Salvador, 23 de agosto de 2017

Ministro promete retomada de ferrovia

Data: 31/01/2013
16:09:42

Em recente visita a Ilhéus, o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, garantiu às deputadas Ivana Bastos e Ângela Sousa, ambas do PSD, que serão retomadas imediatamente pela Valec as obras do trechos 5 e 5-A da Ferrovia de Integração Oeste-Leste.

O primeiro corresponde a uma extensão de cerca de 170 quilômetros entre Guanambi e Santa Maria da Vitória, enquanto o segundo é uma ponte sobre o Rio São Francisco nos municípios de Bom Jesus da Lapa e Carinhanha, que está em fase final de sondagem.

Os lotes de 1 a 4, segundo a deputada Ivana, estão sendo realizados normalmente, sendo problemáticos os trechos de 5 a 8, mas o ministro disse que todos estarão em andamento até o final de fevereiro. Considerando toda a ferrovia em terras baianas, o total executado não chega a 10% das obras previstas.



Otto pluripartidário

Data: 31/01/2013
16:08:21

Discretos no recesso, os deputados estaduais governistas não deixam, no entanto, de manifestar preocupação com os dois anos finais do mandato, período de que dispõem para agradar os eleitores e tentar permanecer na Assembleia Legislativa.

Com a base inflada, tem sido difícil ao governo atender a todos os pleitos de seus apoiadores, mas agora não cabe mais contemplação: quem facilitar muito vai dançar na próxima eleição.

O problema é que as relações dos parlamentares com as secretarias de Estado não estão muito produtivas. Nesse aspecto, só há elogios para Otto Alencar, da Infraestrutura, “um secretário que é pluripartidário”, segundo aliados e adversários.



Laudano não disputará lugar na Mesa

Data: 31/01/2013
16:06:53

A deputada Maria Luiza Laudano desistiu de disputar com o deputado Rogério Andrade a segunda vice-presidência da Assembleia Legislativa e foi indicada para uma das vice-líderes da bancada do PSD, ao lado da deputada Maria Luiza Orge. Para vice-líderes do governo, o partido escolheu os deputados Carlos Ubaldino e Ângela Sousa.



Lá e cá

Data: 31/01/2013
16:06:08

O PR é um partido sui generis, pois está na base do governo, mas seus deputados são, quase todos, oposicionistas: Elmar Nascimento, Sandro Régis e Reinaldo Braga. O ano legislativo que se inicia dirá o rumo a ser tomado pela quarta integrante da bancada, a deputada Graça Pimenta.



Câmara tem novo espírito

Data: 31/01/2013
16:04:56

O vereador Arnando Lessa (PT) é um exemplo do novo espírito que impera na Câmara Municipal, pois, ao tempo que questiona a construção de uma arena na Praça Castro Alves, obra anunciada pelo governo estadual, que é de seu partido, cobra do prefeito ACM Neto a implantação da meia-passagem de ônibus aos domingos.

Com sua longa experiência, tanto na Câmara quanto na Assembleia, Lessa sente que passou o tempo da bipolarização política e do apoio cego. Sabendo criticar o governo, como faz em relação à arena, credencia-se como oposicionista para exigir do prefeito o cumprimento de promessas de campanha.



Deputado crê em "combatividade"

Data: 31/01/2013
16:03:57

A propósito, o líder indicado do PSD na Assembleia, Alan Sanches, que também já foi vereador e até presidente do Legislativo municipal, manifestou a convicção de que a nova Câmara será “extremamente atuante a combativa”.

A prova disso estaria na quantidade de propostas de sessões especiais, audiências públicas e requerimentos, sobre temas variados, o que “mostra uma disposição incomum para o trabalho”, já que, no recesso, nenhuma dessas iniciativas pode ir adiante.

O deputado cita também os nomes experientes que chegam à Casa, entre eles o ex-governador Waldir Pires, o ex-prefeito Edvaldo Brito, Cláudio Tinôco e o próprio Lessa.



