Salvador, 22 de setembro de 2018

O exemplo vem de cima

Data: 21/07/2015
08:56:34

Não é porque um policial é assassinado que uma força-tarefa homicida tem de sair às ruas para assassinar 40 pessoas num fim de semana, em ação geográfica e temporalmente organizada.

O caso de Manaus, portanto, pode ser fruto do descontrole que atinge o Estado brasileiro, favorecendo a que instâncias inferiores do poder público, pelo exemplo das cúpulas, se sintam autorizadas a administrar a própria justiça.



É preciso impedir que o país chegue ao caos

Data: 20/07/2015
23:47:31

É imperioso que a presidente Dilma não tenha cometido pecado mortal, porque essa seria a única alternativa para que, com a efervescência do momento político, não viesse a ser colocado em jogo seu mandato.

A política costuma ser uma luta em campo aberto pelo poder. No caso presente do Brasil, tende a ser uma guerra suja, cruel, desumana, desonesta, canalha e quantos mais adjetivos possam ser incorporados a esta coleção.

Mas dos pragmáticos, hoje, se exige um pragmatismo maior ainda. O PT, francamente, não “preocupa” mais. Com a ressalva de idealistas e inocentes que compõem grande parte de seus quadros, é, pela ação das cúpulas, uma organização criminosa flagrada em múltiplos delitos.

Não terá futuro eleitoral nos próximos anos. Resta preservar, como única âncora visível neste tormentoso oceano de crises, se for possível, a honra do cargo presidencial, porque, mesmo a opção de nova eleição direta em três, quatro meses, seria carregada incerteza e constante instabilidade.

Ao lado da falta de credibilidade quase completa do segmento político, temos a perigosa combinação de retração econômica com inflação ascendente e um desemprego que se alastra. Um quadro cujo combate requer equilíbrio mental, sob pena de chegarmos, em pouco tempo, a extremos dramáticos.

Um pacto terá de emergir, com um programa mínimo elementar de ajuste econômico, concretização de uma reforma política de verdade, rejeitada a farsa atual e, sobretudo, justiça com  quem tenha sido flagrado com a mão na massa – políticos, funcionários, empresários e cupinchas em geral.



Suicídio coletivo

Data: 20/07/2015
23:44:56

Da briga de quadrilhas a que a nação, pesarosa, assiste, pode-se identificar pelo menos uma vantagem: os presidentes Eduardo Cunha e Renan Calheiros não terão peito para levar adiante a indignidade que talvez lhes habite o caráter, porque certamente seriam tragados pela própria arapuca.



Credo em cruz

Data: 20/07/2015
23:43:58

Enquanto Aécio Neves manifesta “preocupação com o agravamento do quadro político no país”, o vice-presidente Michel Temer vai aos Estados Unidos fazer palestra sobre o “cenário político e econômico do Brasil”.



Bombeiro voluntário

Data: 21/07/2015
00:01:14

Mas confirmando os sinais que vem emitindo desde sempre, Temer diz que vivemos apenas uma “crisezinha política". Mantém a postura de quem não quer ver o circo pegar fogo.



Tarefa errada

Data: 20/07/2015
23:42:28

Criticando a iniciativa do governador Rui Costa de promover um movimento em defesa da presidente Dilma Rousseff, o deputado José Carlos Aleluia (DEM) entende que ele deveria estar propondo à presidente “a reativação do estaleiro Enseada do Paraguaçu, em Maragogipe, fechado por causa da corrupção do petrolão”.



Deu inveja

Data: 20/07/2015
23:41:35

Sobressaiu na cena da chuva de dólares sobre Joseph Blatter na sede da Fifa, na Suíça, a absoluta tranquilidade dos dois seguranças que vão retirar do local o homem que as jogou, o ator inglês Simon Brodkin.

Com toda elegância e gentileza, enlaçaram com os braços o invasor, mas praticamente sem tocá-lo, e o conduziram pacificamente para fora.

