Wagner, segundo ele, os professores não tinham um plano de carreira e 65% ganhavam menos que o salário mínimo. “Hoje, a categoria tem o piso nacional respeitado na Bahia, o que só nove Estados conseguiram, ganhando R$ 1.656, ou seja, 14,40% acima do piso de R$ 1.451”.

Depois de comparar a situação de Sergipe, que tem “dois milhões de habitantes e R$ 7 bilhões de orçamento, contra 14 milhões de habitantes e orçamento de R$ 29 bilhões da Bahia”, o deputado colocou-se “à disposição do movimento para dar todas as informações” que possam contribuir para o diálogo.



Democracia petista

Data: 26/06/2012
11:23:42

Leitor que perde reserva do nome indaga ao editor se “acha que no PT as coisas são realmente como já foram, ou é um desejo de que fosse assim”.

Para ele, “fica parecendo que o jornalista contesta as decisões das diversas direções petistas, em seus vários níveis, como se quisesse que fosse diferente na democracia petista".

Mas não, completou: “A base elege as direções para dirigirem, e elas fazem exatamente isso, pois representam a média do pensamento do agrupamento”.



Greve poderá ser referência para eleitor

Data: 25/06/2012
22:59:51

Do jeito que as coisas estão evoluindo, é provável que a greve dos professores vá funcionar como um divisor da vontade do eleitorado.

O ato dos grevistas e a resposta do governador, hoje, em Cachoeira, mostram um quadro radicalizado, e a dúvida é só se seus efeitos emocionais permanecerão por mais três meses e meio, que é quanto falta para a eleição.

Tomando o caso de Salvador como emblemático, se Nelson Pelegrino vencer, ou ao menos passar ao segundo turno, é porque a população acatou a tese de Wagner, compreendendo que o Estado não tem, de fato, condições para dar o aumento pretendido.

Mas se o candidato do governador perder, então as famílias pobres de toda a capital terão dito que, mesmo à custa do sacrifício de seus filhos, elas preferem dar razão ao outro lado.



Líder garante Wagner no desfile cívico

Data: 25/06/2012
22:58:29

O deputado Zé Neto garantiu hoje a Por Escrito que o governador Jaques Wagner não pensa em deixar de ir ao cortejo do 2 de Julho, daqui a uma semana.

“Temos que ir e vamos. Àqueles que nos vaiam, eu gostaria de perguntar a quem eles aplaudem”, disse o parlamentar, que hoje anunciou oficialmente sua saída da liderança do governo para assumir a campanha a prefeito de Feira de Santana.

Sugerindo uma ação oportunista dos grevistas, Zé Neto disse que “muitos professores de 20 horas no Estado trabalham 20 horas na rede privada” com posturas diferentes. “Lá eles aceitam 7% e param a greve. Aqui não querem receber 22% divididos”.

O deputado disse que o salário dos professores baianos é “o sexto maior do país e que “não há o reconhecimento de que os filhos dos trabalhadores não podem ser discriminados nem merecem ser usados como escudo para uma situação absurda”.



Reunião do PSB vai dar em Pelegrino

Data: 25/06/2012
22:56:23

Como até hoje não ocorreu a reunião do PSB para tratar da sucessão municipal de Salvador, presume-se que será amanhã, já que o prazo divulgado no fim de semana foi terça-feira.

Seja quando for, não se espere mais do que este blog anunciou no dia 11, na nota “Causa finita”: a senadora Lídice da Mata vai de Nelson Pelegrino (PT). Não há como embarcar em qualquer outra opção com ares da aventura.

Lídice prefere não assumir um compromisso que venha a contribuir para, em última análise, uma derrota do governador Jaques Wagner, tarefa de que sabe ser o deputado ACM Neto (DEM) capaz de desincumbir-se sozinho.



Cresce cacife pedetista para a vice

Data: 25/06/2012
22:55:03

A ressurreição da candidatura de João Leão (PP) tem relação direta com o fortalecimento da posição do PDT para indicar o vice de Pelegrino.

Fonte do partido que transmitiu a este blog a informação de “sinalização” prefere o vereador Gilberto José para a vaga, mas há outros candidatos.

Por outro lado, arrefeceu o movimento para colocar o deputado Marcelo Nilo, partidário da aliança com o PT, na presidência regional.



