Salvador, 21 de outubro de 2017

Assembleia inicia amanhã semestre legislativo

Data: 31/07/2013
11:30:48

A Assembleia Legislativa reinicia amanhã, às 9h30, os trabalhos de plenário, após recesso durante todo o mês de julho. Sem, evidentemente, projetos na ordem do dia, a expectativa é de uma sessão para governo e oposição começarem a botar em dia suas queixas e propostas.

Nos corredores da Casa, funcionários estimam que, por ser uma quinta-feira, o comparecimento será baixo, mas há controvérsias: neste tempo de maior pressão sobre o Poder Legislativo, os deputados quererão demonstrar assiduidade pelo menos na reestreia.

A programação da semana indica disposição: ainda amanhã, às 14h30, uma sessão especial solicitada pelo deputado José de Arimatéia discutirá o Estatuto da Criança e do Adolescente nos seus 23 anos.

Sexta-feira, às 9h30, por proposição do líder do governo, Zé Neto, outra sessão tratará dos interesses dos agentes comunitários de saúde e de combate a endemias.



Recomeça calvário da PEC da reeleição

Data: 31/07/2013
11:29:41

Com as matérias mais importantes tendo sido aprovadas no fim do primeiro semestre, “sobrou coisa rotineira”, nas palavras de um assessor parlamentar, para o período que se inicia amanhã.

Mas isso se forem considerados os projetos de interesse do Executivo. Do ponto de vista interno, a PEC que proíbe a reeleição do presidente ainda aguça o espírito de muita gente, depois de ter sido objeto de manobras radicais.

Foi na sessão de encerramento. Os deputados petistas Paulo Rangel e Rosemberg Pinto queriam que a matéria fosse votada conjuntamente com os projetos da redução do recesso e da ficha limpa para cargos públicos.

O presidente Marcelo Nilo, que – diz ele – desinteressadamente, porque não pretenderia voltar à Assembleia em 2014, é a favor da reeleição, e, portanto, contra a PEC, concordou em colocá-la em votação, só que em separado, sem fazer parte de nenhum pacote.

Diante da proposta, Rangel, em questão de ordem, pediu a retirada da matéria, o que não deixou de aborrecer o líder Zé Neto, que já havia concordado. A motivação não ficou bem explicada, mas se supõe que, naquele momento, não haveria os 38 votos favoráveis à aprovação.



Cabeça de chapa é consenso no PT, diz Alex

Data: 31/07/2013
11:27:07

“Se há um consenso no PT, é a cabeça da chapa para o partido na eleição de 2014”, afirma o secretário de finanças da Executiva Regional e membro do Diretório Nacional, Ivan Alex, usando com ironia a conhecida diversidade interna da legenda, caracterizada pela atividade de numerosas correntes – as “tendências”.

A certeza desse fato supostamente consolidado está “no mapa nacional do PT”, que mostra na Bahia, entre os governos do PT, a melhor situação para fazer o sucessor. “Estamos em melhores condições que Tarso, Agnelo e Tião”, afirmou Ivan, referindo-se aos governadores do Rio Grande do Sul, Brasília e Acre, que tentarão a reeleição.

O dirigente petista descarta até a comentada influência que poderia ter a eleição nacional na formação da chapa local, sendo apoiado pela deputada Luiza Maia, que considera forte a presidente Dilma: “Tentam dizer que as ruas estão contra nós, mas o PT atende às ruas, não vão anular os dez anos de governo do partido”.



Sucessão interna parece definida

Data: 31/07/2013
11:25:21

Não se pode negar a Ivan Alex conhecimento profundo dos humores do PT e capacidade de avaliação dos rumos que os processos internos tomam no partido. Dele foi a afirmação, no início do ano, de que Everaldo Anunciação caminhava para ser o nome do consenso para a presidência regional.

A eleição, para a sucessão do presidente Jonas Paulo, será em dezembro, mas os apoios que recebeu indicam que Everaldo venceria uma eventual disputa. O secretário, porém, prefere não adiantar as coisas:

“Everaldo ainda não ganhou, mas conta com 70% do partido”, disse, destacando o apoio da maioria das bancadas federal e estadual, de pelo menos 60 dos 93 prefeitos petistas e das principais lideranças do movimento social, incluindo CUT, UNE e MST.