Sem querer meter nisso outros países, no Brasil o pobre manifestante sairia com a garganta comprimida por uma gravata e ainda tomando umas porradas extras enquanto se debatia.



Collor simboliza a promiscuidade nacional

Data: 19/07/2015
10:34:58

O país se assemelha à corte de Luís XVI, na qual elite dirigente, indiferente à sorte do povo, gozava dos privilégios num processo de decadência que resultou na Revolução Francesa.

Um símbolo perfeito do quadro promíscuo da política brasileira está na apreensão de três carros do senador Fernando Collor, com custo estimado em R$ 5 milhões.

Tanto a situação do país quanto sua própria história recomendariam parcimônia e discrição de conduta, e eis que ele, mais de 20 anos depois do impeachment, desponta com os mesmo delírios materiais da época da presidência.

Mas Collor não está na mesma posição de 1989, quando foi à porta do Palácio do Planalto chamar o então presidente Sarney de ladrão.

São seus aliados hoje o próprio Sarney e o Lula que derrotou naquela eleição, todos no mesmo barco, em apavorante cronograma de naufrágio.

O Estado corrupto que eles hipertrofiaram, acumpliciados com outros “líderes” sem responsabilidade com a nação, está em ponto de ruptura, e a sorte de muitos é que por aqui não guilhotinamos.



O nosso absolutismo

Data: 20/07/2015
07:56:10

Quando um tipo como o deputado Paulinho da Força (PDT) chega às altas instâncias da República, ao lado do presidente da Câmara e de um ministro do Supremo, para dizer que “agora podemos pensar seriamente em uma derrubada do governo”, é porque tudo está absolutamente perdido.



Povo-bomba

Data: 19/07/2015
10:31:31

Quatrocentos e trinta e um presos de uma só tacada na Arábia Saudita, acusados de atentados terroristas e recrutamento para o Estado Islâmico. O que faz parecer que as coisas ainda estão muito boas no Brasil.



Funcionamento à base de polícia

Data: 19/07/2015
10:30:49

Anuncia-se mais uma “revitalização”, a do Parque do Abaeté, como antes já foi feita a do Pelourinho e outros pontos da capital cujos risco e penúria são lamentados hoje por baianos e visitantes.

Como sempre, nessas ocasiões, eclodem as reportagens, enchem-se de esperança os corações de moradores e comerciantes da área.

Aos trancos e barrancos, os projetos são “entregues à comunidade”, com gasto de dinheiro sempre acima das projeções, mas dando a impressão de que foi menor que o necessário, tal a qualidade do acabamento e dos materiais.

Em poucos meses, a realidade volta à tona: pisos, jardins, quadras, cercas, instalações, tudo em progressiva destruição, seja pelo simples vandalismo, seja para uso ou venda de equipamentos públicos furtados.

O resultado natural é a eterna necessidade de policiamento ostensivo, para que a minoria capaz de pagar por serviços e mercadorias à venda possam parar seus carros e consumir, o que é insustentável, advindo a morte daquela célula urbana.



Vamos explorar

Data: 19/07/2015
10:28:22

Saudar o ex-prefeito João Henrique como “futuro prefeito de Salvador”, como ocorreu em recente evento do PR, seria coisa de quem crê na insanidade da população – se não fosse apenas um vulgar salamaleque em busca de outros fins.



Seis por meia dúzia

Data: 19/07/2015
10:27:11

Para continuar no ramo do déficit psíquico: o senador Walter Pinheiro só ingressaria no PDT se estivesse completamente louco, o que não parece ser o caso.

A consistência da notícia é tanta que ele é colocado no partido em operação conjunta com o prefeito ACM Neto, que costumava frequentar sozinho essa especulação.

Pinheiro não saltaria do convés de um Titanic adernado para uma barca que já está furada.



PS

Data: 20/07/2015
14:50:41

A nota acima estava redigida desde ontem. Hoje, na coluna Tempo Presente, de A Tarde, o jornalista Levi Vasconcelos publica declaração do senador de que foi procurado pelo presidente do PDT, Carlos Lupi, e disse a ele que “primeira resolva a pendenga do PDT da Bahia”.