Oposição define líder e nomes para a Mesa

Data: 30/01/2013
23:16:05

A oficialização será feita amanhã à tarde pelo líder Paulo Azi, após reunião da bancada, mas a oposição, segundo uma fonte de Por Escrito, “já definiu 99%” sua participação nos principais cargos em jogo neste início de ano na Assembleia Legislativa.

Para a Mesa, irão o próprio Azi, representando o DEM como primeiro secretário, e Sandro Régis (PR), que será o segundo vice-presidente.

A liderança será ocupada por Elmar Nascimento (PR).

A dúvida está no nome para a Procuradoria, mas tudo indica que será Bruno Reis (PRP).



Laudano enfrenta Rogério por 2ª secretaria

Data: 30/01/2013
23:14:14

Preterida internamente pelo PSD na indicação para a segunda secretaria, em favor do deputado Rogério Andrade, a deputada Maria Luiza Laudano decidiu lançar candidatura avulsa ao cargo.

A pelo menos dois deputados com que este blog teve contato, Laudano pediu votos na tarde de hoje, depois de decisão da bancada. Um deles disse que votará nela, porque “é uma parlamentar das mais assíduas da Casa e destacada na condução de seus trabalhos”.

Mas Rogério, ao contrário do que se insinuava nos bastidores, mostrou prestígio com os colegas, ao vencer a eleição na bancada por 5 votos a três. Dos 11 membros, Temóteo Brito e os dois líderes, o atual, Gildásio Penedo, e o futuro, Alan Sanches, abstiveram-se.

Rogério tem também experiência em bate-chapa no plenário: em 2009, representando a oposição, derrotou Ângelo Coronel na disputa pela primeira vice-presidência.



Problema inexistente

Data: 30/01/2013
23:12:50

Três leitores encaminharam e-mails sugerindo que a oposição não tinha engolido a ideia da indicação do deputado Yulo Oiticica (PT) à primeira vice-presidência da Assembleia Legislativa, mas sem explicitar motivos para a insatisfação.

Deputados oposicionistas consultados, no entanto, disseram que nada há nesse sentido e que cada bloco tem direito a indicar seus representantes na Mesa, “sem veto a quem quer que seja”.



Rogério volta à Mesa na vaga do PSD

Data: 30/01/2013
13:48:30

O deputado Rogério Andrade venceu um difícil embate e ficou com a segunda secretaria da Assembleia Legislativa, cargo destinado ao PSD na chapa única encabeçada pelo deputado Marcelo Nilo (PDT), a ser eleita sexta-feira.

A favorita para a vaga era a deputada Maria Luiza Laudano, que faz parte da atual Mesa Diretora. O voto decisivo em favor de Rogério foi da deputada Maria Luiza Orge, para quem o sistema de rodízio é a melhor forma de contemplar a todos nesse tipo de escolha.



Diminuem opções para líder do governo

Data: 30/01/2013
10:40:36

Justamente os três nomes da bancada do PT mais falados para assumir a liderança do governo na Assembleia Legislativa foram designados para outras funções – Rosemberg Pinto liderará o partido, Yulo Oiticica será o primeiro vice-presidente da Casa e Joseildo Ramos, futuro presidente da Comissão de Constituição e Justiça.

Na “linha sucessória” das especulações, surge o deputado Zé Raimundo, visto como um parlamentar que tem “conhecimento profundo das questões” e “espírito conciliador”, qualidades que o ajudariam a “oxigenar as relações na Casa”, conforme um deputado da base, não petista.

Mas o deputado Rosemberg chama a atenção para um aspecto: o líder é Zé Neto, que continua no cargo, a menos que o governador Jaques Wagner o chame para uma secretaria. “Não discutimos esse assunto na bancada e ninguém colocou pretensão. A decisão é exclusiva do governador e não há prazo para isso”, advertiu.



Bancada do PSD espera "mais espaço"

Data: 30/01/2013
10:11:40

A insatisfação na bancada do PSD na Assembleia Legislativa é tão grande que somente “a liderança de Otto é que segura”, atestam alguns deputados, numa referência ao presidente do partido, vice-governador e possível candidato à sucessão do governador Jaques Wagner, Otto Alencar.

