Salvador, 23 de agosto de 2017

Boliche da segurança derruba mais um pino

Data: 31/01/2011
21:43:16

Pouco afeito ao misticismo mundano, este blog, até com certa vaidade, entende que "secou" o delegado-chefe da Polícia Civil ao registrar-lhe a longevidade no cargo em nota publicada no dia 23 sob o título "Longa vida". O indigitado foi exonerado hoje e logo substituído pelo delegado Hélio Jorge Paixão.


No governo Wagner, aritmeticamente, três secretários da Segurança Pública e três delegados-chefes em quatro anos significam 16 meses per capita. Já os comandantes da Polícia Militar, que são dois até agora, têm média mais larga, 24 meses. Bola pra frente.



Líder Neto tentará manter Kassab no DEM

Data: 31/01/2011
21:40:38

Eleito hoje líder do DEM na Câmara, cargo que já ocupou em 2008, o deputado ACM Neto prometeu trabalhar pela união e fortalecimento do partido. "Serei o líder de toda a bancada, e não apenas daqueles que votaram em mim", salientou o parlamentar, que teve 27 votos contra 16 do paranaense Eduardo Scicarra.


Sobre a possível saída do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que apoiou Scicarra ao lado do deputado Paulo Bornhausen, o parlamentar baiano destacou a importância de Kassab e manifestou disposição de "conversar com ele e criar todas as condições para sua permanência no Democratas".


Neto frisou que o DEM fará oposição responsável ao governo petista. "Vamos buscar sempre o diálogo, mas continuaremos fiscalizando e agindo com rigor contra o que for errado", declarou. Disse ainda que o partido manterá a luta pela redução de impostos e contra as desigualdades sociais.



Deputado quer solução para trens parados

Data: 31/01/2011
21:34:18

O deputado Yulo Oiticica (PT) solicitou à Secretaria de Relações Institucionais audiência dos ferroviários com o governador Jaques Wagner buscando uma solução para a paralisação dos trens que circulam entre a Calçada e o Subúrbio Ferroviário.

 

A categoria trabalha em condições precárias, com salários atrasados, e a suspensão do serviço prejudica 14 mil passageiros há 60 dias. O parlamentar promoverá uma audiência pública, na Assembleia Legislativa, para debater a situação do transporte ferroviário, a realizar-se com a instalação das comissões técnicas, a partir do dia 14.



Assembleia faz sessões para iniciar legislatura

Data: 31/01/2011
18:34:56

A Assembleia Legislativa fará às 14h30 de amanhã a primeira das sessões preparatórias que iniciam a 17ª legislatura. Os deputados eleitos entregarão à Casa seus diplomas, expedidos pelo Tribunal Regional Eleitoral, para publicação no Diário do Legislativo.


Na quarta-feira, no mesmo horário, a segunda sessão preparatória, que exige a presença de maioria absoluta dos parlamentares, será realizada para juramento e posse. O presidente lerá a declaração de compromisso e os demais deputados, chamados nominalmente, a endossarão.


A parte final será destinada à eleição da Mesa Diretora, normalmente a mais emocionante da sessão. Mas desta vez tudo será tranquilo, com o fechamento de chapa única e inexistência, até agora, de candidatura avulsa a algum dos cargos.


Nessas reuniões não são feitos discursos, seguindo-se estritamente o rito determinado pelo Regimento Interno. Após seu encerramento, o plenário só volta a funcionar no dia 15 de fevereiro, com o início da sessão legislativa anual ordinária.



Otto e PP: convivência impossível

Data: 31/01/2011
18:33:16

Quando as coisas na política, ainda mais entre homens experimentados, que estão no poder, chegam ao ponto das relações entre o vice-governador Otto Alencar e o comando do PP, é porque não há retorno.


Do interesse direto e longínquo de Jaques Wagner para aliado eleitoral, Otto desembarcou no partido quase por uma mera formalidade cartorial, para permitir ao PP participação na chapa majoritária.