A publicidade da resposta sugere que não há futuro nessa relação, do contrário Pinheiro a estaria articulando em silêncio. Nesse caso, seria indispensável que ele fizesse a proeza que o deputado Marcelo Nilo não conseguiu: vencer a queda de braço com o deputado Félix Mendonça Júnior.

Ainda no terreno da especulação, pela trajetória de vida de cada um, o natural seria que Pinheiro não se envolvesse numa aliança figadal com o carlismo. Mas se houver uma reviravolta geral na questão do PDT, que ganharia um senador, seria mais razoável a convivência com Marcelo Nilo, que, por sinal, está tendo umas dificuldades com o PL.



Time e cerveja de segunda

Data: 19/07/2015
10:24:11

Tricolores açodados cantam jingle de campanha que incentiva o Bahia na disputa pela volta à primeira divisão.

“Meu time é de primeira” é um bom saque publicitário, mas inconsistente com o que se vê em campo – apenas experimentos, que ora dão certo, ora não.

O Vitória não está muito longe disso, só que não bebe.



Legitimidade é exigência para “impeachment”

Data: 18/07/2015
13:27:01

Quando disse que “não há espaço para aventuras antidemocráticas na América do Sul”, a presidente Dilma Rousseff falava a dignitários do continente, mas só podia estar pensando em si mesma.

A presidente tem razão. Não há a menor possibilidade de um golpe no Brasil, que é, apesar de todas as suas debilidades, um país maduro no campo institucional, precisando, contudo, com esse instrumento poderoso, avançar nas demais áreas.

A presidente só não pode confundir golpe com a iniciativa legítima e constitucional de um processo de impeachment, que ela poderia sofrer caso tivesse, pessoalmente, cometido crime tipificado entre aqueles que determinam o afastamento do cargo.

Fora disso, Dilma não tem por que temer. Uma iniciativa dessa natureza tem de ser constitucional, mas também, como dissemos, legítima, e isso significa que não haverá impeachment para atender aos interesses subalternos do deputado Eduardo Cunha e do senador Aécio Neves.

O presidente da Câmara dos Deputados nada mais fez, desde a posse, do que manipular leis e regimentos para levar o país não se sabe a que destino onírico, de consequências igualmente imprevisíveis. O senador encarnou da noite para o dia o papel de obcecado pelo poder.

Ao lado do coadjuvante Renan Calheiros, que ocupa a presidência do Senado depois de dela ter sido apeado desonrosamente, Cunha já entrou no índex da nação, que segue seus passos e não poderá admitir um novo Severino Cavalcanti.



Substabelecimento urgente

Data: 18/07/2015
14:52:10

A propósito, Dilma tá mal de advogado. Ter Cristina Kirchner e Nicolás Maduro defendendo os valores democráticos é dose.



Pensamento do dia

Data: 18/07/2015
13:23:10

Deus é alguém de quem não se pode fugir.



Tempostal, em memória de Marcelino

Data: 18/07/2015
13:22:37

Antônio Marcelino, um servidor público sem maior hierarquia, falecido há cerca de dez anos, tinha o hobby de colecionar cartões postais, e na Bahia mais provinciana ainda da década de 60 orgulhava-se do seu acervo, exposto num imóvel sob o nome de Tempostal.

A obra de Marcelino – 35 mil unidades, de todo o mundo – foi preservada pelas autoridades culturais do Estado e mantida num espaço no Pelourinho, traduzindo tudo aquilo que seu idealizador propôs na denominação híbrida: um passeio no tempo através dos cartões postais.

Agora, na mesma linha de descompromisso com nossas tradições e valores com que tentam transformar Feira de Santana na “princesinha”, e não na Princesa do Sertão, como a batizou Ruy Barbosa, locutores de rádio entendem que a criação de Marcelino deve se chamar “Templostal”.