LDO abre caminho para o recesso

Data: 25/06/2012
22:53:55

A Assembleia Legislativa aprovou hoje por acordo de lideranças, em dois turnos, a Lei de Diretrizes Orçamentárias, dando condições a que o recesso de meio de ano seja iniciado na data regimental – 1º de julho. Até quinta-feira, poderá haver sessões ordinárias, mas nenhuma deliberação.

A LDO havia sido relatada em plenário na semana passada, pelo deputado João Bonfim (PDT), mas houve pedido de vista do deputado Carlos Geilson (PTN), o que retardou sua apreciação. A lei prepara para a tramitação e votação, em dezembro, do orçamento do Estado para 2013.



Comenda 2 de Julho para Joacy e Gil

Data: 25/06/2012
22:52:23

Praticamente de encerramento do semestre legislativo, a sessão teve uma “corrida” para aprovação de honrarias. Inicialmente, estava prevista apenas, por proposta da Mesa Diretora, a concessão da Comenda 2 de Julho ao empresário Joacy Goes, ex-deputado federal, que terminou recebendo a unanimidade de 48 votos.

Muitos parlamentares aproveitaram para tirar da gaveta seus projetos similares, a exemplo da deputada Maria del Carmen (PT), conferindo ao compositor Gilberto Gil, também, a Comenda 2 de Julho. Com o plenário mais vazio, foram 38 votos a favor e três contra.

Outras cinco condecorações foram atribuídas a personalidades diversas, incluindo o título de Cidadão Baiano e a Medalha do Mérito Legislativo Bolívar Santana.



No PT, manda quem pode

Data: 25/06/2012
10:28:02

Que o PT da democracia interna empurra goela abaixo dos companheiros o pragmatismo irresponsável que dele tomou conta no meio do caminho, não é novidade.

Os casos são muitos e de variados níveis em todo o Brasil, desde a “cassação” de Vladimir Palmeira em 1998, para permitir a chapa Garotinho-Benedita, até a imposição atual de nomes em Recife – por enquanto barrada pela Justiça – e São Paulo.

Tudo comandado pessoalmente pelo monarca Lula, primeiro e único, com o exemplo maior de sua própria sucessora, a presidente Dilma, por ele gestada, bancada e garantida.



Um desajuizado em Juazeiro

Data: 25/06/2012
10:26:44

O que não se imaginava é que na pequena – para os demais padrões – e longínqua Juazeiro o caldo fosse engrossar. Mas o ex-prefeito Joseph Bandeira está disposto a encarar.

“Não sou homem de temer nada de ninguém, não tenho medo de nada, não temo retaliações (...) A cada ação literalmente haverá a reação, isso vocês podem acreditar”, disse à imprensa, desdenhando um ato de força da direção estadual que lhe retire a legenda para disputar a Prefeitura.



Um grande passado pela frente

Data: 25/06/2012
10:25:40

A resistência é benéfica a um partido que chegou a inspirar uma mudança na política brasileira. O eleitoralismo petista não pode deixar morrer em suas bases a vivacidade, a ideia, a ação.

Melhor faria o PT se buscasse reunir todos os seus poderes numa concertação, palavra, aliás, muito do gosto dos militantes da estrela vermelha, hoje com o brilho ofuscado.

Talvez não dê mais tempo. Razoável é pensar que, depois do desprezo aos princípios e das concessões ao populismo, depois dos mensalões, deserções, depois dos sarneys e malufs, o trem da história tenha sido irremediavelmente perdido. 



Todos fazem o que bem entendem...

Data: 25/06/2012
10:24:23

A cidade é de todos e não é de ninguém. Esse conceito simples resume o espírito da coisa pública em geral. E não é diferente com Salvador. Por isso, agride a cidadania e dói no coração ver a cidade apropriada e manipulada em nome de interesses individuais, em prejuízo do coletivo.

O exemplo começa do alto, como demonstra a implantação de tubulação da Bahiagás na Avenida Garibaldi, em que a obra passa e os buracos ficam. Mas pode ser visto também na pessoa desconhecida que picha muros, viadutos, postes e sinaleiras com o aviso de que faz carreto e pega entulho, seguido do telefone.

Na tarde da véspera de São João, três homens arrastavam tranquilamente, pela pista, árvores de bambu inteiras, gigantescas, arrancadas do canteiro central da Avenida Juracy Magalhães Júnior, justamente nas proximidades do Parque da Cidade.