Vencido o pleito, porém, a rearrumação envolvendo principalmente a Secretaria de Infraestrutura expôs o conflito. O veto a seu nome, anunciado pelo próprio Otto, é coisa que nem o secretário-geral Jabes Ribeiro lançando-o governador em 2014 resolve.


Um desfecho terá de haver para essa impossível convivência, não se sabendo como poderá ser utilizada neste caso a lei da fidelidade partidária. O fato é que as eleições municipais vêm aí e as bases interioranas de cada um carecerão de definição.



Sem batalha na Lapa

Data: 31/01/2011
18:32:03

Não é verdade que o presidente regional do PT, Jonas Paulo, tenha transferido o domicílio eleitoral para Bom Jesus da Lapa, onde travaria sangrenta batalha nas urnas de 2012 contra o clã dos Maias, encastelado no PMDB.


Jonas continua eleitor em Ibotirama, a cuja população se informa, previamente, que ele também não pretende concorrer à Prefeitura de lá. "Fui reeleito com 73% dos votos para ser presidente do PT até 2013 e vou cumprir o mandato", assegurou.



Saindo pela tangente

Data: 31/01/2011
18:30:23

Saudado, pirracentamente, como "secretário" em meio ao, digamos, desconforto nas relações entre o PDT e o governo, o deputado Paulo Câmera tenta escapar. "Sou candidato é a secretário-geral do partido", disse, aproveitando a presença do presidente Alexandre Brust.


"Mas aí o senhor quer desbancar o deputado Marcos Medrado", rebateu o repórter. Câmera tinha a resposta preparada: "Marcos Medrado é nosso candidato a prefeito de Salvador". Depois, falando sério, afirmou que não postula nenhum cargo no partido.



Marcha batida

Data: 31/01/2011
18:29:37

Não há como contestar: já se foi um doze avos do novo ano.



Sinalização perfeita

Data: 31/01/2011
18:28:18

Nos agradecimentos que fez em recente almoço para sacramentar a unidade em torno de sua candidatura à reeleição, o presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo (PDT), fez menção especial ao PCdoB, que anunciou o apoio "num momento crucial".


Nilo não desceu a detalhes, mas nos bastidores da Assembleia, na época, o fato foi entendido como a certeza dos "comunistas" de que ele era o nome preferido do governador Jaques Wagner, já que o PCdoB não se arroubaria a tanta autonomia.



Sem convite

Data: 30/01/2011
23:31:18

O deputado Pedro Alcântara (PR) envia e-mail dizendo-se surpreso por nota publicada neste blog, ontem, sob o título "Alcântara na Serin", que o aponta como futuro chefe-de-gabinete da Secretaria de Relações Institucionais. "Até o momento não recebi nenhum convite", afirmou o parlamentar. A informação foi passada a Por Escrito - revela-se agora - pelo presidente de um partido governista.



O assessor Edmon

Data: 30/01/2011
23:29:55

Para não sair da área da Serin: quem apostava na possibilidade de Edmon Lucas ir para lá pode pagar. Edmon é, desde o dia 26, assessor especial do governador Jaques Wagner, símbolo DAS-2A, com lotação no gabinete do governador.


A nomeação corresponde ao que foi informado por este blog na matéria "Núcleo político poderá ter nova estrutura", postada no dia 17. O texto diz que "o governo está estudando um novo formato para sua articulação política e social", referindo-se a um grupo do qual fariam parte Edmon, o atual titular da Serin, Cezar Lisboa, e o chefe-de-gabinete, Fernando Schmidt.



Nordeste quer políticas públicas em vez de UPP

Data: 30/01/2011
11:28:48

Não foi bem recebida pela população do Nordeste de Amaralina a proposta do secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, de implantar no bairro, dentro de um ano, a primeira Unidade de Polícia Pacificadora de Salvador, semelhante às UPPs instaladas em favelas do Rio de Janeiro.