A reclamação básica é com relação a “espaços”, que é como os deputados chamam os cargos no governo. “A gente conversa, conversa, conversa, e nada é ajeitado, um secretário nomeia e outro desnomeia”, disse um deles, sobre descompasso que atingiria principalmente as Secretarias da Saúde, da Indústria e Comércio e de Relações Institucionais.

Os pessedistas querem participar de maior fatia na administração e não veem a Secretaria da Infraestrutura como um “espaço” do partido. “A Seinfra foi para Otto na cota pessoal do governador, tanto que isso foi ressaltado na época em que houve o racha no PP” – o antigo partido do vice, quando o PSD nem existia.

Com 11 deputados – dez depois que Gildásio Penedo assumir a vaga no TCE –, a bancada do PSD continua sendo a segunda da Casa, abaixo apenas da do PT, que tem 14. A maioria entende que há cargos de vários escalões a serem preenchidos, “não necessariamente de secretário”, e que o partido tem “merecimento” para isso.



Obsessão por 2013 sugere que não há passado

Data: 30/01/2013
09:51:12

O senador Walter Pinheiro (PT) tentou duas coisas em sua longa entrevista à Tribuna da Bahia, mas não conseguiu: destacar os feitos do governo Jaques Wagner e dizer que não é candidato ao governo do Estado no próximo ano.

Ao recusar a candidatura, referiu-se, das respostas iniciais à última, exatas 14 vezes ao ano de 2013, que teria ampla precedência sobre todas as demais coisas, tão ampla que é como se o passado – seis anos de governo – não tivesse existido.

Sua mensagem, talvez involuntária, é de que, se o governo a que apoia e do qual desejaria apoio não equacionar os problemas administrativos que enfrenta, não há por que ninguém da base estar em “excessiva agonia” pela sucessão.

Dois mil e treze é, para Pinheiro, na sucessão (?) de exemplos que usou, o “grande desafio”, “ano para ajudar o governo Wagner”, que deverá “desempenhar grande gestão”, ano para “a base trabalhar unida”, para “executar o orçamento”, enfim, “a Bahia vai precisar muito desse ano de 2013”.



O transporte público como "legado" da Copa

Data: 30/01/2013
09:48:44

Com relação à candidatura propriamente dita, não é novidade que candidatos, em geral, a refutem quando consideram distante a discussão do tema, ainda mais nas circunstâncias analíticas propostas pelo senador.

Pinheiro, como tantos outros, deseja ser o nome que reúna os partidos e as principais lideranças da coalizão governamental para essa missão que, por enquanto, não é impossível, porque a oposição ainda precisará remar muito para ombrear-se.

Ante a pressão dos entrevistadores, o senador respondeu com chavões de alto a baixo, assim como quando questionado sobre outros assuntos incômodos, a saber: estágio do governo, ACM Neto na Prefeitura, mudanças no secretariado, tensão na base de Dilma...

O senador foi friamente profissional, e como é bom nisso poderia ter se poupado sobre o “legado” que a Copa do Mundo deixaria para Salvador. “Eu acho muito cedo para você medir isso”, arriscou, e falou de “um novo sistema de transporte público”, que “talvez não seja possível utilizar na Copa”.



Dívida com empresas é com a Justiça, diz Aleluia

Data: 30/01/2013
09:44:22

O secretário de Urbanismo e Transporte, José Carlos Aleluia, informa desconhecer “a existência de qualquer acordo relativo a uma suposta dívida da Prefeitura de Salvador com os empresários do setor de transporte coletivo, conforme noticiado por alguns sites”.

O assunto, segundo Aleluia, nunca esteve na pauta das reuniões com os representantes do sindicato das empresas de transporte. “Não discuti e nem discuto nenhuma dívida passada. Essa é uma questão a ser tratada pelo Poder Judiciário”.



Um Pinheiro das antigas

Data: 30/01/2013
09:43:24

Bahia em Pauta, do jornalista Vítor Hugo Soares, levantou a dúvida que também assaltava este editor: a que “Pinheiro” homenageia o ferryboat que dizem circular pela Baía de Todos os Santos?