A boa lei que deu prejuízo

Data: 18/07/2015
13:19:24

Têm sido mostrados na imprensa diversos exemplos do desajuste que atingiu em cheio o mercado de estacionamento em Salvador, onde se paga mais pela vaga do veículo que pelo almoço no restaurante ou pelo ingresso no cinema, teatro e praça esportiva.

Sem que se possa culpar a lei, o presente quadro começou quando a Câmara Municipal aprovou a cobrança pelo tempo fracionado, uma decisão justa, porque se, por exemplo, o cidadão permanecesse 25 minutos na vaga, não teria por que pagar por uma hora inteira.

Sentindo-se “lesados”, os comerciantes elevaram as tarifas, não somente compensando as perdas da minutagem, como assegurando ganhos desproporcionais que acabaram criando a situação distorcida de hoje.

Por outro lado, não houve autoridade executiva ou legislativa que conseguisse, com alguma argumentação baseada na defesa da economia popular e do interesse coletivo, impor limites aos donos de estacionamento, hoje um negócio de altíssima taxa de retorno.



Movimento ainda fraco em shoppings

Data: 18/07/2015
13:16:50

A cobrança de estacionamento em shoppings é apenas mais uma etapa na escalada do capitalismo selvagem que nunca nos abandonou.

A diferença é que aparenta ter sido um equívoco, pela queda de frequência que prejudica as lojas, células do empreendimento, responsáveis diretas pela sua existência.

Perdem, portanto, duas vezes: na redução de vendas de produtos e serviços, que as entidades do setor estimam em 40%, e na baixa ocupação do vilão de tudo isso, o estacionamento, que fica vazio.

Pelo que vemos da sociedade atual, as pessoas vão a shoppings para curtir a vida, o que implica consumo calmo e refletido, o que não é mais possível, porque ninguém pode pagar caro por isso.

Enquanto isso, o representante dos proprietários de shoppings mantém-se esperançoso como desde quando a cobrança começou, há quase um mês.

Antes, ele atribuía à sequência de feriadões a diminuição do movimento. Agora, já palpitando no terreno dos estudos comportamentais, afirmou que a situação estará normalizada “em 60 dias”.



Não é por falta de aviso

Data: 17/07/2015
08:31:26

Candidatos a prefeito de Salvador em 2016, incluído o próprio prefeito ACM Neto, que já terão de superar muitos problemas para alcançar o objetivo, poderão ter um complicador dos mais sérios na campanha: a candidatura do deputado Sargento Isidório.

Voluntarioso e acreditando ser tocado por forças além da política, o deputado esteve com o governador Rui Costa, que, naturalmente, sendo um companheiro de sua base, embora o PSC esteja na oposição, incentivou-o.

Com seus mais de 58 mil votos – a maior votação em Salvador para a Assembleia Legislativa, sem rádio, sem TV e sem material impresso–, Isidório poderá não ser competitivo numa eleição majoritária, mas tem potencial para embaralhar o quadro.



Contando com os insatisfeitos

Data: 17/07/2015
08:29:48

Um dado é importante: num eventual segundo turno, o candidato que vier a ser apoiado por ele tenha certeza de que contará com alguém que vai palmilhar esta cidade rua por rua, como fez na eleição de governador.

Com seu carro de som, jogando capoeira e na defesa de teses radicais no campo da religião e da sexualidade, tem o perfil ideal para captar votos de protesto e de repúdio aos políticos convencionais.



Chave está nas mãos do partido

Data: 17/07/2015
08:28:36

Há um “detalhe” a ser considerado: a posição do PSC a respeito, pois dificilmente quererá lançar um nome contra seu aliado ACM Neto.

No meio político não é descartada a hipótese de o partido “trocar de lado aos 45 do segundo tempo”, como fez no último pleito, quando deixou o governo para apoiar Paulo Souto.

Sabe-se, por outro lado, que o governo terá um candidato a prefeito e que não será Isidório, mas o sargento-pastor seria útil na disputa para tirar votos de Neto.