Alex relaciona como eleitores de Everaldo os deputados federais Waldenor Pereira, Zezéu Ribeiro, Valmir Assunção, Josias Gomes, Luiz Alberto, Nelson Pelegrino e Geraldo Simões e os estaduais Joseildo Ramos, Luiza Maia, Zé Raimundo, Fátima Nunes, J. Carlos, Paulo Rangel, Carlos Brasileiro, Maria del Carmen e Rosemberg Pinto.



Antídoto petista

Data: 31/07/2013
11:20:10

Nos bastidores, há o entendimento de que o único petista apto a superar adversidades e eleger-se governador é o senador Walter Pinheiro. A ser correta a previsão do secretário de finanças do partido, da candidatura própria, seu nome tende a crescer nesta reta final de definições.

Com fama de bom gestor, adquirida não se sabe exatamente como, testado em eleição majoritária e figura de ampla visibilidade até por sua atuação no Senado, Pinheiro poderá ser o derradeiro remédio contra a possibilidade de nome extra-PT para governador.



Líder critica desempenho na educação

Data: 31/07/2013
11:19:09

O líder da oposição, deputado Elmar Nascimento, considerou vergonhoso o fato de a Bahia ocupar a 22ª posição entre os 27 Estados brasileiros e a 6ª no Nordeste no Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), de acordo com dados do Atlas do Desenvolvimento Humano Brasil 2013.

“A posição da Bahia é uma das mais baixas do país por causa das deficiências encontradas no setor educacional, fruto da qualidade sofrível da educação que se oferece aos baianos”, disse o parlamentar.

Embora a população adolescente de 11 a 13 anos de idade que está frequentando os anos finais do fundamental ou que já concluiu seja de 77,6% na Bahia, “este é o pior desempenho entre todos os Estados do Nordeste”.



Dobradinhas mistas sugerem governos fracos

Data: 31/07/2013
11:17:30

Eleito prefeito de Paulo Afonso pelo DEM em 2008, Anilton Bastos ia filiar-se ao PT para disputar a reeleição no ano passado, numa arrumação patrocinada pelos deputados petistas Josias Gomes e Paulo Rangel.

O PT municipal achou “um tanto pesada” a companhia de Bastos e ele terminou indo para o PDT, mas com o compromisso de apoiar Josias e Rangel, respectivamente para deputado federal e deputado estadual.

Ocorre que o deputado Luiz de Deus (DEM), que havia ficado na suplência em 2010 e no início deste ano assumiu uma cadeira na Câmara dos Deputados, é primo e aliado histórico de Bastos, e deverá ter seu apoio à reeleição.

Com isso, os candidatos do prefeito serão De Deus e Rangel, sobrando o deputado Josias, que contará apenas com os votos que os petistas locais conseguirem amealhar. Este modelo de dobradinha – o estadual de um grupo político e o federal, de outro – se apresenta com frequência em todo o interior.

A interpretação nos meios políticos é de que isso está acontecendo porque os governos Dilma Rousseff e Jaques Wagner estão fracos. “Ninguém quer se arriscar. Com essas chapas mistas, os prefeitos já botam um pé no outro lado”, avalia um observador.



A bomba está armada para explodir em 2014

Data: 30/07/2013
10:35:22

Os representantes do Estado continuam confusos quanto a que fazer como resposta à gigantesca insatisfação que o povo brasileiro demonstrou nas manifestações de rua em junho, mais parecendo que aguardam uma acomodação social que lhes dê fôlego para “levar o barco”.

Após os avanços e recuos das primeiras medidas legislativas, o meio político voltou a ensimesmar-se nas velhas discussões que, longe de resolver problemas, tendem a atenuá-los e mascará-los no curso da inutilidade verbal.

Enquanto isso, os assaltos vão das biroscas aos shoppings, as pessoas morrem nos corredores de hospitais, multiplicam-se os homicídios e estudantes vão às escolas para aprender nada. Sobretudo, a classe política continua dando exemplos de insensibilidade e indiferença.

Talvez não tenha havido a compreensão para a extensão e grau do quadro nacional, mas esta é uma tensão que não terá alívio. O caldo de cultura foi criado, curiosamente, pelo primeiro de uma série de eventos esportivos que o poder vigente esperava positivos ao seu intento de prestígio e perpetuação.