Em socorro ao prezadíssimo confrade, podemos informar que o ferry tem 35 anos de existência, o que remete seu lançamento para o governo Roberto Santos (1975-1979). É só ver que Pinheiro é esse que tinha tanto prestígio na época.



Wagner anuncia edital para dois "ferries"

Data: 29/01/2013
12:09:17

Será logo mais, às 14h30, no Terminal de São Joaquim, a assinatura, pelo governador Jaques Wagner, de autorização para o lançamento do edital internacional para aquisição de duas embarcações para o sistema ferrryboat.

O governo também informou o início da operação, hoje, do ferrie Pinheiro, que foi reformado e teve ampliada sua capacidade para 800 passageiros e 50 veículos. O Pinheiro irá se juntar aos ferries Anna Nery e Rio Paraguaçu, atualmente em operação das 5 às 23 horas.

Em seu programa semanal de rádio, Wagner defendeu-se das críticas ao sistema, afirmando que a concessão foi contratada antes de 2007, quando assumiu o governo, e continuou valendo até a intervenção, no ano passado.

“A empresa não estava prestando um serviço à altura nem fazia manutenção. Eu diria até que, pelas nossas constatações, muitas das embarcações não tinham as condições ideais para trafegar. Por isso nós tivemos que fazer um programa emergencial”.

Segundo o governador, o sistema continuou operando, com o apoio da Marinha, para que as embarcações fossem reparadas. “Na medida em que a manutenção, durante muito tempo, não foi feita à altura, encontramos muitos problemas, e várias peças têm que ser importadas para a recuperação definitiva”.



Yulo será vice com expectativa de poder

Data: 29/01/2013
11:44:35

Indicado para a primeira vice-presidência da Assembleia Legislativa, o deputado Yulo Oiticica (PT) chegará ao cargo com uma perspectiva um tanto diferente da de seus antecessores: poderá, em 2014, comandar o processo sucessório na própria Casa e ainda a eleição indireta para o mandato-tampão de governador do Estado.

Isso dependerá de uma série de circunstâncias, a primeira delas a renúncia do presidente Marcelo Nilo. Depois, a não-confirmação da ideia do governador Jaques Wagner de que ele ou o vice-governador Otto Alencar ficará no governo. Nesse caso, estaria afastada a hipótese de vacância a ser preenchida pela Assembleia.

Admitindo-se que ambos renunciem para disputar a eleição, o artigo 102 da Constituição estadual determina que, pela ordem, assumam o governo o presidente da Assembleia ou o do Tribunal de Justiça – aquele a ser eleito em fevereiro de 2014 para substituir o desembargador Mário Alberto Simões Hirs.

Como Nilo deverá ser candidato em 2014, o deputado Yulo o sucederá em abril daquele ano e terá 30 dias para realizar ambas as votações: a de seu sucessor e a do novo governador, cuja cadeira, nesse momento, estará sendo ocupada temporariamente pelo presidente do TJ.



Troca de sigla

Data: 29/01/2013
11:41:29

Até então, nas três eleições anteriores do deputado Nilo à presidência, os primeiros vices não foram petistas: em 2007, Ângelo Coronel, então no PP; em 2009, Rogério Andrade, que era do DEM; e finalmente, em 2013, o atual vice Leur Lomanto Junior (PMDB).

A mudança para o PT foi anunciada por Marcelo Nilo no almoço de fim de ano que teve com jornalistas. Ele disse que o quadro estava mais ou menos definido, mas que as surpresas costumam ocorrer em política, daí sua preocupação em convidar um petista para eventual sucessor.



Mudança do Regimento volta à pauta

Data: 29/01/2013
11:40:27

O parlamentar, atual líder da bancada petista, irá propor à Mesa Diretora um debate sobre o Regimento Interno da Assembleia. “Precisamos de um Regimento mais democrático, que dê mais condições aos deputados no exercício de suas funções no dia a dia”, frisa Yulo.

Será – dizemos nós – uma luta difícil, porque a modernização do Regimento assemelha-se a essas discussões sobre as quais há consenso, mas, curiosamente, nada sai do lugar. O documento tende a continuar “uma colcha de retalhos”, como definem alguns deputados, violado frequentemente por “acordos de lideranças”.