"Políticas públicas para incluir e promover socialmente os moradores, que deveriam ser prioritárias, não acontecem", protesta Cristiano Santos, que há 20 anos atua como liderança comunitária no Nordeste, depois de ter participado ativamente do movimento estudantil. Ele pede a revitalização do projeto "Viva Nordeste", do governo Paulo Souto, hoje restrito às funções de um Centro Social Urbano.


O projeto dava apoio financeiro às atividades dos moradores, assessoria para solução de problemas técnicos, parcerias com entidades públicas e privadas e ainda promovia atividades de capacitação da juventude para o trabalho. "Os R$ 3 milhões que foram investidos no último ano, 2006, hoje estão diluídos em projetos por toda a cidade, sem representar solução para nenhum deles", afirma Cristiano.



Wagner pediu ''um tempo'' para o caso do PDT

Data: 30/01/2011
11:26:45

Continua atraindo a expectativa geral o desfecho que terá o "diálogo" entre o governo e o PDT. A informação é de que, ao conversar com o governador Jaques Wagner por delegação da direção regional, o presidente nacional, ministro Carlos Lupi, disse que "o partido não abriria mão" de duas secretarias, tendo o governador lhe pedido "um tempo" para solucionar a questão.


Nos meios pedetistas, foi tomada como "missa encomendada" matéria publicada quinta-feira na imprensa dando conta de que Wagner não considerou aceitáveis os nomes indicados para a Secretaria da Indústria e Comércio. "Não foi levado nome nenhum", disse a fonte, criticando ainda o fato de ter sido atribuída a Lupi a ideia de incluir a presidência da Assembleia no espaço do partido.


Inicialmente propenso a acomodar a situação, o ministro teria se sensibilizado pela "unidade" que constatou no partido, coisa que "nunca tinha visto" na seção baiana. Informa-se que no diálogo que teve com o Lupi ao passar-lhe a responsabilidade da negociação, o presidente Alexandre Brust foi instado a "não esticar a corda", respondendo que não poderia fazê-lo sozinho. "Tem alguém do outro lado puxando também", teria dito.



Pioneirismo

Data: 30/01/2011
11:26:00

Se em algum lugar do mundo vier a ser constatado um caso de extorsão por e-mail, deve-se afirmar, em respeito à memória de Otávio Mangabeira, que o precedente já ocorreu na Bahia.



Sábia decisão

Data: 30/01/2011
11:25:04

A Corregedoria da Assembleia Legislativa para o deputado Roberto Carlos (PDT) é apenas um complemento às vantagens que ele tem por desistir de enfrentar pela primeira secretaria o candidato do PT, deputado J. Carlos.


Nos bastidores da Casa, a avaliação é que perderia muito com o confronto. Se fosse derrotado, sofreria o desprezo governista. Se vencesse, pior, porque o sentimento contra ele seria mais duro ainda.



Deus proteja os ciclistas

Data: 30/01/2011
11:24:30

Legal o prefeito João Henrique pedalando na ciclovia de metro e meio com os ônibus fuçando no cangote.



De onde saiu?

Data: 30/01/2011
11:23:32

A Tarde informou que será o "deputado João Alvarez" a ocupar a "2ª-vice-secretaria" da Mesa da Assembleia Legislativa, como "representante do DEM". O problema é que não existem nem o deputado nem o cargo.



Torres reage a ACM Neto

Data: 30/01/2011
11:22:39

É difícil que um deputado com a experiência política de Fernando Torres (DEM) vá abrir a guarda e acusar injustamente o colega e correligionário ACM Neto de usar na bancada federal métodos semelhantes aos do falecido avô, como a manipulação da mídia para retaliar os que não rezam por sua cartilha.


Talentoso e carimástico, o deputado Neto tem, entretanto, um acentuado viés autoritário, como demonstrou de viva voz na ameaça ao presidente Lula da tribuna da Câmara. Personalista, trabalhou na última eleição contra velhos quadros do partido, gerando divisão e insatisfação em suas próprias hostes.