BLAGUE NO BLOG – Ruy de múltiplas ciências

Data: 17/07/2015
08:27:30

Redator que dava apoio, em 1973, ao então secretário de Redação da Tribuna da Bahia, José Carlos Teixeira, tasquei num título: “Ruy Barbosa entendia até de política tributária” – isso porque, na minha ignorância, relacionava-o apenas ao mundo jurídico e diplomático, quando Ruy era, na verdade, um polimato.

Como a Tribuna, aos quatro anos de existência, era um jornal renovador na imprensa baiana, chegando mesmo ao experimental, Teixeira, hoje respeitado editor do site Bahia Toda Hora, se permitiu completar minha obra: “Sabia?”

No dia seguinte, tivemos de aguentar nosso querido e respeitado editor-chefe, Milton Cayres de Britto, brandindo a edição, exasperar-se: “Seus idiotas, Ruy Barbosa foi ministro da Fazenda!” (LAG)



Justiça para todos

Data: 17/07/2015
08:26:04

Para mostrar que todos no Brasil se submetem aos rigores da lei, a Polícia Federal deflagrou a Operação Chupa-Molho, destinada a investigar o enriquecimento ilícito também nas camadas menos favorecidas da população.

A primeira ação enquadrou o quitandeiro Antônio José dos Santos, preso em seu barraco na Baixa do Lodo ainda às 5 da manhã, quando se preparava para o batente tomando um banho de balde.

Santos não comprovou a origem de um caixote de tomate e uma dúzia de molhos de coentro, e ainda teve apreendida uma Brasília 79, que a PF acredita ser produto do tráfico de hortaliças.

Recolhido à carceragem da Federal em Curitiba, para onde foi levado em ônibus de carreira sob forte escolta, Santos aceitou acordo de delação premiada e, segundo informações vazadas do inquérito, já entregou um biscateiro residente no bairro da Lama Toda e um catador de lata suspeito de desvio de ferro numa sucata da Suburbana.



Equilíbrio de Dilma está na incredulidade popular

Data: 16/07/2015
11:57:05

A grande diferença entre o impeachment de Collor e o de Dilma, que certos setores desejam, é que 23 anos atrás a nação estava disposta a mudança, tentava efetivamente encontrar o rumo após a ditadura militar e o contaminado governo Sarney, que a sucedeu.

A repulsa ao fato de o primeiro presidente eleito ter comandando um esquema de corrupção contribuiu para o movimento popular por sua derrubada, corroborado, enfim, pela plêiade de políticos que ainda havia nos cargos mais poderosos.

Hoje, o povo brasileiro está indignado com a situação, mas não vê nome ou solução que possam alterar os fatos. Por outro lado, os operadores principais da cena, muitos deles sem autoridade pessoal, pesam as consequências do jogo perigoso em que estão metidos.

Nesse equilíbrio precário repousa o destino da presidente, pois não se sabe o que viria depois dela. Salvo a possibilidade de vir a ser implicada pessoalmente em atos de corrupção, a ponderação recomenda, de todos os lados, a preservação do seu mandato.

O país atravessa uma fase das mais turbulentas, em que a intuição patriótica sugere que talvez seja melhor criar condições para enfrentar os problemas de verdade – inflação, desemprego, queda da economia.

A “união nacional” proposta, no entanto, não dispensa as consequências penais ou outras que possam advir do processo de esclarecimento sobre para onde está indo o dinheiro público no Brasil, pois essa é uma exigência indispensável do regime republicano.



Temer: o homem certo apareceu na hora

Data: 16/07/2015
13:38:23

A História deu a Michel Temer a responsabilidade de ser o grande condutor desse processo, não somente pela condição de vice-presidente da República, mas principalmente pelo seu perfil de remanescente de uma época em que o país tinha políticos mais decentes e competentes.