...numa cidade que não tem posturas

Data: 25/06/2012
10:23:03

A população consolidou a cultura de cortar o leito da rua para fazer passar o cano do seu esgoto, quebra meios-fios para permitir o acesso de veículos, prende e pinta anúncios em tudo que é espaço e ainda usa perigosamente a rede elétrica para penduricalhos diversos.

Não é possível que não salte aos olhos das autoridades que a primeira coisa a fazer por Salvador é impor o respeito às mais elementares posturas municipais, que são todas as deliberações de cumprimento obrigatório instituídas pela Câmara ou pelo Executivo para dar o mínimo de dignidade à área urbana.

Preservar os bens e equipamentos públicos é dever natural de todo cidadão, coisa sagrada nas comunidades onde se cultivem padrões de civilidade. Em Salvador, no entanto, tais situações se multiplicam, sem servir, pelo menos, para justificar a existência da Guarda Municipal.



Adolfo disputa em Campo Formoso

Data: 25/06/2012
10:21:31

O dado que faltava se consumou: com a entrada do deputado Adolfo Menezes (PSD) no páreo, são três os candidatos à Prefeitura de Campo Formoso. Além dele, o ex-prefeito José Santana (PSDB) e Daniel Muniz (PT).

Santana terá de contornar um problema: a inclusão de seu nome na lista dos inelegíveis por contas rejeitadas, que o Tribunal de Contas da União encaminhou recentemente ao Tribunal Regional Eleitoral.



PT não parece com o PMDB...

Data: 23/06/2012
21:04:59

Frei Betto, do alto do seu lulismo arrependido, teme que o PT venha a ficar “parecido com o PMDB”, certamente pela proximidade atual com Paulo Maluf. A preocupação do ilustre teólogo estimula uma pequena viagem na história recente.

O PMDB surgiu em 1980, quando o regime militar extinguiu o bipartidarismo, obrigando, porém, para acabar o MDB, a que toda legenda se chamasse “partido”.

Acrescentou-se, então, o P à velha sigla da resistência, admitindo-se o ingresso de alguns militantes da Arena, o partido da ditadura, os quais não chegaram, no entanto, a contaminá-lo.



...porque não se viu no espelho

Data: 23/06/2012
21:03:47

O problema veio quando o PMDB acolheu, em 1984, a dissidência do regime, que corria, vejam que graça, do mesmo Maluf, do “novo” PDS,  candidato a presidente contra Tancredo Neves no Colégio Eleitoral.

Parte do refugo – palavra mais adequada – criou o PFL, mas a expressão máxima do grupo, José Sarney, o presidente nacional do PDS, entrou no PMDB como vice de Tancredo, com desfecho que todos conhecemos: a presidência da República e a transformação do partido na massa disforme de hoje.

Voltando, portanto, a Frei Betto: o veneno foi o mesmo. Aliando-se a Sarney, que segundo Lula “não é uma pessoa comum”, no acordo histórico da “governabilidade”, o PT já virou PMDB há muito tempo.



Gildásio somaria para a paz na bancada

Data: 23/06/2012
21:01:35

Reflexão sobre a iminente indicação do deputado Gildásio Penedo (PSD) para a liderança do governo Jaques Wagner na Assembleia Legislativa sugere que pode ter ocorrido um lance de alto grau de pragmatismo do governador.

Sabendo do crescimento da insatisfação na bancada e consciente de que a parte final do mandato é sempre de relações políticas mais difíceis, Wagner tratou de reforçar seu mecanismo de controle sobre os deputados.

Com os 14 do PT, salvo um ou outro pulo da deputada Luiza Maia, ele sabe que conta. Estando Gildásio na liderança, cresce a possibilidade de influência sobre os 12 do PSD. O resto poderia ser tratado num amplo processo de pacificação a varejo.

Observador político em contato com este blog considerou factível a tese, para cujo êxito muito contribuiriam “o preparo político e as qualidades pessoais de Gildásio”, além de seu trânsito na Casa, embora continue julgando “controversa” a indicação.



Missão para gente grande

Data: 23/06/2012
20:58:42

Das idas e vindas de listas para definir quem vai ser o vice na chapa “puro-sangue” de Mário Kertész (PMDB), uma especulação aflora nos bastidores: o partido está pensando em botar lá um peso-pesado, o deputado e presidente regional, Lúcio Vieira Lima.



Retaliação necessária

Data: 23/06/2012
20:57:55

Não é possível o convívio com republiquetas que façam processo sumário contra um presidente.

O Brasil deve impor sanções ao Paraguai. E que se comece proibindo esses caras de mandar o scotch deles pra cá.