As ruas de junho, se tiveram a espoleta nos 20 centavos da passagem de ônibus, ganharam a condição de grande detonador de um processo que inevitavelmente crescerá e, persistindo a gravidade da situação, desembocará imprevisível no 2014 da Copa e das eleições.



Ver o povo acordado é uma arte

Data: 30/07/2013
10:33:10

Em junho, na verdade, ocorreu o pico de uma reação que, em maior ou menor grau, tem estado presente no espírito popular. Diariamente, veem-se em todo o país protestos por variadas causas, mostrando que a sociedade não adormeceu.

É impossível que essa inquietude não esteja sendo avaliada ou, pelo menos, percebida por autoridades de todas as esferas, às quais cabe trabalhar pela paz social, e se insista com um discurso dissimulador, que não disseca as raízes do abalo.



Bula de críticas

Data: 30/07/2013
10:31:50

Ainda estão por ser contabilizados os resultados políticos da overdose papal no país.



Morador amplia participação na segurança

Data: 30/07/2013
10:30:59

Sucedem-se, como fatos absolutamente normais, as reuniões de representantes da Polícia Militar com moradores de bairros os mais diversos, como Pituba, Doron, Graça, Itapuã, Castelo Branco e Imbuí, para definição de estratégias e troca de ideias e informações.

Poucos serão, hoje, em Salvador, como em cidades de todo o Brasil, os bairros que não têm seu “conselho comunitário”, que não se destina a reivindicar melhorias urbanas, fazer campanhas e organizar festas, traduzindo apenas o medo da violência e do crime, dos quais, rigorosamente, nenhum lugar escapa.

A colaboração entre população e autoridades, em qualquer segmento, é legítima e bem-vinda, mas certamente só teria êxito em casos pontuais, sendo claro que algo está errado quando essa necessidade deixa de ser exceção e passa a regra geral.

Compelido, pelo instinto de salvar a própria pele, a mobilizar-se e a manter o foco na segurança pública, o cidadão comum já se torna vítima de um Estado ironicamente ainda mais mínimo, cujas tarefas tem de assumir, além de trabalhar, pagar impostos e cuidar da família.



Souto x Otto

Data: 30/07/2013
10:28:41

Soutista convicto tem um desafio sobre “a maior disputa política da Bahia”, que ocorreria, para o Senado, entre os ex-governadores Paulo Souto (DEM) e Otto Alencar (PSD). Ele aposta em Souto e dá 100 mil votos de frente.

Nas proximidades, o deputado Reinaldo Braga não quis opinar sobre a contenda: “Os dois são meus amigos”.



Vitamina C e distância

Data: 30/07/2013
10:27:48

Observador da cena política avalia: na hipótese da existência de um tratado de não-beligerância entre o governador Jaques Wagner e o prefeito ACM Neto, este gostaria de ver o DEM representado na chapa majoritária da oposição por um candidato laranja, que entrasse para perder.

No caso de Souto, que até quis ter como prima donna de seu secretariado, o prefeito não teria como deixar de engajar-se de corpo e alma na campanha, o que certamente produziria pontos de conflito com o atual governo, com forte tendência ao fim do romance.



Ação tramita devagar em Iaçu

Data: 30/07/2013
10:24:14

A oposição em Iaçu acusa a chefe do cartório eleitoral, Ana Jaciara, de obstruir a tramitação de ação movida pelo vereador Gil Sampaio (PSD) contra o prefeito Nixon Duarte (PMDB), que teria praticado abuso do poder econômico na campanha, distribuindo cestas básicas e material de construção.

A funcionária, segundo a fonte, está cedida ao TRE, mas é do quadro da Prefeitura, assim como o marido e duas irmãs, o que a estaria “inibindo ou proibindo de intimar o denunciado”. Com entrada em 17 de dezembro, a ação só teve expedidas as notificações cinco meses depois.

Por último, uma sessão marcada pelo juiz eleitoral Raimundo Costa para 26 de julho foi remarcada para 6 de setembro, porque a servidora teria alegado dificuldade para convocar testemunhas. “Se o TRE não prestar atenção, o mesmo vai acontecer em setembro”, avisou o denunciante.