Seu comportamento, desde que ocupou o cargo pela primeira vez, em 2011, tem sido exemplar, e mesmo tendo sido rejeitado todos esses anos pelo Palácio, aceitou, na hora difícil, exatamente o papel de articulador político do governo, quando o abandono, numa circunstâncias destas, seria o desastre irrevogável.

Se Temer agiu assim não é porque não teria benefício com a queda de Dilma. No cargo-chave e com o respaldo e a experiência que detém, poderia conspirar com seus pares para obter o impedimento pessoal da presidente e arrebatarem juntos o poder – tudo dentro da Constituição.

A prova maior de sua postura, acaba de dá-la com a oportunidade e a maestria dos líderes: indagado sobre a manutenção da aliança entre seu partido e o PT, antecipou-se e, ainda que no seu feitio prudente,  disse que “o PMDB quer ser o, digamos, cabeça de chapa em 2018”.

Uma senha de que os acontecimentos caminham para uma solução pacífica, pois, se os petistas sonham com Lula na próxima eleição presidencial, os peemedebistas sabem que será difícil o ex-presidente meter a cara e planejam disputar o cargo com a credencial de avalistas da estabilidade.



Waldenor combate Serra

Data: 16/07/2015
11:46:10

O deputado Waldenor Pereira (PT) prometeu combate sem trégua a projeto de autoria do senador José Serra (PSDB) propondo a alteração do modelo atual de partilha do pré-sal – 75% dos recursos governamentais para educação e 25% para a saúde – para favorecer empresas estrangeiras.

“É um projeto entreguista, e não podemos permitir a entrega da maior riqueza nacional para o capital estrangeiro”, afirmou Waldenor, que participou, ao lado do deputado Zé Raimundo (PT), em Brasília, de ato em defesa da Petrobras.



Transporte de professores

Data: 16/07/2015
11:45:10

“De todas as nossas conquistas conjuntas, sem dúvida, esta é a mais emblemática, a mais trabalhosa e aquela que deve ser mais comemorada”, disse o gerente de educação para o subúrbio e ilhas da Prefeitura de Salvador, Marco Aurélio Elpídio.

Referia-se à criação do transporte gratuito de professores para as ilhas da Baía de Todos os Santos, realmente um grande estímulo ao ensino nesses locais de difícil acesso. Era uma reivindicação antiga, não dos docentes, mas dos pais e alunos.



Corrupção na medida certa

Data: 16/07/2015
11:44:12

Por deliberação da Executiva Nacional, o PDT permanecerá na base de apoio à presidente Dilma Rousseff depois de o presidente nacional do partido, Carlos Lupi, ter dito que o problema do PT é que “roubou demais”.

Espera-se que, após ter tomado tão grave decisão, o PDT possa dar ao país pelo menos uma contribuição importante: ensinar o PT a roubar o suficiente.



Memórias profanadas

Data: 16/07/2015
11:43:20

É um crime de lesa-pátria a explicação de Lupi para o reatamento: estão “contra Dilma os mesmos que fizeram campanha contra Getúlio Vargas, contra João Goulart e contra Leonel Brizola”.

Getúlio, Jango e Brizola são homens que deixaram um legado à nação e, somados seus mais de 100 anos de vida pública e poder, jamais roubaram um centavo.

E, nunca é demais registrar, ao morrer, em junho de 2004, Brizola, o último líder trabalhista digno desse título, estava rompido com o governo Lula.



Sobre a eficácia das “blitzes”

Data: 16/07/2015
11:42:05

Informa o deputado Euclides Fernandes (PDT) que a Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da Assembleia Legislativa ouvirá, logo no reinício dos trabalhos, em agosto, representantes da Polícia Militar sobre o resultado das blitzes em Salvador.

O parlamentar cita o objetivo de “identificar suspeitos trafegando em motocicletas protegidos pelo anonimato imposto pelo uso do capacete”, mas são parados também automóveis para rigorosa revista.

É – dizemos nós – um assunto que interessa a toda a população, porque é de se duvidar da eficácia de operações sempre feitas nos mesmos locais e quase nos mesmos horários, em geral atrapalhando o trânsito já difícil e retirando policiais de ações mais necessárias.



