Salvador, 11 de dezembro de 2018

Descartando Santana

Data: 29/08/2011
13:49:57

A fonte bota lenha na fogueira: “E tem mais: se não for Azevedo o candidato, também não será Santana”, numa referência ao deputado Coronel Gilberto Santana (PTN), que se diz aliado do prefeito e pronto para apoiá-lo em mais uma campanha.



Carteirada em Lauro

Data: 29/08/2011
13:48:55

Um comando da Secretaria do Meio Ambiente da Prefeitura de Lauro de Freitas foi chamado na noite de sábado a um clube, em Ipitanga, onde estava se realizando uma festa com o som acima dos níveis permitidos pela legislação.

Na hora de o responsável assinar o termo de autuação, surgiu o deputado Rosemberg Pinto (PT), impedindo-o. Os funcionários voltaram com uma guarnição da Rondesp, cujo chefe, um sargento, foi desacatado pelo parlamentar.

A coisa ficou feia, pois os policiais queriam prender Rosemberg, sendo necessário ligar para a prefeita Moema Gramacho, que determinou a ida ao local do secretário Vidigal Cafezeiro. Com muito tato, Vidigal contornou a situação.



Maus presságios

Data: 29/08/2011
13:47:36

Torcedor rubro-negro acha que o Bahia vai descer, mas não será pelo Elevador Lacerda. Um tricolor devolve: se o Vitória subir, será pela Ladeira da Preguiça.



Romário vê atraso nas cidades da Copa

Data: 29/08/2011
13:04:19

O deputado federal Romário Farias (PSB-RJ) está em Salvador, participando da inspeção que a Comissão de Turismo e Desporto da Câmara realiza nas cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. Romário já esteve em oito das 12 cidades e disse que todas têm problemas com relação a estádios, aeroportos e mobilidade urbana.

Pelo que tem constatado, o campeão mundial de 1994 não crê no bom funcionamento dos equipamentos para a Copa e disse que, mesmo que se aumente a velocidade, serão necessárias as famosas “obras emergenciais”, sem licitação ou, como frisou, “sem limite”. Natal e São Paulo registram os maiores atrasos nas obras dos estádios.

Demonstrando na política a mesma ironia das suas declarações no terreno esportivo, Romário afirmou que os aeroportos brasileiros estarão prontos “para a Copa da Rússia”, em 2018. Para ele, somente oito estádios estarão concluídos para 2014, enquanto “80% dos projetos de mobilidade urbana” ficarão para depois da Copa.



Comissão visita obras da Fonte Nova

Data: 29/08/2011
13:02:11

Todos esses temas foram debatidos pela manhã, em audiência pública que a comissão realizou na Assembleia Legislativa. Agora à tarde, os integrantes circularão pela cidade e visitarão as obras de construção da Fonte Nova.

Além de Romário, participaram da sessão a senadora Lídice da Mata (PSB), o deputado Acelino Popó (PRB), o presidente da comissão, Jonas Donizette (PSB-SP), o secretário extraordinário da Copa, Ney Campello, e o secretário de Turismo do Estado, Domingos Leonelli.



Wagner joga conversa fora com vereadores

Data: 28/08/2011
22:39:42

Só mesmo a reconhecida paciência do governador Jaques Wagner explica sua disposição de encontrar-se amanhã, segunda-feira, com os vereadores de Salvador para discutir um assunto que está mais que definido: a escolha do metrô como principal modal de transporte de massa na capital em detrimento do BRT, sigla em inglês do “ônibus de trânsito rápido”.

Poderão dizer que é problema de agenda, mas a própria escolha do horário - 18 horas – já demonstra um clima de “fim de expediente” nos entendimentos. Se fosse a sério, audiência para assunto tão importante, a ser tratado pela autoridade máxima do Estado com uma instituição como a Câmara, teria ocorrido desde a semana passada.

Jamais se viu envolvimento tão ostensivo de autoridades públicas em defesa de interesses privados, no caso, os vereadores buscando uma solução que privilegie os empresários de ônibus, os quais, ao perderem o primeiro assalto, se dispuseram a financiar diretamente o projeto, desde que sejam eles a explorá-lo por lucrativos anos.



Câmara não trata do fracasso da gestão

Data: 28/08/2011
22:36:15

Desmascarados em suas intenções, os vereadores se entregam de corpo e alma à batalha pela concretização do empreendimento, tão polêmico que já propiciou até troca de imprecações públicas entre dois secretários, um estadual, outro municipal.