No particular, Yulo terá um apoio muito importante no seu correligionário Joseildo Ramos, que será o presidente da Comissão de Constituição e Justiça. Entusiasta da reformulação do Regimento, Joseildo é estudioso e dedicado, e na nova função poderá contribuir para que as coisas, enfim, aconteçam.



Chapa em formação

Data: 29/01/2013
11:38:23

O presidente Marcelo Nilo disse que faltam alguns nomes para o fechamento da chapa para eleição. Que é regimentalmente prevista para as 14h30 de 1º de fevereiro – a próxima sexta-feira. Além dele e de Yulo, estão definidos o terceiro e o quarto secretários, respectivamente Fabrício Falcão (PCdoB) e Fátima Nunes (PT).

Nos próximos dias, os líderes vão fazer as indicações para as vagas restantes. A oposição terá a segunda vice-presidência e a primeira secretaria. O bloco PP-PSL-PRB ficará com a terceira vice e o PSD, com a segunda secretaria. Os blocos e partidos designarão ainda, proporcionalmente, quatro suplentes.



Desbatismo

Data: 29/01/2013
11:37:13

O leitor Jamil Calheiros encaminha sugestão às cantoras Maria Bethania, Gal Costa e Ivete Sangalo: “Peçam imediatamente a retirada dos seus nomes dos ferries. Vocês, que tantas alegrias proporcionam aos baianos, além de enaltecer a arte e a cultura da Bahia lá fora, têm seus nomes cravados num sistema de transporte que tanto entristece e denigre a Bahia, com grande repercussão em outros Estados e países”.



Alcindo barrado

Data: 29/01/2013
11:35:45

O deputado Félix Mendonça Júnior (PDT) telefonou de imediato ao presidente de seu partido, Alexandre Brust, quando soube que o deputado Marcos Medrado (PDT) havia ido a uma audiência com o assessor de Relações Institucionais da Prefeitura, Pedro Godinho, acompanhado do vereador Alcindo da Anunciação (PT).

Fonte deste blog informou que Mendonça conseguiu bloquear uma diretoria com que seria brindado um correligionário de Alcindo, que é também sogro de Medrado. “Ficou claro no debate do assunto que indicação na Prefeitura pelo PDT quem vai fazer é o vereador Odiosvaldo Vigas”, completou.



Rosemberg lidera PT na Assembleia

Data: 28/01/2013
18:16:06

O deputado Rosemberg Pinto dá mais um importante passo no que poderia ser seu projeto: chega à liderança do PT na Assembleia Legislativa. Não à presidência da Casa, como até avaliou em certo momento, não ainda à liderança do governo, mas a nova posição automaticamente lhe eleva os ativos nos dois anos que virão.

Representante da candidatura do secretário José Sérgio Gabrielli ao governo do Estado, embora sabendo do quanto terá para negociar e conceder, Rosemberg esgrime suas credenciais para o processo que se abre: lidera “a maior bancada da Assembleia”, com 14 deputados”, e tem assento no conselho político do governo.



Idosos: melhorar é preciso

Data: 28/01/2013
18:14:46

Talvez motivado por nota recente sobre desrespeito a idosos na Estação Mussurunga, o leitor Nil Ventura faz seu relato:

“Na última sexta-feira presenciei um episódio vergonhoso e revoltante. Um cobrador da empresa Praia Grande, número de ordem do veículo 4789, impediu a entrada de idosos no veículo até que os passageiros que pagam tivessem entrado.

“Só então abriu a porta dianteira e ainda proferiu deboches com os idosos. Soube que essa é uma prática comum desse rodoviário que constantemente se dirige aos idosos com frases como ‘se quiser viajar sentado pega táxi’”.

Por Escrito acolhe a queixa na tênue tentativa de sensibilizar corações da administração pública para o que seja o culto à civilidade, o respeito às regras elementares de convivência, especialmente quando se trata de pessoas fisicamente fragilizadas.