Audiência debaterá voto aberto na Assembleia

Data: 30/07/2013
10:22:59

Uma audiência pública às 9 horas do dia 6 – terça-feira da próxima semana –, no Auditório Jutahy Magalhães, reabrirá na Assembleia Legislativa a discussão em torno do voto aberto na Casa para todos os projetos e decisões, como deseja a deputada Luiza Maia (PT).

Autora, em 2011, de proposta de emenda constitucional que só obteve oito votos favoráveis, dos 38 necessários, Luiza voltou à carga no ano passado, mas a nova PEC, como diz no seu linguajar objetivo, “encalhou na Mesa Diretora”.

Segundo a deputada, o presidente Marcelo Nilo lhe disse que estava em condições de colocar a proposta em votação se o voto aberto fosse unicamente para a cassação de deputados.

“Vou aproveitar este momento vivido pelo país para aprovar uma medida ampla”, promete Luiza, que prega o voto aberto também para veto do governador, nomeação de conselheiros, título de cidadão e eleição da Mesa.



O Furacão Francisco

Data: 29/07/2013
10:56:28

Em síntese, a passagem do papa Francisco pelo Brasil deixou um rastro de destruição – de conceitos e práticas que se haviam como eternas.

Mandou a Igreja descer do pedestal e ir de verdade ao encontro dos pobres, sem comunicar-se por documentos.

Recomendou aos políticos frequentar cursos de reabilitação para que possam aprender disciplinas como ética, serviço e representação.

Conclamou, muito apropriadamente à época que vivemos, a juventude a ir às ruas por seus anseios e utopias.

Condenou tudo aquilo que temos testemunhado no Brasil: egoísmo, corrupção, racismo, fome, violência, drogas e desprezo completo pelas periferias físicas e sociais.

Atacou o processo de “pacificação” dos morros cariocas, ao afirmar que não haverá a verdadeira paz enquanto não forem superadas as desigualdades sociais.

Pregando coragem, pois sabe que nenhuma mudança se fará sem profundo trauma, Francisco quis saber de cada brasileiro: “Você é o que lava as mãos e vira para o outro lado?”



Uma segurança que a massa garantiu

Data: 29/07/2013
10:54:48

Nada, porém, superará o desempenho do papa no contato direto com o povo, proposital ou acidentalmente, como no primeiro dia, desbancando normas e preocupações de segurança, com a qual foram gastos R$ 50 milhões.

No mesmo Rio de Janeiro que vivia dias e noites de tensão, com cerco à residência do governador e ataques a lojas e bancos, o papa transitou de alto a baixo e encarou uma multidão de três milhões de pessoas sem que sua integridade – física ou moral – tenha sido nem de longe ameaçada. E Francisco nem foi eleito pelo povo.



A demagogia vai atrás

Data: 29/07/2013
10:42:30

O apelo ao marketing é sempre desprovido de vergonha. O Campo da Fé, a gigantesca área na zona norte do Rio transformada em lamaçal, e por isso retirada do roteiro papal, será um bairro popular, segundo promessa do prefeito Eduardo Paes.

A julgar pelas práticas a que estamos acostumados, será mais uma obra inacabada, sem saneamento, antro de criminosos, para cuja construção haverá muito superfaturamento. Previsão final: o prefeito deixará o cargo e a bananosa ficará como herança.



A força inamovível dos imóveis

Data: 29/07/2013
10:41:06

Nos bastidores, diz-se que a Bahia tem cinco poderes: Executivo, Legislativo, Judiciário, Ministério Público e Ademi.



Descongelando

Data: 29/07/2013
10:40:15

Quem está articulando uma candidatura a deputado estadual pelo PSL é o empreiteiro Toinho Siqueira, de Senhor do Bonfim, proprietário, entre outros empreendimentos, do frigorífico de Juazeiro.



Fraternidade em risco

Data: 29/07/2013
10:39:29

O secretário (e deputado federal licenciado) Maurício Trindade (PR) apoiou para vereador, inclusive com cartazes que pediam o voto, seu irmão José Trindade (PSL), que a cada dia aumenta a distância para o prefeito ACM Neto.