Que a história não se repita

Data: 30/01/2011
11:20:55

Uma corrente de pensamento defende a ideia de que a história não é intrinsecamente progressista, mas cíclica, podendo repetir, e o faz com frequência, situações negativas que se julgavam banidas. Um exemplo é a tortura oficial, que a título da guerra contra o terror ressurgiu no século XXI, patrocinada pelas Estados Unidos, os "campeões da democracia".


Assim, teoricamente, há a possibilidade de o Brasil voltar um dia a ser um regime de exceção, e num quadro desses teremos pelo menos a obrigação de cuidar previamente para evitar um novo ACM na Bahia. Vale recorrer, portanto, à por muitos desprezada sabedoria popular e lembrar que "é de menino que se torce o pepino". 



Alcântara na Serin

Data: 29/01/2011
21:47:22

O deputado Pedro Alcântara (PR), cujo mandato expira terça-feira, será o novo chefe-de-gabinete da Secretaria de Relações Institucionais.



Nilo festeja apoio de ''aliado de 20 anos''

Data: 28/01/2011
20:48:36

"Não faria sentido eu ser candidato sem o apoio do PT, que é meu aliado há 20 anos e sempre estivemos juntos na luta democrática". A constatação é do presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo (PDT), candidato à reeleição, ao sintetizar hoje a aliança com os petistas para a eleição do próximo dia 2, anunciada após meses de muita divergência.


Realçando a participação da unaninimidade dos partidos no processo de composição da chapa, Nilo, em almoço no restaurante Baby-Beef, disse que muito o honra o fato de, sendo um deputado "liderado e amigo leal do governador Jaques Wagner", poder ter contado com a oposição para concorrer ao terceiro mandato, o que atribui à "independência" com que conduz o Poder Legislativo.


Da atual bancada do PT, faltaram ao encontro Zé Neto, Bira Corôa, Neusa Cadore e Isaac Cunha. Dos novos parlamentares, não compareceram os quatro homens: Zé Raimundo, Rosemberg Pinto, Marcelino Galo e Joseildo Ramos, somente as deputadas Maria Del Carmen e Luiza Maia.



Escada longa

Data: 28/01/2011
20:46:56

Em bate-papo com jornalistas, Marcelo Nilo disse que, além da participação de um representante do partido na chapa, não assumiu nenhum compromisso para fechar com o PT, referindo-se ao apoio a uma emenda que proíba a reeleição na mesma legislatura.


Reafirmou sua posição favorável à reeleição, mas ressalvou que "não passa pela cabeça" a tentativa do quarto mandato em 2013. "Não vou pensar no futuro agora. Minha vida sempre foi degrau por degrau".



Assembleia não entrou no jogo

Data: 28/01/2011
20:45:32

Com relação à composição do secretariado estadual, o deputado afirmou que a presidência da Assembleia jamais fez parte das negociações, como foi sugerido em especulações pela imprensa envolvendo até o governador Jaques Wagner.


Nilo disse que o governador Jaques Wagner "nunca tocou nesse assunto", pois reconhece que "o Legislativo é um Poder independente, que não tem seu cargo máximo preenchido por indicação, mas por eleição secreta".


O deputado não quis comentar o desacordo do seu partido com o governo por causa da formação do secretariado, "pois isso cabe ao presidente Brust". Entretanto, assegurou que "o PDT estará com Wagner em 2014".



Chapa está quase completa

Data: 28/01/2011
20:43:36

No "chapão" da Assembleia Legislativa, falta apenas o bloco DEM-PR indicar seu representante, que ocupará a segunda secretaria.


Além do presidente Nilo, estão definidos o primeiro vice, Leur Lomanto Junior, do PMDB, o segundo, Aderbal Caldas, do PP e o terceiro, Carlos Ubaldino, do PSC.


A primeira secretaria será de J. Carlos (PT), a terceira, de Álvaro Gomes (PCdoB), e a quarta, de Maria Luiza Laudano (PTdoB).