Caetano cobra de Dilma dinheiro da seca

Data: 28/01/2013
12:21:44

O ex-prefeito de Camaçari Luiz Caetano (PT) sugeriu que a presidente Dilma Rousseff, “antes da visita à região nordestina, investigue detalhadamente o motivo de grande parte das verbas destinadas ao combate à seca não ter chegado aos municípios, que tanto necessitam”.

Sem os pruridos típicos dos correligionários, Caetano afirmou que “os agricultores e pecuaristas, grandes, médios e pequenos, além da população, estão revoltados”, esperando “uma boa explicação para acalmar os ânimos, além de apresentar propostas concretas para aliviar o sofrimento”.

Na condição de candidato declarado ao governo do Estado e com o conhecimento da situação acumulado nos dois anos em que presidiu a UPB, Caetano aproveita o fato de não exercer cargo público para falar grosso e demarcar o território.

Nesse aspecto, chamou a atenção para o início da chamada “seca verde”, que se dá logo depois da chegada da chuva, quando o campo floresce, mas o agricultor necessita de grãos, equipamentos, assistência técnica, extensão rural e outras ações do poder público.



Intervenção no "ferry" não resolveu o principal

Data: 28/01/2013
11:34:43

O sucateamento e a incapacidade operacional do sistema ferryboat estão à mostra, permitindo o questionamento da decisão do governo de fazer a intervenção – não no aspecto das ilegalidades e irregularidades constatadas, mas porque não assegurou a simples circulação das embarcações, que é o fim essencial.

A ineficiência da prestação do serviço vem sendo sentida nos últimos meses, prazos de reincorporação de unidades têm sido descumpridos e não há uma reversão na curva da qualidade, gerando, até de altos representantes governamentais, críticas ácidas e a recomendação aos motoristas de que usem as estradas.

É uma questão que instiga o meio político, porque, a esta altura, há de se perguntar sobre os objetivos da colocação, nas mãos do secretário e vice-governador Otto Alencar, da responsabilidade de salvar uma massa deteriorada de metal e motores.



Objetivos políticos em contínua frustração

Data: 28/01/2013
11:33:11

Decretada em setembro, portanto na reta final das eleições municipais, a intervenção pode ter sido uma tentativa de dar uma força à candidatura de Nelson Pelegrino a prefeito, mas deu errado. Este blog abordou a questão no texto “Um ato de risco no aspecto eleitoral”, de 20/09.

Pode ter sido também uma estratégia para valorizar a competência gerencial de Otto, tese que, obviamente, naufraga. Na ocasião, levantamos a hipótese de que o governo tivesse feito “uma reflexão sobre consequências indesejadas, porque é um sistema de operação complexa, que se torna mais difícil nas circunstâncias atuais”.

Estranho é que o vice-governador, mesmo sendo afeito a desafios, não tenha avaliado a complexidade da missão, pois, se para ele poderia ser uma credencial, era preciso a convicção de que os obstáculos seriam superados a contento.



Falta dinheiro para o interesse público

Data: 28/01/2013
11:31:47

Chama a atenção na crise do ferryboat o fato de que o governo, numa situação emergencial em área de alto interesse público, tem as mãos atadas para comprar duas embarcações por R$ 34 milhões.

O curso da gestão é de referências a verbas maravilhosas para esta e aquela área, a empréstimos vultosos, bilionários mesmo, em bancos nacionais e estrangeiros. Até a convênios de dezenas de milhões com ONGs que têm a suspeição levantada pelo próprio governador.

Esse mesmo governo, pródigo em operações financeiras e gastos generalizados, é incapaz de, por exemplo, “separar” R$ 85 milhões, comprar cinco ferries, acabar com o problema e ainda ganhar uns trocados vendendo o resto ao ferro-velho.



"República da desconfiança" é que barra tudo

Data: 28/01/2013
11:29:57

Na recente entrevista à imprensa após o retorno da China, Wagner anunciou sua disposição de lançar um edital internacional para compra emergencial de duas embarcações, lembrando que teria de haver pareceres favoráveis da Procuradoria Geral do Estado e Ministério Público.