Algum desavisado visitante de Salvador seria tentado a elogiar uma Câmara que se empenha tão decididamente no debate de uma solução para um problema que aflige a população, especialmente os mais pobres.

Para isso, entretanto, seria necessaário que tal turista estivesse privado de alguns sentidos, como a visão e o olfato, pois só assim se justificaria o fato de não enxergar as tristes mazelas que vive Salvador sem que os vereadores, em algum momento, houvessem levantado a voz contra o fracasso da administração municipal.



Maior obstáculo ao metrô é a construção

Data: 28/08/2011
22:34:47

Dezessete de setembro é o prazo máximo dado pelo governador para publicação do edital do metrô da Avenida Paralela, e não é à toa que a Secretaria do Planejamento dedica-se à sua elaboração, com o objetivo, também anunciado por Wagner, de que a obra seja iniciada ainda em 2010, sob pena de perder sua finalidade de funcionar para a Copa do Mundo de 2014.

O governador antecipou sua posição em entrevista a A Tarde na última sexta-feira. Não só viu “paranoia” no discurso antimetrô como considera “incrível” que em Salvador, ante a possibilidade de implantação de um metrô, haja quem, em função de responsabilidade, prefira ônibus.

Assim, a “participação” que os vereadores exigem na definição do modal de transporte, ainda que sob não tão velada ameaça de retaliação institucional, não vai mudar nada nos planos do Estado, já devidamente endossados pelo governo federal. Wagner cumprirá formalmente seu papel de democrata e depois só lhe restará tocar a obra, do contrário será o caos.



Todo pôquer tem blefe

Data: 28/08/2011
22:33:02

O governador até tem justificativa técnica para a opção pelo metrô, mas a verdade é que há no processo um forte componente político. O BRT teve as bênçãos do PP do secretário João Leão e do prefeito João Henrique, e ainda hoje é tido como estopim de um possível racha na base do governo, à semelhança da havida antes com o PMDB. Wagner está pagando pra ver. 



Um ex-ministro em exercício

Data: 28/08/2011
22:31:12

Apesar de toda a encenação, o ministro Mário Negromonte não pode se dar por tranquilo no cargo. Ele foi salvo agora por circunstâncias políticas superiores. A presidente Dilma, após o recorde de quatro exonerações em oito meses, teve de recuar para evitar um grave impasse político - e por saber que outros atingidos haveria além de Negromonte e Pedro Novais, do Turismo.

O problema é que Negromonte, no exercício do cargo, contrariou o espírito de unidade que, na bancada do PT, presidiu sua indicação. Dedicou-se a um projeto pessoal que desagradou seus correligionários na Câmara, tendo resultado na substituição na liderança, por 28 votos a 13, do paranaense Nelson Meurer pelo paraibano Aguinaldo Ribeiro.



PP voltará à carga em tempo hábil

Data: 28/08/2011
22:29:08

Aguinaldinho, como é conhecido, foi a Dilma e apresentou suas credenciais com as assinaturas dos 28 eleitores. Disse à presidente que Negromonte poderia ser ministro de fachada, mas que a articulação dos votos na Câmara teria de passar por ele. A carga definitiva contra Negromonte virá quando a conjuntura permitir.

Parte da bancada deseja a volta de Márcio Fortes, mas é difícil por causa do grau de exposição que teve no episódio do destempero sanguinário de Negromonte. Cresce de cotação o vice-governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PP), preferido do presidente nacional do partido, Francisco Dornelles.

Seria uma ampla articulação já visando 2014. O senador petista Lindberg Farias concorreria  ao governo do Estado e o governador Sérgio Cabral (PMDB) disputaria o Senado. Pezão, candidato “natural” ao governo do Rio, seria compensado com o ministério.



Desagrado também na Bahia

Data: 28/08/2011
22:27:31

A ação exclusivista do ministro está sendo também praticada na Bahia, tanto no campo político quanto no administrativo, segundo fonte ligada ao PP, a ponto der ter desagradado até os dois deputados federais no exercício do mandato – Roberto Brito e Luiz Argolo.

Negromonte privilegiou na destinação dos recursos do ministério o município de Glória, onde é prefeita sua mulher, Wilma Negromonte. Por outro lado, seu filho, o deputado estadual Mário Júnior, tem sido agraciado com diretórios em municípios onde teve votações inexpressivas, em detrimento de parlamentares mais votados.