O que Brizola disse a Maluf

Data: 23/06/2012
20:57:01

O jornalista Samuel Celestino pode até ter testemunhado o encontro casual de Leonel Brizola e Paulo Maluf na Câmara dos Deputados no início dos anos 80, como afirmou em sua coluna em A Tarde, quinta-feira, mas fez um relato impreciso do episódio, já descrito neste blog em postagem do dia 24 de julho de 2009.

Na verdade, era a primeira visita de Brizola à Câmara após voltar do exílio de 15 anos. Maluf, rematado sem-vergonha, saudou-o, abraçou-o, trocou com ele algumas palavras. Depois, acompanhantes de Brizola advertiram-no de quem se tratava. “Eu imaginava”, disse Brizola, “mas como não tive certeza fiquei com medo de ofender a pessoa”.



Rogério viu impedimento para disputar

Data: 23/06/2012
20:54:49

A desistência do deputado Rogério Andrade (PSD) de concorrer à Prefeitura de Santo Antônio de Jesus não deixou de ser surpresa, embora o parlamentar várias vezes tenha dito a este editor, nos últimos meses, pedindo reserva, que a candidatura não era certa.

Após anunciar sua saída do páreo, Rogério informou que, tendo sido preterido como candidato do prefeito Euvaldo Rosa, ex-DEM, sem partido, seu antigo aliado, não se sente à vontade para disputar “contra o grupo” de que fez parte “nos últimos dez anos”.

O deputado, entretanto, saiu criticando a postura do prefeito, que reagiu, afirmando que sua decisão baseou-se no desempenho de Rogério nas “pesquisas internas”, o que é estranho, pois se acreditava na força do governador Wagner e do vice Otto Alencar no apoio ao pupilo.



Governo livre de Gaban

Data: 23/06/2012
20:53:20

A saída de Rogério deu uma tranquilidade daquelas ao governador Jaques Wagner. Se fosse eleito prefeito, abriria na Assembleia Legislativa uma cadeira para o primeiro suplente, ex-deputado Carlos Gaban (DEM).

Gaban é um dos que foram marcados a dedo pelo governo na tentativa de impedir-lhes a reeleição, assim como Elmar Nascimento (PR) e Capitão Tadeu (PSB), estes últimos, casos em que não se logrou êxito.



Os sustentáculos da greve

Data: 23/06/2012
20:52:01

A Tribuna da Bahia supõe que o governo percebe o “risco” de Wagner e Pelegrino participarem do cortejo do 2 de Julho se até lá estender-se a greve dos professores.

A nota diz que o “movimento paredista” – saudade de 64! – está “bastante acirrado por influência de alguns partidos políticos”.

Se o comentário se refere a partidos representados na Assembleia Legislativa, é temerário dizer que a oposição com mandato na Bahia seja a responsável pela greve, e não as relações trabalhistas entre governo e docentes.

Entretanto, se o jornal acha que a culpa por 1,2 milhão de alunos estar sem aulas há quase três meses é de legendas praticamente inexistentes, como PSTU, PCB e PSOL, então se trata apenas de extremismo na vocação natural de prestar serviço.



Retardados

Data: 22/06/2012
10:48:47

Só agora reparam que Salvador não tem prefeito.



PSD dá de 12 a 2 no PR, diz deputado

Data: 22/06/2012
10:48:07

Mais um deputado do PSD, reservadamente, confirma a insatisfação na bancada com o tratamento que vem recebendo do governo do Estado. “O PR está negociando sua adesão ao governo e reivindica secretarias com apenas dois deputados. Nós somos 12 e não temos nada”, avalia.

O secretário da Infraestrutura e presidente regional do partido, vice-governador Otto Alencar, não é levado em conta por se tratar de nomeação anterior à formação do PSD, quando a “bancada” de Otto poderia ser resumida a Ângelo Coronel e Gildásio Penedo.

A questão, no entendimento do parlamentar, “começou lá atrás”, quando o partido, logo após a fundação, aceitou não envolver cargos nas conversas com o governo. Hoje, além de não ter posições estratégicas na máquina, carece do atendimento a suas demandas na administração em geral.



Otto é quem está segurando as pontas

Data: 22/06/2012
10:46:41

“Não querermos cargos pelos empregos, mas pelo que permitirão trabalharmos pelos municípios que representamos”, afirma o deputado, que garante: “Está todo mundo amarrado em consideração a Otto, mas a situação incomoda”.