“Nem sempre as coisas ocorrem com a velocidade que a gente gostaria”, ressalvou o governador para justificar a demora do processo. Antes, em tom irônico, ele tinha se referido à rapidez chinesa, mas isso diante do quadro que opõe “sistemas de partido único e a democracia ocidental”.

Segundo Wagner, na China “nada ocorre fora do poder central”, enquanto aqui temos “a lógica republicana” que impõe a presença do MP: “Não podemos dar agilidade a um processo porque na república da desconfiança a ideia é de que alguém está levando algum”.

Como resultado, o cidadão, o usuário das barcas da travessia Salvador-Itaparica, terá de aceitar que entraves legais, burocráticos, fiscais ou de qualquer outra ordem têm o condão de retardar por tantos anos uma solução que, afinal, depende de pouco dinheiro.



Cobertura especial

Data: 28/01/2013
11:26:45

Incêndios, desastres da natureza, violência social – são muitos os temas trágicos recorrentes no Brasil, que em geral ocorrem apenas para que a imprensa noticie, ouça consultores e mostre histórias de lágrimas. Sim: e também para que políticos logo apareçam com projetos para cuidar do caso.



Deputado tem foco na água e meio ambiente

Data: 28/01/2013
11:23:57

A defesa dos interesses municipais, especialmente na área de meio ambiente, é a grande bandeira do deputado Marquinho Viana (PV), que assumiu o mandato em 2 de janeiro e está dedicando o recesso parlamentar a uma atuação intensa em órgãos públicos em busca de soluções para antigos problemas.

Marquinho representa na Assembleia Legislativa o Sudoeste, a Chapada e o Sertão Produtivo (Brumado), regiões que têm sofrido muito com a seca. Ele luta pela preservação das nascentes do Paraguaçu e do Sincorá e de rios e riachos que tiveram seu leito assoreado e perderam a mata ciliar.

Acompanhado do secretário do Meio Ambiente e Turismo de Barra da Estiva, Adalberto Rocha, o parlamentar esteve com a diretora do Inema Márcia Telles, que lhe deu “total apoio”. O projeto envolve reflorestamento e criação de viveiros de mudas nativas.

Outra ação neste início de mandato são os entendimentos com o prefeito de Contendas do Sincorá, Ueliton Palmeira Souza (PR), conhecido como Didi, para a construção de uma barragem no Sincorá. “Vamos ver juntos a possibilidade de um estudo, pois essa barragem abasteceria Iramaia, Barra da Estiva e Contendas”, estimou.



Petista crê em unidade até novembro

Data: 28/01/2013
11:21:59

“Não me lembro da última vez em que teve votação para a direção do PT”, disse o secretário de organização do partido, Everaldo Anunciação, ele próprio apontado como candidato da preferência de três tendências internas: CNB, à qual pertence, Reencantar e Esquerda Popular e Socialista.

Para Everaldo, “tudo se faz com construção coletiva e conversa progressiva”, e em novembro, que é “o momento certo”, os petistas escolherão “uma das várias expressões que têm para continuar o trabalho de Jonas Paulo e construir a unidade para apoiar o projeto em curso na Bahia e no Brasil”.

Quanto ao apoio das três correntes a uma possível postulação sua, noticiada por este blog no dia 6, Everaldo atesta que “tem fundamento”, porque “são forças que têm se posicionado juntas nas decisões do PT”.



Metrô sofre de problemas existenciais

Data: 26/01/2013
13:44:24

“Homem morre ao cair em trilhos do metrô”, disse a imprensa, sobre vítima que teria despencado de viaduto em Brotas sobre o que se convencionou chamar “metrô de Salvador”.

O título não esconde uma frustraçãozinha bairrista do redator, especialmente quando a televisão mostra tantas cenas de gente caindo em linhas de metrô em todo o mundo, com resgates milagrosos e, lamentavelmente, mortes também.

Mas a verdade é que nosso adolescente rebelde já faz 13 anos e ainda não tem condições de atropelar ninguém. Além de ter preocupado e empobrecido a família este tempo todo, com certeza será um adulto problemático.