Quinta coluna

Data: 28/08/2011
13:54:24


No auge da crise, quando foi trocada a liderança, o ministro convidou os deputados para uma reunião, numa tentativa de controlar a situação. Compareceram 14, ou seja, pelo menos um deles era espião.



PMDB está de olho em Godinho

Data: 26/08/2011
21:25:07

Observador da política municipal entende que o presidente da Câmara, Pedro Godinho (PMDB), “faz jogo de cena quando lança a bandeira pró-vereadores, porque o que ele está mesmo é rodeando (o prefeito) João Henrique para ver se o BRT ainda tem salvação”.

A posição do vereador já seria, a esta altura, complicada dentro do seu próprio partido, que, desde que se afastou do prefeito “não tem um cargo na estrutura da Câmara” por indicação do deputado e presidente Lúcio ou de seu irmão Geddel Vieira Lima.

Segundo a fonte, o PMDB gostaria de que Godinho se afastasse também de João Henrique, “mas ele fica nessa de papel institucional”, o que poderá resultar numa consequência antes inimaginável: Godinho ficar sem legenda para disputar a reeleição.



Caso pra reza e santo forte

Data: 26/08/2011
21:23:18

Ninguém duvide da disposição dos irmãos Vieira Lima de só terem como correligionários aqueles em que efetivamente podem confiar. Nos bastidores, diz-se que o presidente Lúcio “está entalado com o pessoal que namorou o PSD” – prefeitos, vereadores e deputados.

Os que se encaixam nesse perfil devem “rezar e subir o Bonfim de joelhos para o PSD sair”, palavras que teriam sido pronunciadas pelo próprio Lúcio.



Que venha a Copa!

Data: 26/08/2011
21:22:20

Enquanto o prefeito João Henrique dá vazão ao populismo inócuo e sai por aí prendendo caminhões que transportam a economia da cidade, o Elevador Lacerda, símbolo internacional de Salvador, para completamente por falta de manutenção.



Petros faz festa pré-eleitoral

Data: 26/08/2011
21:21:36

Segundo maior fundo de previdência do país, a Petros realiza em Salvador uma confraternização com os seus participantes e assistidos, amanhã, sábado, às 15 horas, no Hotel Stella Maris. Mas, além de festivo, o evento é político: os associados serão convidados pelos petroleiros a participar de eleição marcada para setembro, em que, diz a coordenação, “estarão em jogo o presente e o futuro da fundação”.

A Federação Única dos Petroleiros, o Congresso Nacional dos Petroleiros e os sindicatos filiados decidiram pelo apoio à chapa 22 para o Conselho Deliberativo (Paulo César/Danilo Ferreira) e 32 para o Conselho Fiscal (Daniel Saramate/Jorge Silva). Para Paulo César, “é importante o voto dos ativos, aposentados e pensionistas para garantia do presente e do futuro da Petros, assim como melhores benefícios para todos”.



Explicação do "diálogo"

Data: 26/08/2011
21:19:44

Recentes contatos entre os ex-prefeitos Geraldo Simões (PT) e Fernando Gomes (PMDB) nada têm a ver com a sucessão municipal em Itabuna, como se comentou, e seria mesmo absurda alguma articulação entre representantes de forças tão antagônicas.

O que Fernando quer com Geraldo é buscar ajuda para retomar o terreno que seria de sua propriedade, doado ao governo do Estado na última gestão de Paulo Souto para a construção de um centro de convenções no município, obra que deixou inacabada.

Passou também todo o governo Jaques Wagner e nenhuma providência foi tomada para concretizar aquele que é um sonho antigo dos itabunenses. A estrutura está inútil e em deterioração, nas proximidades do Hospital de Base.



Otimismo sertanejo

Data: 26/08/2011
21:18:20

O deputado Joacy Dourado (PT) pinta um quadro caótico da região de Irecê em relação à água. “Os poços tubulares estão secando, a barragem de Mirorós está baixando. Nós precisamos trabalhar para perenizar os rios Jacaré e Verde, que estão se acabando também”.

Septuagenário, ex-prefeito de Irecê e estreante na Assembleia Legislativa, Joacy diz que está indo atrás de projetos “do tempo de Manoel Novaes”, no que demonstra ser um otimista fora do comum. Novaes exerceu 12 mandatos de deputado federal 1934 a 1986.