Claro que, numa dividida dessas, não tem fraternidade que resista. Maurício se empenha para se desvincular do irmão, cujo comportamento é visto nos bastidores políticos como o de alguém que “passou dos limites”.



PT-PSD é osso duro na Bahia

Data: 29/07/2013
10:38:21

O vice-governador Otto Alencar deixou claro que, entre a lealdade nacional e a regional, ficará com o governador Jaques Wagner caso não se confirme o apoio do PSD à reeleição da presidente Dilma Rousseff.

A aliança PT-PSD era dada como certa, depois refluiu e ficou em stand by durante muitos meses, até que voltou à pauta com a nomeação do vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif para o ministério, na “cota pessoal” da presidente, mas trazendo consigo a esperança da amarração.

Agora, o vice-governador da Bahia e dono pelo menos da vaga de senador na chapa majoritária, sendo médico e político, escolhe cuidadosamente uma palavra para dizer que os partidos se apoiarão no Estado: não haverá “nenhuma distensão” entre as duas forças.

No sentido político, distensão significa redução de tensões entre duas partes, o que não deixa de haver entre o PSD e o PT baianos, como já atestou o recente bate-cabeça entre Otto e o presidente Jonas Paulo. Essa distensão, o vice fará tudo para alimentar.

Sua referência, mesmo, foi à acepção ortopédica do vocábulo, segundo a qual distensão é a tensão exagerada, que pode trazer dores e incapacidade. Funcionará, nesse caso a terapêutica preditiva, tão milagrosa que afasta de vez o risco de fratura.



Ottinho tem mais chance para deputado

Data: 29/07/2013
10:35:14

Depois de nota postada neste blog sobre os objetivos eleitorais da família Alencar, uma fonte muito ligada ao vice-governador deu um palpite: “O filho que vai disputar a Assembleia é Ottinho. Está se relacionando bem na política, comparece a eventos e ainda tem o mesmo nome do pai”.

A fonte faz, porém, uma ressalva: se Otto Alencar for candidato a governador, o filho não sai. O pai teria de pedir voto para os dois, o que deixaria os candidatos a deputado estadual dos partidos da base “muito intranquilos, com medo de favorecimento”.



Operadora abandona Chapada

Data: 29/07/2013
10:34:02

“O consumidor está entregue às moscas, apesar de a propaganda governamental garantir o funcionamento das agências reguladoras”, afirma o leitor Hilberto Lima, ao queixar-se do descaso da Anatel com reclamações sobre o serviço da operadora Oi na Chapada Diamantina.

“Centenas de famílias de vários municípios estão à mercê do imponderável quando se trata de instalação de uma mísera linha telefônica, um bem essencial na vida de qualquer cidadão, assim como o alimento, água, saneamento básico ou vacinação”, diz o leitor.

No seu caso, os problemas ocorrem na Vila do Capão, município de Palmeiras, região de intenso turismo na Bahia. Sem atenção da operadora Oi para instalação de telefone fixo, é grande o prejuízo nas relações comerciais e no turismo, atividade de fundamental importância econômica para a população local.



A imprensa gosta de papo furado

Data: 29/07/2013
10:32:42

Algumas citações quantitativas ridículas já deveriam ter sido banidas da imprensa brasileira, a exemplo de penas aplicadas a homicidas e índices pluviométricos “inesperados”.

Como vimos há poucos dias, “choveu em um dia o que era previsto para um mês”, inviabilizando o Campo da Fé, no Rio, para um evento com o papa. Sempre que ocorre uma tragédia dessa natureza, essa é a primeira desculpa apresentada.

Agora, causa repulsa ler que o segundo julgamento do massacre do Carandiru poderá resultar na “mais alta condenação já imposta por tribunais brasileiros” – 876 anos de cadeia.

Seja qual for o resultado, sabemos, de antemão, que poucos cumprirão pena, e os que forem para algum presídio poderão, com um pouco de sorte, assistir aos Jogos Olímpicos de 2016.



Candidata Lídice não encara Isidório

Data: 27/07/2013
11:01:18

A preocupação com sua candidatura ao governo da Bahia levou a senadora e presidente do PSB baiano, Lídice da Mata, a evitar a decisão radical de expulsar do partido o deputado Sargento Isidório.