PSD seria destino de Pinheiro

Data: 14/07/2015
22:54:06

Fonte brasiliense informa que será o PSD o destino do senador Walter Pinheiro, embora não indique em que condições se daria a filiação nem como seria o entendimento com o senador que o partido já tem na Bahia, Otto Alencar.

Pinheiro vinha sendo disputado por duas legendas. O PSB o queria intensamente, mas a conversa não foi adiante. O PRB, que estava disposto a dar o céu ao senador, teve de se contentar com desprezo reverencial.

O que está definido é a saída do PT, pois a situação, além de insustentável, é pouco recomendável. Pinheiro sofre forte pressão dos amigos e até da família para tomar uma decisão que está pra lá de madura.



Carroças nunca mais

Data: 14/07/2015
13:59:49

Polícia Federal apreende Ferrari, Lamborghini e Porsche de Fernando Collor.

É verdade! Vai longe o tempo do Fiat Elba.



Educação e corrupção, rimas sem solução

Data: 14/07/2015
10:49:27

O nome é pomposo – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação –, mas o Fundeb se revela, também e especialmente na Bahia, onde 25 municípios são investigados, apenas mais um cofre público do qual gestores e operadores subtraem dinheiro.

No presente caso, literalmente, recursos que representam o futuro do país, pois se destinam, entre outros investimentos, a garantir, na primeira faixa de estudo da criança brasileira, planos de cargos e salários para docentes e outros servidores, atualização pedagógica e aquisição de sistemas de apoio à educação.

A Polícia Federal expôs o esquema profissional de licitações fraudulentas para “projetos” que nem saíram do papel ou nunca foram concluídos. Com prefeitos e secretários, a quadrilha forjava editais, orçamento e contratos, vendendo por até R$ 400 mil programas de informática que em lojas custam R$ 3 mil.



O Águia e o Patriarca

Data: 14/07/2015
13:07:23

A operação policial foi batizada Águia de Haia, mas a PF não esclareceu se se trata de uma homenagem ao ínclito baiano Ruy Barbosa, autor da “Oração aos Moços”, ou é apenas referência indireta a um dos municípios onde foram cumpridos mandados de prisão e apreensão de documentos.

Vale notar uma possível preocupação dos federais em realçar nomes do Império, pois o prefeito de Ruy Barbosa, cujo filho teria sido preso, é, justamente, José Bonifácio (PT), xará do Patriarca da Independência. Os dois vultos históricos, no entanto, não foram contemporâneos, pois Bonifácio morreu 11 anos antes de Ruy nascer.



Dupla retaguarda

Data: 14/07/2015
10:46:20

Embora ainda não esteja claro se alguma acusação pesa pessoalmente sobre o deputado Carlos Ubaldino (PSD), cujo gabinete foi vasculhado por agentes da PF, ele parte com vantagem nessa contenda: tem duas Assembleias para apelar, a Legislativa e a de Deus.



Palcos da investigação

Data: 14/07/2015
10:45:28

Por ordem alfabética, os 25 municípios onde transcorre a ação da PF, sabendo-se que em 18 deles, não revelados, é que foram constatadas irregularidades:

Água Fria, Buerarema, Camacam, Camaçari, Camamu, Capela do Alto Alegre, Cipó, Cotegipe, Feira de Santana, Ibirapitanga, Ilhéus, Itabuna, Itapicuru, Livramento de Nossa Senhora, Mairi, Mirangaba, Nova Soure, Paramirim, Ribeira do Pombal, Ruy Barbosa, São Domingos, Salvador, Teixeira de Freitas, Uauá e Una.



Miséria pouca

Data: 14/07/2015
10:44:31

E com essa vultosa grana transitando com desenvoltura por aí, vai o TCM pegar o deputado Marquinho Viana (PV) por causa de umas diariazianhas do tempo em que era vereador em Barra da Estiva...




Página Anterior    Próxima Página