Salvador, 21 de outubro de 2017

Oposição tem novo líder

Data: 29/02/2012
21:20:14

O deputado Paulo Azi (DEM) foi escolhido na noite de hoje, em votação unânime, líder da bancada da oposição na Assembleia Legislativa.

Azi sucede o deputado Reinaldo Braga (PR), que ficaria de bom grado na função, mas cedeu ao sistema de rodízio acertado no início da legislatura.

A minoria tem 18 dos 63 deputados estaduais, sendo quatro do PR, três do DEM, três do PMDB, três do PTN, dois do PSC, dois do PSDB e um do PRP.



Governo não quer papo na Assembleia

Data: 29/02/2012
21:06:38

A sessão de hoje da Assembleia Legislativa mostrou que o governo entrou o ano profissionalmente. Vem contando com a bancada, embora no limite, para aprovar suas providências iniciais no plenário, e não está disposto a abrir espaço à oposição – em outubro tem eleição e há coisas mais importantes a cuidar.

Como tem acontecido quando não há matéria a decidir, logo após o pequeno expediente, quando os deputados discursam por cinco minutos obedecendo a ordem de inscrição, um governista de plantão pede verificação de quórum, senha para a evacuação do recinto e posterior queda da sessão.

A oposição, sem número suficiente para abrir ou manter uma sessão, na verdade só está conseguindo dizer alguma coisa porque normas do Regimento estão suspensas por acordos. Um deles estabelece que não se pede quórum no pequeno expediente e o outro fixa o prazo de 15 minutos após o pedido, durante o qual deputados podem falar.



Azi vê rombo e sugere rejeição de contas

Data: 29/02/2012
21:05:18

“Por muito menos, centenas de prefeitos, até o de Salvador, tiveram suas contas rejeitadas”, disse o deputado Paulo Azi (DEM) ao acusar o governo do Estado de “utilizar recursos de fontes vinculadas, como Fundeb, Funprev, Planserv e Fundo contra a Pobreza”, para “cobrir um rombo de R$ 2 bilhões nas despesas corentes”.

Os dados, segundo Azi, em pronunciamento da tribuna da Assembleia, são da própria Secretaria da Fazenda, que “forçada pela Fazenda Nacional, com base na Lei de Responsabilidade Fiscal, teve de puiblicar nas contas de 2011 o demonstrativo financeiro de aplicações por fonte de recursos”.

Se não fosse por isso, não seria possível constatar o “escândalo” representado pelo “violento desequilíbrio das contas públicas da Bahia”, que o deputado promete apurar. “Vamos exigir explicações”, disse.



Joseildo chama para audiência com Martins

Data: 29/02/2012
21:03:34

Falando em seguida, o deputado Joseildo Ramos (PT), convidou Azi para debater o assunto na audiência pública, em março, com o secretário Carlos Martins, que irá à Assembleia para o último balanço quadrimestral de sua gestão, por imposição da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Joseildo entende que “é legítima a preocupação do deputado Paulo Azi com as finanças do Estado” e se referiu a governos apoiados pelo adversário, anteriores aos de Jaques Wagner, quando houve um “rombo de R$ 250 milhões na Sesab” e outro de “R$ 1 bilhão no governo anterior”, supostamente de Paulo Souto (DEM), de 2003 a 2006.



Bira diz que "não há orientação"

Data: 29/02/2012
21:01:59

Após o pedido de verificação de quórum, hoje feito pelo deputado Rosemberg Pinto (PT), o deputado Targino Machado (PSC) lamentou que “deputados forjados na luta democrática, infelizmente, voltem as costas ao povo, fujam do debate que precisa ser travado nesta Casa”.

Na mesma linha, Carlos Geilson (PTN) afirmou que “o partido do debate, do diálogo, tem derrubado sistematicamente as sessões, sabendo que a oposição não tem número. Diz que quer debater, mas se esconde”.

Na dele, o petista Bira Corôa disse que “não há orientação” para encerrar as sessões e que isso ocorre apenas porque “é a realidade que estamos vivendo, com a Casa vazia".



Elmar teme descrédito do Legislativo

Data: 29/02/2012
21:00:40

Foi a vez de Elmar Nascimento (PR) contra-atacar: “Estou preocupado. Passamos dois meses de recesso e agora não conseguimos discutir temas importantes do Estado com essa prática de derrubar as sessões. Isso pode levar ao pensamento de que esta Casa é desnecessária, não precisa existir”.

O deputado Rosemberg se encarregou de contestar: “Não debatemos aqui os grandes temas do Estado. É um debate estéril, com a oposição atacando e o governo se defendendo, é uma pobreza. Precisamos fazer desta Casa uma Casa de legisladores”.