Lídice resiste, com isso, à forte pressão que vem sofrendo nesse sentido, especialmente agora, que o deputado Capitão Tadeu transferiu para Isidório, devido a acordo, a liderança na Assembleia Legislativa.

Na reunião de ontem para discutir a questão, com a participação de Tadeu, Isidório não aceitou a proposta de retratação de palavras que dirigiu contra membros do partido, a ser acompanhada de gesto semelhante do 1º secretário, Rodrigo Hita, que emitiu nota pública de repúdio ao deputado, por suas posições sobre o homossexualismo.

A senadora, que tinha imaginado neutralizar a ação do deputado com negociação, temeu que, expulso do partido por motivos de fundo religioso, Isidório ganhasse holofotes e iniciasse contra ela uma “guerra santa” de consequências realmente imprevisíveis.



PSB terá novo líder após recesso

Data: 27/07/2013
10:59:39

O fato é que, com o fim do recesso parlamentar, na próxima quinta-feira, dia 1º, Isidório reiniciará, já na condição de líder da bancada, sua atuação no plenário da Assembleia.

Como a solução do explosivo confronto no suposto conselho de ética ficou para agosto, a esperança é de que, até lá, os céus iluminem as mentes e a paz possa reinar.

“Tudo é possível na política, qualquer articulação”, diz a fonte, embora sem muita convicção quanto ao sucesso da operação, pois “é inviável a permanência de Isidório no PSB”.



Vade retro

Data: 27/07/2013
10:57:54

Terminada a reunião, ainda na porta do escritório da senadora, no Rio Vermelho, o deputado Tadeu abraçou o colega, parabenizando-o pela trégua.

Fiel a seu marketing de ex-gay, Isidório protestou: “Olhe lá, que com abraço de homem eu me arrepio todo”.



Câmara indefinida sobre veto do prefeito

Data: 27/07/2013
10:56:47

Cancelada na última quarta-feira, por causa da “ocupação” do plenário pelo “movimento” do passe livre, deverá ser marcada para o dia 7 de agosto a votação do veto do prefeito ACM Neto à cobrança de 5% de ISS às incorporadoras imobiliárias.

A posição da Câmara Municipal é considerada indefinida, pois, apesar de ter uma base estimada em pelo menos 26 vereadores, o prefeito enfrenta dificuldade para ter o apoio dos 22 necessários à manutenção do veto.

Além de Marcell Moraes (PV), que já se declarou explicitamente pela tributação das empresas, informa-se nos bastidores que também os vereadores Palhinha (PP), Tia Eron (PRB), Luiz Carlos (PRB) e José Trindade (PSL), este em confronto público com o prefeito, serão contrários.

“Não é só nessa matéria que o prefeito não tem uma base sólida, é em tudo, e se um viajar e outro ficar doente, vai ser um problema,”, diz uma fonte da Câmara, explicando que “toda vez ele tem de negociar, porque aqui tá cheio de gente criando dificuldade para vender facilidade”.

Dos 43 integrantes da Câmara, 12 são de oposição, representando PT, PCdoB, PSB e PSOL, enquanto 26 apoiam o governo, pulverizados em 13 legendas. Quatro se posicionam como independentes (2 do PSD, um do PTB e um do PSC), votando de acordo com a matéria, e o outro é o presidente Paulo Câmara (PSDB), que não vota.



Prendam-se juízes e fiquem soltas as construtoras

Data: 26/07/2013
19:50:10

O PDDU e a Louos, que o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia acaba declarar nulos e inconstitucionais, foram duas leis aprovadas no apagar das luzes dos oito anos da administração do prefeito João Henrique para beneficiar, não se sabe a que troco, os proprietários de terrenos urbanos e as empresas do mercado imobiliário.

O objeto maior do esforço legislativo natalino do prefeito e da Câmara Municipal foi a orla marítima da cidade, com o gabarito de construção escancarado aos megaempreendimentos que, ao lado de enriquecer seus protagonistas e acabar, se for o caso, com a sombra nas praias, submeterão extensa área da cidade à pressão da inexistência de serviços compatíveis com sua expansão.