Neste momento, o parlamentar está fazendo reunião com lideranças de toda a região na Câmara Municipal de Lapão, onde está em discussão a dívida dos agricultores com os Bancos do Brasil e do Nordeste, mas o assunto principal é a busca de recursos da Codevasf para investir no abastecimento.



Aos prantos e barrancos

Data: 26/08/2011
21:15:56

De um deputado, sobre a inclinação lacrimal de certo político: “Minha avó dizia que é pra desconfiar de mulher que não chora nada e de homem que chora muito”.



Edmon articulou entrevista

Data: 26/08/2011
21:14:50

Escapa, com algum atraso, a informação de que o chefe-de-gabinete de Jaques Wagner, Edmon Lucas, foi o articulador, com o beneplácito, claro, do governador, da recente entrevista do presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo, ao radialista Mário Kertész, na Metrópole FM.

Kertész sempre moveu campanha cerrada contra o parlamentar, ridicularizando-o pelo modo de falar e denunciando supostas irregularidades no Legislativo. Na rádio, fez tudo para dificultar a primeira reeleição de Nilo à presidência, em 2009. Era um caso em que se supunha que as pazes jamais seriam feitas.



Cresce apoio ao plebiscito por novo Estado

Data: 25/08/2011
12:05:06

Duzentos e vinte deputados federais, com suas assinaturas, já manifestaram apoio ao projeto que autoriza a realização de plebiscito sobre a criação do Estado do Rio São Francisco, à semelhança dos que serão realizados no fim do ano para consultar os eleitores sobre o desmembramento do Pará nos Estados de Tapajós e Carajás.

A informação foi prestada pela deputada Kelly Magalhães (PCdoB), que destacou também o êxito do ato pela emancipação do Oeste da Bahia realizado na semana passada na sede da Fasbe – Faculdade São Francisco, em Barreiras.

Esteve presente o governador de Tocantins, Siqueira Campos (PSDB), que foi o líder do movimento para criação do seu Estado em 1988. No pronunciamento feito na ocasião, o governador disse que o Oeste da Bahia reúne hoje muitos mais condições econômicas e políticas do que a sua região quando se separou de Goiás.



Movimento irá aos 35 municípios do Oeste

Data: 25/08/2011
12:03:36

Outro entusiasta da criação do Estado do Rio São Francisco é o deputado Herbert Barbosa (DEM). Ele havia preparado um pronunciamento sobre o assunto para ontem, mas a queda da sessão ordinária não permitiu que o fizesse. Herbert disse que o movimento vem apresentando “força e união jamais vistas antes em Barreiras”.

No ato público da semana passada, ele registrou a participação de deputados, prefeitos e sobretudo lideranças comunitárias e empresariais da região. A União dos Municípios do Oeste da Bahia e a comissão formada para apoiar a criação do novo Estado se empenharão agora em realizar reuniões nos 35 municípios da região, para consolidar a iniciativa.

O presidente da Umob é o prefeito de Formosa do Rio Preto, Manoel Afonso Araújo (PMDB). Ele defendeu a “despolitização” do movimento como meio de alcançar os objetivos e pediu que os militantes “arquivem ambições e projetos pessoais” para conseguir a “aprovação do plebiscito no Congresso Nacional”.



Deputado destaca importância da divisão

Data: 25/08/2011
12:02:06

Um parlamentar governista votado em municípios da região Oeste, mas que tem a maioria de suas bases do lado de cá do São Francisco, defende a criação do Estado do São Francisco, apesar da perda eleitoral que terá. Pedindo reserva de seu nome, disse a Por Escrito que votará favoravelmente à divisão em caso de plebiscito.

“Municípios como Jaborandi, Cocos e Correntina ficam a mais de mil quilômetros de Salvador. Por mais vontade política que haja do governo, é difícil dar a devida assistência”, avaliou o parlamentar, citando as carências em estradas, escolas e assistência à saúde. A própria população dessas cidades "tem referência maior em Brasília, que fica a 500 quilômetros”, completou.



Tempo perdido

Data: 25/08/2011
12:00:55

A OAB está lançando o Observatório da Corrupção. Ora, que outra coisa temos feito no Brasil senão observar a corrupção?



Por outro lado...

Data: 25/08/2011
12:00:18

Chiste produzido por um cidadão que, aparentemente, não gosta de advogados: “E quem vai observar os advogados corruptos?”