Simões critica viagem de Wagner

Data: 29/02/2012
20:59:35

A metralhadora do líder do PMDB, Luciano Simões, estava carregada hoje. Ele disse que o governador Jaques Wagner vai “gastar dinheiro do Estado numa viagem à Alemanha para tratar de tecnologia, mas o Parque de Tecnologia daqui não funciona”.

Em outra rajada, afirmou que o governo permite o risco de fechamento do Hospital Aristides Maltez e repassa recursos públicos a “camarotes de dondocas”.

Por fim, lembrou do valor de “mais de um bilhão” destinado a ONGs, entre as quais uma que recebeu R$ 16 milhões para fazer, no distrito de Santo Inácio, município de Gentio do Ouro, “palestras sobre o pré-sal”.



General será nosso conterrâneo

Data: 29/02/2012
20:58:37

Os deputados Capitão Tadeu e Sargento Isidório anunciam a apresentação de proposta para que o general Gonçalves Dias, que comandou o cerco das tropas federais à Assembleia Legislativa ocupada por PMs grevistas, receba o título de cidadão baiano.


O general, paulista de nascimento, alcançou picos de popularidade – no sentido de ter a imagem reconhecida por muita gente – ao confraternizar com policiais rebelados, os quais, por ser seu aniversário, o presentearam com um bolo, levando-o às lágrimas.

“O general é um homem sensato, equilibrado, evitou um banho de sangue com seu trabalho na operação. Deus o usou naquele momento. Ele merece a homenagem”, disse Isidório, que, junto com Tadeu, busca mais adesões ao projeto.



Rebanho em vez de peixes

Data: 29/02/2012
20:55:48

O senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) foi anunciado hoje como ministro da Pesca e Aquicultura, cargo para cujo escopo pouco poderá fazer.

Portanto, como Pedro, dedicar-se-á a ser “um pescador de homens”, especialmente os que tenham título de eleitor.



Falta de mandato atrapalha Borges

Data: 29/02/2012
11:09:11

A comentada indicação do baiano César Borges para o Ministério dos Transportes é algo que está no centro de muita confusão, de cunho tanto local quanto nacional.

O PR sonha em recuperar o ministério, mas há uma dificuldade: a presidente Dilma Rousseff quer o senador Blairo Maggi, que não pretende sair do paraíso onde se encontra para ter a vida atazanada pela imprensa caça-ministros.

O ex-senador e ex-governador Borges, por sua vez, tem bom trânsito na cúpula do partido, além de ter sido um parlamentar de destaque. O que o atrapalha mesmo é a falta de mandato.



Interesses cruzados

Data: 29/02/2012
11:08:11

O PT tem interesse em atrair o PR por causa das eleições em São Paulo e Salvador, onde busca apoio para seus candidatos, respectivamente Fernando Haddad e Nelson Pelegrino.

Em São Paulo, o partido poderia indicar o vice, mas se tiver o ministério, disse um deputado, “irá automaticamente” para as duas candidaturas sem necessidade de fazer parte da chapa.



Luta por legenda afastou lideranças

Data: 29/02/2012
11:07:19

Informa-se nos bastidores que o vice-governador Otto Alencar é “uma pedra na cabeça”  - e não no sapato - de Borges por causa da seção regional do partido.

O PR era presidido na Bahia pelo deputado José Carlos Araújo, hoje no PSD, “tomando conta” para a chegada de Otto, que ainda era conselheiro do TCM.

Quando o PR precisou de um senador para formar a bancada, a filiação de Borges lhe garantiu o controle na Bahia, retirado de Araújo.



Bases divididas

Data: 29/02/2012
11:05:40

Hoje, há uma articulação, diz-se que inspirada por Otto, para “perturbar a vida de César”, sendo um dos exemplos a atuação ofensiva do deputado Maurício Trindade.

O fato é que o partido está fraturado. Governistas são os federais Maurício e João Bacelar. Na oposição, ficam os estaduais Sandro Régis e Elmar Nascimento.

O deputado Reinaldo Braga, líder da oposição na Assembleia Legislativa, é apontado como “um apaziguador”, não sendo possível definir como se posicionaria num racha definitivo.



Deputada é caso à parte

Data: 29/02/2012
11:04:40

A situação da deputada Graça Pimenta é analisada à parte. Ela teria ficado no PR porque no partido estava a estrutura do seu marido, Tarcízio Pimenta (PDT), prefeito de Feira, que na época era do DEM, onde disputava espaço com o ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho.

“Tarcízio sentiu que no DEM não teria futuro e se preveniu. A mulher ficou no PR, porque, se saísse, o PR de Feira ia acabar indo também para Zé Ronaldo”, avalia um observador da cena feirense, acreditando que ela tenderá ao governo, “porque o prefeito é da base”.