Corregedor

Data: 28/01/2011
20:40:21

Em tempo: o deputado Roberto Carlos desistiu de disputar a primeira secretaria com o PT, que definiu J. Carlos como candidato. Roberto será o novo corregedor da Assembleia, aquele parlamentar que tem a atribuição de analisar denúncias contra colegas.



É a outra

Data: 28/01/2011
20:39:29

Cumprir-se-á a profecia da Tribuna da Bahia: Maria Luiza fará parte da Mesa da Assembleia. Mas será, como se viu, a Laudano, não a Carneiro, como desejava o jornal.



Vereador chega para apoiar o prefeito

Data: 28/01/2011
20:37:26

Nem tudo é perda nos arraiais de João Henrique. O prefeito tem novo aliado na Câmara, o vereador Geraldo Ferreira Júnior, sucessor de Luizinho Sobral, que assume terça-feira na Assembleia Legislativa, provisoriamente, a vaga aberta por João Carlos Bacelar, secretário municipal da Educação.


Parece confuso, mas pode ser simplificado: Luizinho era crítico do prefeito e vai ser da base do governo Jaques Wagner como deputado estadual. Geraldinho, como é conhecido Ferreira Júnior, filho do ex-vereador Super Geraldo, é ligado a Bacelar, um duro adversário de Wagner, além de ter sido coordenador das Administrações Regionais da cidade na gestão de Antonio Imbassahy.


Toda essa turma, fora os dois prefeitos citados, que são, respectivamente, do PMDB e do PSDB, é do PTN, que formalizou hoje um bloco parlamentar com o PSC para a legislatura prestes a iniciar-se. Só não se sabe ainda que lado do plenário essa bancadinha de oito deputados vai ocupar a partir de terça-feira.



Governo por enquanto desdenha o PSC

Data: 28/01/2011
20:35:30

A questão do PSC, que tem cinco deputados, é instigante. O presidente regional, Eliel Santana, hoje presente ao almoço de formalização da chapa para a Mesa da Assembleia, confirma que o governo manifestou interesse em ter o partido na sua base. A Executiva aprovou a participação e passou a aguardar um sinal sobre "o papel a ser desempenhado na administração".


Sobre a redução dos cargos disponíveis sem que tenham sido atendidas pelo menos três legendas que ainda lutam ou esperam por eles, Eliel repetiu sua parábola do anfitrião: "Quem convida para sua casa é quem diz em que cômodo você vai ficar". Para ele, a demora do governo "talvez seja a questão interna ou muita gente disputando".


O PSC continuará "aguardando o diálogo", e se não der em nada "formará um bloco independente, trabalhando pela Bahia e tantando aprovar seus projetos", completou.



Bancada é necessária para maioria folgada

Data: 28/01/2011
20:34:08

Sem considerar um ou outro deputado sobre os quais não se tem até agora uma ideia de como se comportarão politicamente nesse início de legislatura, projeta-se abaixo de 20 a futura bancada da oposição na Assembleia Legislativa.


Quatro partidos teoricamente de oposição - PMDB, DEM, PR e PSDB - somam 17 deputados, enquanto o PRP, que tem mais dois, está francamente dividido.


A maioria governista será de pelo menos 44 parlamentares, suficientes para controlar o processo legislativo e até promover emendas constitucionais, que dependem de 38 votos, equivalentes a três quintos do plenário.


A eventual perda, ou não-incorporação, do bloco PSC-PTN pode reduzir a bancada a até 32 deputados, o limite para realização de votações, quórum que dificilmente seria conseguido na prática.



Líder sugere que tudo será resolvido

Data: 28/01/2011
20:32:26

Indicado para líder do bloco PSC-PTN, o deputado Targino Machado (PSC), que volta à Assembleia após um quatriênio, não esquenta a cabeça com a ocupação de cargos no governo: "Ninguém subestime a inteligência emocional do governador Jaques Wagner", respondeu, enigmaticamente, ao ser perguntado se ao governo não interessam os oito votos do bloco.