Prefeito denuncia desmonte em Dário Meira

Data: 26/01/2013
13:42:43

“Estou atendendo no Centro Educacional, porque até as instalações do gabinete estavam quebradas, tive de pedir perícia”, resume Caetano Sampaio Santana (PDT) a situação em que encontrou a Prefeitura de Dário Meira, no que vem sendo uma denúncia recorrente entre prefeitos que sucederam a adversários.

O andamento da administração foi prejudicado pela inexistência de documentos. “Precisei recadastrar os funcionários, porque não achei nenhum computador, nenhuma pasta, nenhum fichário”, diz o prefeito, ressaltando que o fechamento do hospital demonstra o abandono da saúde.

O quadro na área da educação não fugiu à regra. “Desde 2009 que o processo educacional não é atualizado, a secretaria está irregular e por isso não recebe verbas do FNDE e do PDDE", relata Caetano. Para tratar dos problemas, ele recorre a informações da 15ª Direc, em Jequié.

Dário Meira fica no Vale do Gongogi, a 394 quilômetros de Salvador, na região Sul. O prefeito Caetano foi eleito ao derrotar a então prefeita Maria de Fátima (PSD), com cerca de 65% dos votos. “Foram 1.867 votos de frente, a maior diferença da história do município”, registra.



Chuva ajudou limpeza urbana em Itiruçu

Data: 26/01/2013
13:40:50

A coisa realmente boa para o prefeito de Itiruçu, Wagner Novaes (PSDB), neste mês de janeiro, são “as chuvas que Deus mandou” para o município e região. “Além do café e da fruticultura, que estavam precisando muito, a água está ajudando a lavar as ruas, que encontramos tomadas pelo lixo”.

Esse é um dos itens da “herança maldita” recebida por Wagner, a qual acomete nove entre dez prefeituras ganhas por adversários. Se a oposição venceu, é porque a administração já não vinha tão bem. Com a derrota, muitas vezes, a ação deliberada do perdedor volta-se para impedir o sucessor de governar.

“A cidade estava entulhada. Contratamos uma empresa que tem quase um mês tirando lixo e até hoje não tirou metade”, queixou-se o prefeito. Foi justamente na parte onde já houve a coleta que a chuva completou o serviço, numa verdadeira assessoria da providência.

O prefeito relaciona outros problemas: ruas escuras, hospital fechado, apenas um médico e uma enfermeira no município para uma população de 15 mil pessoas e o comprometimento de R$ 250 mil, numa receita mensal de R$ 850 mil, com dívida do INSS e precatórios trabalhistas. “Só a ambulância estava rodando”, disse Wagner, que ainda vai ter de pagar os salários de dezembro.



Coesão

Data: 26/01/2013
13:39:12

Partidários do deputado Marcelo Nilo festejaram, no restaurante da Assembleia, seu desempenho na eleição da prefeita Maria Quitéria para a UPB: “Marcelo conseguiu levar pra ela os 43 prefeitos do grupo” – ou seja, dois terços da diferença de 66 votos sobre Wilson Cardoso.



Audiências

Data: 26/01/2013
13:38:24

Deve até ser verdadeiro o alto número de audiências solicitadas ao prefeito ACM Neto por “lideranças do interior”, que o estariam procurando para saber da possibilidade de ele ser candidato a governador, como disse um site político desta capital.

Difícil é entender por que a informação vazou – afinal, trata-se do registro dos pedidos de audiência ao prefeito –, se a Neto, como reiteradamente diz, só interessa gestão e boa relação, longe de eleição, mais ainda de sucessão.



Vai demorar

Data: 26/01/2013
13:37:06

A mexida no secretariado não aconteceu no fim do ano passado porque o governador Jaques Wagner não queria estragar os feriados de ninguém. Depois, apareceu como marco a viagem à China. Agora, vem o Carnaval por aí.



Reciclagem nele

Data: 26/01/2013
13:35:48

Servidor da Assembleia Legislativa queixa-se de mau tratamento por vigilante em atividade na Estação de Transbordo de Mussurunga, que não quer reconhecer o direito de idosos e deficientes visuais, quando a prática deveria ser o atendimento rápido e a facilitação do acesso.




Página Anterior    Próxima Página