Pegando pressão

Data: 25/08/2011
11:59:35

Os deputados estão carregando as baterias para a próxima semana, quando deverão votar, na terça e quarta-feiras, os polêmicos projetos da privatização dos cartórios e do Planserv. Outra explicação não há para a presença hoje, na abertura da sessão, de apenas seis parlamentares no plenário, embora o painel eletrônico indicasse 28.



Galo quer lei contra endividamento

Data: 25/08/2011
11:58:34

O deputado Marcelino Galo (PT) aproveitou a curta sessão, encerrada às 10h35, para defender um providência para o endividamento de pescadores baianos que receberam empréstimos do Banco do Nordeste em 1994 para renovação da frota e hoje enfrentam execuções por débitos de até R$ 90 mil.

“As embarcações já se acabaram, ou por uso ou por temporais, e o problema ainda está aí”, observou. Também a dívida da agricultura familiar foi lembrada pelo deputado, que a apontou como “uma consequência da falta de assistência técnica”.

Galo anunciou uma indicação ao governo para elaboração de uma lei que solucione a questão dos que tomaram dinheiro com intermediação da Desenbahia, dentro dos programas Terra Fértil e Pronaf. O deputado quer o mesmo tratamento dado ao agronegócio, “que sempre teve o carinho do Estado”.



Servidor confia no governo, diz petista

Data: 25/08/2011
11:57:04

“A oposição estava torcendo para que votássemos ontem o projeto do Planserv”, disse o deputado Joseildo Ramos (PT), observando que os sindicalistas não procuraram a bancada da minoria para apresentar suas reivindicações, mas os governistas, que para ele representam com legitimidade o movimento popular.

“Em outros tempos, esses mesmos sindicalistas, essas mesmas entidades, não iriam para a bancada da situação. Iriam, sim, procurar a antiga oposição, pois caminharam conosco nas lutas e existe entre nós um nível de confiança que nos permite o diálogo”, disse Joseildo.

O deputado frisou que o governo tinha número para votar o projeto, tendo adiado a decisão para buscar com os representantes dos servidores mudanças que os satisfaçam. “No passado, a decisão seria por decreto. Até quando os deputados da oposição não vão se perceber como velhos algozes dos interesses dos servidores?”



Presença

Data: 25/08/2011
11:55:47

A deputada Maria Luiza Carneiro (PSC) compareceu hoje à Assembleia Legislativa. 



Zé Neto quer debate sem fazer sessão

Data: 24/08/2011
17:21:44

A reunião entre o líder do governo, Zé Neto (PT), e as entidades dos servidores estaduais terminou com o adiamento da votação do projeto do Planserv para a próxima semana para permitir “um aperfeiçoamento” do texto, mas o próprio deputado impediu que a a sessão de hoje transcorresse, ao fazer mais um polêmico pedido de verificação de quórum na abertura dos trabalhos.

A contradição foi percebida pelo deputado Paulo Azi (DEM), que tinha reservado a Zé Neto “um elogio pelo espasmo de lucidez”, mas depois o retirou por constatar que “não há intenção verdadeira de discutir”. Azi concluiu que o líder “tomou uma decisão forçada pela pressão da oposição e dos servidores”.

Hoje sob o comando de Marcelo Nilo, a sessão foi mesmo encerrada, pois somente 15 deputados da oposição registraram presença no painel eletrônico. No entanto, enquanto durou, nos 15 minutos de praxe para a verificação de número, serviu para muitos parlamentares trocarem estocadas e fazer manifestações.



Viagem programada

Data: 24/08/2011
17:19:47

O deputado Marcelo Nilo, antes da sessão, brincava com os colegas petistas: “Então quer dizer que ontem vocês sentiram minha falta!” No entanto, negou que tenha sido um gesto pensado, como chegou a ser comentado por parlamentares, para dar à oposição o comando da Casa.

“Em julho fui convidado pelo prefeito Gilberto Abade para participar ontem da festa pelos seus 30 meses de governo em Porto Seguro. Não podia deixar de ir. Acertamos que a votação seria hoje, então viajei tranquilo”.



Targino provoca o Cremeb

Data: 24/08/2011
17:18:52

O deputado Targino Machado (PSC), que é médico, oficiou ao Conselho Regional de Medicina pedindo um posicionamento com relação às mudanças no Planserv, que, na sua opinião, poderão prejudicar o correto exercício da profissão ao limitar o número de consultas, exames e procedimentos a que têm direito os associados do plano.