Atingidas por liminares em razão de ações levantadas por vereadores de oposição, as leis tiveram seus efeitos suspensos quando o prefeito ACM Neto já havia assumido. Neto procurou o Ministério Público em busca de uma proposta consensual, mas em momento algum foi dito com clareza à sociedade o que pretendiam as duas partes.

Agora, que o TJ confirma sua visão inicial da questão – a qual, se não pôde ser evitada, é porque não havia jeito mesmo –, o prefeito revela “preocupação” com a medida, que vai atrapalhar “obras estruturantes”, quem sabe até prejudicando a cidade para a realização da Copa do Mundo.

Auxiliares chegam a quantificar bilhões de reais de investimento que se esvairão, além da perda certa de dez mil empregos. Diante do exposto, resta à população de Salvador a obrigação cívica de ocupar o prédio do TJ, em protesto contra tão calamitosa sentença. O endereço, para quem não sabe: 5ª Avenida, nº 560, Centro Administrativo.



Semelhanças

Data: 26/07/2013
19:43:46

É recomendável às agências que analisam fatores de risco na vida política e financeira internacional olhar com mais reserva as avaliações da revista Forbes, que, no caso brasileiro, não têm sido muito consistentes.

Primeiro, foi a presidente Dilma Rousseff, que dois meses atrás era a segunda mulher mais poderosa do planeta e hoje mais parece uma barata tonta, acuada pelo PMDB e abandonada até por setores do PT.

Agora, é Eike Batista. Em março, detinha a sétima fortuna do planeta, da ordem de 70 bilhões de reais. Pelas notícias de ontem, suas posses não passam de reles 400 milhões.

Mas não há o que estranhar. Eike, herdeiro de pai biológico, vendia ilusões. Dilma, filha de pai político, também.



Heil

Data: 26/07/2013
19:42:19

Angela Merkel respirou. Com a queda de Dilma, sua liderança feminina mundial está mais que assegurada.



Isidório pode ser expulso hoje do PSB

Data: 26/07/2013
19:41:33

Tem início marcado para logo mais, às 20 horas, a reunião do PSB que decidirá sobre o exercício da liderança do partido na Assembleia Legislativa, que o deputado Capitão Tadeu, por acordo de rotatividade, deixou para o único colega de bancada, deputado Sargento Isidório.

Fonte do partido, no entanto, assegura a Por Escrito que as cartas estão marcadas e que só duas alternativas restam a Isidório, desafeto declarado da Executiva Regional por sua crítica severa ao homossexualismo: renunciar à função de líder ou ser expulso do PSB.

Enquanto a primeira hipótese parece impossível, porque Isidório não é de abrir do pau, a segunda significaria a antecipação de um veredicto até agora previsto para meados de agosto, com o anúncio do resultado do processo disciplinar contra o deputado, acusado de homofobia.



Executiva seria o "conselho de ética"

Data: 26/07/2013
19:39:51

Justamente aí reside um aspecto nebuloso da questão. A ação contra Isidório estaria sendo conduzida pelo conselho de ética do partido, cuja existência é posta em dúvida por um dirigente: “Alguém conhece um nome desse conselho?” – perguntou.

Além do mais, a presidente e todo-poderosa do partido, senadora Lídice de Mata, adiantou que o parecer sobre o assunto já foi concluído, restando, supostamente, a votação por algum órgão colegiado.

Supondo que o caso, no fim, vá ser julgado mesmo é pela Executiva, que tem sete integrantes, a fonte chama a atenção para a maioria lidicista, formada, entre outros, pelos ex-deputados Domingos Leonelli e Sérgio Gaudenzi. “Isso não é conselho, é tribunal de exceção”, considerou.



Advogado questionará ITIV de imóvel novo

Data: 25/07/2013
11:41:28

O advogado Lázaro Pinha informou que, em causa própria, vai entrar na Justiça contra a cobrança, nos moldes atuais, do Imposto sobre a Transmissão Intervivos (ITIV), que foi atualizado pelo valor de mercado dos imóveis em lei sancionada pelo prefeito ACM Neto no último dia 15.

No dia seguinte, segundo o advogado, com uma rapidez que o surpreendeu, “todos os imóveis de Salvador já estavam com seu valor reajustado para fins do cálculo do imposto, de 3% da transação, atingindo até os novos empreendimentos e sem que os contribuintes tenham tomado conhecimento, pelo menos, da metodologia empregada”.