Jonas diz que bons cargos não faltam

Data: 28/01/2011
20:31:14

O presidente do PT, Jonas Paulo, também foi convidado a comentar a situação de escanteio momentâneo do PSC e a dificuldade crescente com a escassez de secretarias para atender aos anseios dos aliados.


"Há órgãos e empresas que são mais importantes que secretarias", disse Jonas, relacionando, de voz própria, Ebal, Conder, Embasa, Derba e Cerb. Quanto ao futuro do PSC no governo, "está amarrado, não sai agora, mas sai na próxima leva".



Deputada continua fora de circulação

Data: 28/01/2011
20:29:34

A oficialização do bloco PSC-PTN foi feita sem a presença da deputada Maria Luiza Carneiro (PSC), que havia sido convidada. O presidente Eliel Santana não foi informado dos motivos da deputada para a ausência. Ela também não compareceu ao almoço da chapa única para reeleição de Marcelo Nilo.



O lado charadista do presidente do PT

Data: 28/01/2011
20:27:14

Jonas Paulo estava mais descontraído do que de costume no almoço da chapa única à Assembleia. E brincava com a própria situação, dizendo que ocasiões festivas como aquela eram propícias a soltar a língua, embora, na verdade, estivesse bebendo água mineral.


O presidente do PT aceitou participar de uma charada com os jornalistas. Três cargos principais estão em jogo para distribuição entre os deputados petistas: líder do governo, líder do partido e presidente da estratégica Comissão de Constituição e Justiça.


Como dicas, ele revelou que exatamente três parlamentares estão no páreo, são todos veteranos e nenhum será reconduzido ao cargo atual, o que exclui Paulo Rangel na liderança do PT e Zé Neto na presidência da CCJ.


Para o exercício de imaginação dos interessados, os demais integrantes reeleitos da bancada são Yulo Oiticica, Bira Corôa, Fátima Nunes e Neusa Cadore, além de J. Carlos, que será primeiro secretário da Casa.



O nó que falta

Data: 28/01/2011
12:40:04

Estão neste momento no gabinete do presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo, os deputados pedetistas Roberto Carlos e Paulo Câmera, além do presidente do partido, Alexandre Brust.


Mas não se trata de secretariado, que essa bola está com o governador Jaques Wagner e o presidente nacional de fato do PDT, Carlos Lupi.


Aparentemente, está em curso uma operação para convencer Roberto Carlos a não enfrentar o candidato do PT à primeira secretaria da Assembleia nas eleições do dia 2.



Deputado saúda negro na Secretaria da Justiça

Data: 28/01/2011
10:42:11

Na condição de presidente da Comissão Especial de Promoção da Igualdade da Assembleia Legislativa, o deputado Bira Corôa parabenizou o governador Jaques Wagner pela nomeação do promotor Almiro Sena para secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos.


Bira lembrou que a Bahia detém a maior população negra fora da África, mas seus indicadores sociais refletem as desigualdades sofridas pelos afrodescendentes, que são os principais alvos da violência, do desemprego e da exclusão social, política, econômica.


"A trajetória de Almiro Sena como defensor dos direitos humanos e promotor no combate ao racismo e à intolerância religiosa atende às expectativas dos diversos setores do movimento social baiano e reforçará o secretariado de Wagner", disse Bira Corôa.



Um longo percurso de 360 graus

Data: 28/01/2011
10:41:07

Como é o processo político! Os caras articulam, discutem e se alfinetam durante meses para no fim ser fechada uma chapa com Marcelo Nilo na presidência e um representante do PT na primeira secretaria, exatamente como se desenhou desde o primeiro momento.


Mas o PT não cedeu nada com isso. "Ficou acertado", diz a imprensa, que será apresentada emenda à Constituição para acabar a reeleição do presidente na mesma legislatura, ou seja, quem quiser que se vire para conseguir 38 votos no plenário.



Pressão sobre Rubim repete cerco a Meirelles

Data: 28/01/2011
10:39:32

A mudança do secretário da Cultura foi um gesto de boa vontade do governador Jaques Wagner, mas parece que alguns segmentos partem para criar com o novo titular, Albino Rubim, o mesmo clima de instabilidade que atravessou a gestão de Márcio Meirelles.