Targino leu o documento que encaminhou ao Cremeb utilizando os dez minutos que o Regimento confere aos líderes de bancada para comunicações inadiáveis, desde que não haja um orador na tribuna. Depois, o presidente Marcelo Nilo disse que na próxima semana será submetida ao plenário uma emenda que acaba com essa prerrogativa. Vai dar pano pra manga.



Carlismo inesquecível

Data: 24/08/2011
17:17:40

O deputado Carlos Geilson (PTN) referiu-se ao governador do Estado como “Wagner Malvadeza”, apelido, como se sabe, do falecido senador Antonio Carlos Magalhães. O líder Zé Neto não gostou. Disse que Geilson sempre foi carlista na sua atuação como radialista em Feira de Santana. Zé Neto estava zangado porque Geilson disse que o caso Planserv sepulta sua candidatura a prefeito de Feira.



Novas reuniões estão marcadas

Data: 24/08/2011
17:16:51

Até quarta-feira da próxima semana, quando deverá ser votado o projeto do Planserv, pelo menos duas reuniões serão realizadas entre o líder Zé Neto e os sindicalistas, abertas a todos os deputados, inclusive os da oposição, que foram convidados por ele em pronunciamento no plenário.

Sexta-feira, às 9 horas, haverá uma “conversa técnica”, com a participação do secretário da Administração e do superintendente do Planserv. Novo encontro ocorrerá às 14 horas de segunda-feira com o objetivo, segundo Zé Neto, de “tentar ao máximo essa reformulação”.



Servidores mantêm-se firmes

Data: 24/08/2011
17:15:05

Mais de 40 sindicalistas participaram da reunião de hoje, e pelo ânimo demonstrado nada indica que estão propensos a aceitar o projeto do governo, mesmo com as mudanças que já foram feitas.

“Não queremos modificação nenhuma no Planserv. A co-participação não nos interessa”, disse Bernardino Gayoso, presidente do Sindicato da Polícia Civil (Sindipoc).

Por sua vez, Adilson Araújo, da CTB – Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – recusou “qualquer taxação ou reajuste” nas mensalidades pagas pelos associados, sob a alegação de que “o Planserv já é caro”.



Sindicatos fazem assembleia

Data: 24/08/2011
17:14:06

Amanhã, às 9 horas, na quadra de esportes do Sindicato dos Bancários, nos Aflitos, os servidores públicos farão assembleia geral para decidir a posição que tomarão em relação às propostas do governo. Se as bases estiverem em concordância com as cúpulas, dificilmente haverá acordo.



Líder tem fé na negociação

Data: 24/08/2011
17:13:23

O deputado Zé Neto reiterou que “o governo está aberto a negociações que aprimorem o plano”, mas entende que “o melhor é fazer com que os que o utilizam a mais paguem um preço por isso”, sendo a co-participação "a melhor solução para identificar os equívocos de utilização”.

Segundo o líder, 85% dos associados recorrem ao Planserv até cinco vezes por ano e 5% são responsáveis pelos “danos” causados pelo “uso inadequado” do sistema. “Não podemos socializar esse custo com todos os servidores do Estado”, argumentou Zé Neto.

Indagado se o governo vai recuar e aceitar uma flexibilização da proposta, Zé Neto disse que o Planserv “precisa de um moderador que não traga problemas financeiros a sua administração” e lembrou que o governo faz aportes anuais de ordem de R$ 250 milhões para sustentar o plano. “Vamos para a mesa. A negociação está em andamento”, completou.



Cota única

Data: 24/08/2011
17:11:45

Nos bastidores, a piada corrente diz que “o restaurante da Assembleia está igual ao Planserv: só se pode tomar um cafezinho”.



Até o próximo aumento

Data: 24/08/2011
17:11:02

A certa altura do debate, Zé Neto deu uma escorregada. Disse que “desde 2005 o Planserv não é reajustado”, o que justificaria a intenção do governo de aumentar agora a taxação dos associados.

Ocorre que as mensalidades são percentagens fixas dos salários e, portanto, em tese, deveriam cobrir por todo o sempre os gastos do plano. O problema é que, com o arrocho salarial, o dinheiro do Planserv também encolheu.




Página Anterior    Próxima Página