Reconhecendo que outras capitais adotaram sistema semelhante, Pinha admite seu emprego para imóveis usados, submetidos a "avaliação criteriosa", mas contesta quando se trata de imóvel novo. No seu caso, um apartamento com habite-se emitido em maio foi adquirido por R$ 645 mil e avaliado em R$ 730 mil, cerca de 15% a maior.

“Só se as incorporadoras estiverem fazendo filantropia, para vender seu produto abaixo do valor de mercado”, ironizou o advogado, completando: “A população só vai se dar conta da magnitude do problema na hora de pagar o IPTU de 2014, que será reajustado com o mesmo parâmetro e envolverá todos os imóveis da capital”.

Pinha chamou a atenção para outro aspecto: um imóvel avaliado em R$ 500 mil que for vendido por R$ 600 mil pagará sobre este último valor, mas se for vendido por R$ 400 mil será tributado sobre R$ 500 mil. “Isso fere o princípio da isonomia, que exige tratamento igualitário entre o contribuinte e o fisco”.



Olhe lá

Data: 25/07/2013
11:39:02

O deputado Capitão Tadeu foi advertido sobre o risco de propor um rodízio ao deputado Sargento Isidório, ainda que seja na liderança do PSB.



Grande chefe branco

Data: 25/07/2013
11:38:17

O ex-presidente Lula atribui ao PT a reconquista da democracia no Brasil, comparando a importância do partido a Nelson Mandela, que teve mais valor “pelos 27 anos de oposição que pelos cinco de governo”.

E depois narra o processo de definição de sua sucessora: “Fui levando em banho-maria. Dilma não sabia que seria presidente da República até eu dizer que ela era mãe do PAC. Se eu dissesse no PT, iam querer fazer discussão interna”.



Como no basquete

Data: 25/07/2013
11:37:05

Apesar da tentativa de infiltrar-se entre os candidatos do PT ao governo do Estado e do apoio direto de Lula, pouca chance tem nesse processo o secretário José Sérgio Gabrielli.

O slogan populista que utilizou na festa do PT em Salvador – "Tô com Zé" – foi transformado por adversários internos para “Toco em Zé”.



Wagner só desistiria de Rui por Dilma

Data: 25/07/2013
11:35:58

As recentes declarações do governador Jaques Wagner de que permanecerá no cargo até o fim do mandato, podendo assim exercer maior influência sobre sua própria sucessão, indicam que ele está mesmo disposto a bancar seu candidato prefeito, o secretário Rui Costa.

Wagner dispõe de pesquisas mensais sobre as intenções de voto para 2014, nas quais vem constatando a fraqueza do auxiliar, mas é um velho defensor da tese que a eleição só começa a ser decidida na segunda quinzena de agosto, com a entrada do horário de propaganda na TV.

O argumento valeu em 2010, com a eleição de Walter Pinheiro e Lídice da Mata ao Senado, mesmo quando as pesquisas iniciais asseguravam uma das vagas para César Borges. Já em 2012, não adiantou: ACM Neto liderou do princípio ao fim para prefeito de Salvador e acabou derrotando Nelson Pelegrino.

No meio político, porém, firma-se a impressão de que essa posição do governador pode ser repensada, em razão do enfraquecimento da presidente Dilma Rousseff, verificado após as manifestações de rua e tendendo a crescer, devido aos índices negativos do desempenho da economia, que começam a refletir-se no nível de emprego, uma joia do petismo.

Num caso extremo, e a depender do que os números nacionais e estaduais disserem até o prazo fatal, o candidato ao governo poderia ser um nome de maior densidade – critério em que despontam o senador Walter Pinheiro, no que seria o último bastião do PT, e o vice-governador Otto Alencar, do PSD.



Aliado de oposição

Data: 25/07/2013
11:31:30

Para quem, há pouco mais de um mês, declarou o apoio do PTB ao governador Jaques Wagner na sucessão estadual, o presidente regional, Benito Gama, está muito estranho.

Na propaganda partidária na TV, depois de prometer “água potável em vez de seca”, conclama o eleitor para “a mudança que você quer na Bahia”.




Página Anterior    Próxima Página