A cultura baiana não acabou nos quatro anos de Meirelles, cujo desempenho deve ter agradado ao governador, do contrário não o conservaria tanto tempo. Rubim é petista de formação, amigo do ex-secretário, e embora conteste a influência que teria tido na gestão chega para preservar realizações e ampliá-las com sua visão.


Em entrevista acidamente criticada pela oposição, assegurou a continuidade da interiorização das ações da secretaria e definiu muito bem o papel da política na cultura, considerando que investimentos são uma opção. Sua análise sobre esse tema permite concluir que Rubim não vê o Estado como empresário de setores que não se sustentam com seu trabalho.


Talvez por isso tenha sido desencavado esse documento do Conselho de Cultura quando presidido pelo atual secretário, em que é atacada a decisão do governo de demolir a Fonte Nova. Uma monumental perda de tempo, porque Wagner não demitirá um secretário somente por ter uma opinião diferente da dele.



Caetano para governador e a inocuidade da UPB

Data: 28/01/2011
10:37:45

Não é esse fato político que estão tentando pintar a vitória do prefeito Luiz Caetano para a presidência da União dos Municípios da Bahia (UPB), com o envolvimento do governador Jaques Wagner após duas derrotas de petistas - a de Carlos Brasileiro, em 2007, para Orlando Santiago (DEM), e a do próprio Caetano para Roberto Maia (PMDB) em 2009.


Comenta-se até que, eleito em chapa única, o prefeito de Camaçari posiciona-se para a corrida sucessória de 2014, como se a UPB tivesse, nos moldes em que funciona historicamente, alguma influência de verdade nos destinos do Estado ou mesmo dos municípios que diz representar.


A entidade, com sede própria no Centro Administrativo e custosa estrutura sustentada pelos contribuintes, é mais um escritório de prestação de serviços e informação, promovendo eventuais debates e protestos que não dão em nada, além de, certamente, propiciar mordomias e quejandos a seus aplicados administradores.



Nada muda nas contas das prefeituras

Data: 28/01/2011
10:36:23

Teve sua razão o governador quando resistiu, em embates anteriores, a meter-se nesse arranca-rabo. A UPB não é capaz nem de orientar prefeitos sobre a legislação contábil, o que seria uma contribuição efetiva para evitar que, todo ano, o TCM rejeite ou ponha ressalvas em contas de dezenas, até centenas de prefeituras.


Entretanto, o prefeito Caetano tem suficiente experiência administrativa e respaldo político para movimentar-se e inovar na gestão, mas limitado aos recursos da entidade e à ajuda que os municípios possam dar. Apoios mais vultosos para sua projeção dependerão do duro jogo político destes quatro anos.



Autora de livros infantis na Feira do Imbuí

Data: 28/01/2011
10:33:51

 
Além do artesanato, teatro, música, oficina de skate, culinária e serviços, a segunda edição da Feira Cultural no Canal do Imbuí, amanhã e domingo, a partir das 16 horas, terá a participação da escritora, jornalista e atriz baiana Fabiana Barros, autora de dez livros, a maioria deles dedicada ao público infantil.


Conhecida do público, ela faz palestras em escolas da Bahia, Pernambuco e do Distrito Federal e no seu trabalho mistura técnicas teatrais com literatura para encantar a meninada e estimular o gosto pela leitura. Fabiana é atriz de formação, fez diversas peças, participou de programas na Rede Globo e gravou comerciais, como o do banco BPN.


Em 2006, ganhou medalha de prata como contista no Concurso Nacional de Literatura promovido pela Academia Brasileira de Estudos e Pesquisas Literárias. Todos os seus livros são educativos, versando sobre respeito à natureza e aos mais velhos, higiene, boa alimentação, necessidade da prática de esportes e importância da família e amigos na vida das crianças.




Página Anterior    Próxima Página