Essa atenção ao vice-governador resiste porque é através da Secretaria da Infraestrutura que a bancada tem alguma assistência. “Otto faz o que pode, mas o orçamento dele é limitado pelos próprios petistas, porque senão ele pode disparar”.

Trata-se de uma referência à vocação eleitoral reconhecida no vice-governador, que ele exerce naturalmente, ao contrário de outros. “Continua”, diz o deputado, “a mesma confusão de sempre para sermos atendidos por um secretário ou diretor. Já Otto recebe todo mundo, do PSD ou não”.



Em tempo

Data: 22/06/2012
10:44:57

A fonte dividiu por dois a bancada do PR, que tem quatro deputados, porque somente Reinaldo Braga e Graça Pimenta ficariam com o governo em caso de adesão, enquanto Sandro Régis e Elmar Nascimento permaneceriam contra.



Vai ter que aturar

Data: 22/06/2012
10:40:46

A oposição está levantando uma coletânea dos discursos do deputado Gildásio Penedo (PSD) na legislatura anterior, quando liderava o bloco, para apresentá-la assim que o parlamentar assumir sua nova e diametralmente oposta função de líder do governo.

Quem já reavaliou o material assegura que a oposição atual está sendo muito mais amena com o governador Jaques Wagner.



A chapa Alice-Tércia

Data: 22/06/2012
10:39:23

Circulou discretamente nos bastidores políticos da semana a possibilidade de a ex-primeira-dama do Estado Tércia Borges ser candidata a vice-prefeita na chapa da deputada Alice Portugal, na eventualidade de um entendimento entre o PCdoB e o PR.

A informação foi transmitida por terceiros ao deputado Álvaro Gomes, que teria gostado. No entanto, num pronunciamento em que tratou da sucessão, o parlamentar referiu-se apenas a PTB, PDT e PSL como legendas que estariam articulando uma coligação.

Indagado sobre a questão, Álvaro, após frisar que nada tem contra o nome de Tércia, disse que seu partido quer “ampliar o arco de alianças” e para isso está “conversando com todo mundo”.

Ressalvou, porém, que não citou em seu discurso o PR como uma possibilidade real porque, pelo que sabe, o partido “estaria fechando com Nelson Pelegrino”, candidato do PT e, dizem, do governador Jaques Wagner.



Cícero Dantas

Data: 22/06/2012
10:37:55

O vereador Rogério (PSD) será o vice na chapa de Zelito Ribeiro (PDT), que tenta voltar ao cargo em Cícero Dantas. A importância da aliança está no fato de que Rogério era o nome mais forte no grupo do prefeito Weldon Carvalho (PR), que, entretanto, preferiu apoiar para seu sucessor o candidato Elânio.



BLAGUE NO BLOG - Religiosas

Data: 22/06/2012
10:37:04

Da lavra de Lafaiete Spínola, mais dois epigramas. O primeiro se refere a um pastor que mantinha no próprio templo um quarto reservado a encontros amorosos.

Na igreja, tem o ladino
Dois cultos, não faz por menos:
Na frente, o culto divino,
No fundo, o culto de Vênus.

O segundo é um temerário agravo ao então todo-poderoso cardeal Álvaro Augusto da Silva, que perpetrou verdadeiro crime patrimonial ao negociar, em 1933, a demolição da primacial Igreja da Sé para permitir a circulação dos bondes.

A igreja ficava exatamente no local onde hoje está o busto de D. Pero Fernandes Sardinha, bispo que, como sabemos pelos livros primários de História do Brasil, foi devorado pelos caetés, em 1556, após naufrágio no litoral de Alagoas.

Por que de Sardinha o busto
Na praça onde a Sé se ergueu,
E não o de D. Augusto,
O bispo que a Sé vendeu?



Wagner convida Gildásio para líder

Data: 21/06/2012
14:32:00

O governador Jaques Wagner fez hoje o convite ao deputado Gildásio Penedo (PSD) para a exercer liderança do governo na Assembleia Legislativa.

A conversa foi no Hotel Fiesta, pouco depois do encerramento da solenidade de lançamento do edital de consulta pública para construção do metrô da Avenida Paralela.

Embora não tenha havido manifestação, a notícia não agradou a bancada do PT, que, mesmo sendo a maior, não conseguiu emplacar o líder, assim como jamais indicou o presidente da Assembleia.




Página Anterior    Próxima Página