Prefeito pediu "bom senso" na greve

Data: 29/02/2012
11:03:30

Entretanto, defensor da candidatura do deputado Zé Neto (PT) diz que não tem o menor sentido o governador Jaques Wagner fazer força para ajudar Tarcízio contra o mal pior, que seria Zé Ronaldo:

“Wagner não conta com Tarcízio. Na greve da PM, enquanto o governador dizia que não negociaria com a Aspra, porque patrocinou cenas de vandalismo e outros crimes, o prefeito emitiu nota e foi para as rádios defender o entendimento e pedir bom senso”.



Jovens serão capacitados em informática

Data: 29/02/2012
11:02:18

Quarenta jovens serão capacitados para atuar no mercado de trabalho na área de tecnologia da informática, numa iniciativa do Museu Eugênio Teixeira Leal, em parceria com o Instituto Cooperforte.

Os candidatos devem estar cursando o 2º grau em escola pública, ter obtido nota mínima de 6,0 nas três últimas unidades de 2011, apresentar comprovante de matrícula de 2012 e a renda familiar não pode ultrapassar um salário mínimo e meio.

Até o dia 9 de março, os interessados poderão inscrever-se, para seleção, na sede do museu, Rua do Açouguinho, 01, Pelourinho, das 9 às 17 horas.



Ângela disputará em Ilhéus

Data: 28/02/2012
23:33:48

Após “pesquisas internas” que recomendaram a decisão, a deputada Ângela Sousa (PSD) assumiu a candidatura à Prefeitura de Ilhéus em lugar de seu filho, o atual vice-prefeito, Mário Alexandre (PSB).

Será um enfrentamento entre forças da base do governo, pois a deputada representa o vice-governador Otto Alencar, enquanto o PT articula uma candidatura, possivelmente a do deputado federal Josias Gomes, depois de ter atraído para seus quadros o “socialista” prefeito Newton Lima.



Fato consumado

Data: 28/02/2012
23:32:44

O ex-prefeito Edson Almeida, o Irmãozinho, do PT, vai indicar o vice na chapa do prefeito Eduardo Alencar (PSD), irmão do vice-governador Otto Alencar e candidato à reeleição em Simões Filho.

Diz-se que, apesar de certa debilidade do prefeito, é fatura liquidada. O município de Simões Filho, segundo quem conhece as arrumações internas do bloco governista, é “a parte do PSD na Região Metropolitana”.



Foi longe

Data: 28/02/2012
23:31:43

O ex-prefeito Mário Kertész (PMDB) – sabe-se agora – esteve em Brasília antes do Carnaval e teve com seu correligionário e vice-presidente da República, Michel Temer, uma conversa que não vazou nem para seus “perus” mais íntimos.

Mas, com a confirmação pela própria voz de que sua “pré-candidatura” está de pé, conforme adiantou este blog, está ficando mais claro que foi papo firme, entre cujos efeitos está o anúncio de que Kertész, outrora garoto-propaganda de Lula, pode geddelizar na TV este ano.



Deputada discute em Sergipe política urbana

Data: 28/02/2012
23:27:39

Aracaju recebe, às 18h30 de amanhã, quarta-feira, na Sociedade Semear, a deputada baiana Maria del Carmen (PT), que participará de seminário sobre “O cenário atual da política e dos planejamentos urbanos”, a convite da deputada sergipana Ana Lúcia Menezes (PT).

A deputada tem uma longa história com a gestão de Salvador, em razão dos cargos que ocupou nos mais variados governos e dos mandatos políticos que exerceu, além de uma candidatura a prefeita.

Engenheira de formação, acumulou ações e conhecimento, entre outras, nas áreas de urbanização, transporte, saneamento e habitação. Ligada ao candidato petista a prefeito de Salvador, Nelson Pelegrino, ela está sempre presente ao debate sobre os temas mais problemáticos da capital.



Em plena forma

Data: 28/02/2012
23:26:20

Ainda sobre a folia carnavalesca do prefeito João Henrique, colega seu de uma cidade do interior observou que desta vez “ele não passou mal nem chamou o Samu”, como ocorreu em alguns cortejos do 2 de Julho e lavagens do Bonfim”.



Terra arrasada

Data: 28/02/2012
23:25:29

Advogado especializado em legislação eleitoral, brandindo hoje na Assembleia uma cópia da Lei da Ficha Limpa, dizia que “se conta de dedo quem vai escapar”.

Como se sabe, a condenação por entidades de classe também vale, e a letra e do artigo 2º é especialmente severa: o sujeito fica inelegível desde a condenação até oito anos depois do cumprimento da pena.



Cadê a lista?

Data: 28/02/2012
23:24:20

Sobre as prisões de policiais militares em todo o Estado, acusados de envolvimento com a greve, já é hora de os denunciantes divulgarem nomes, patentes e municípios onde estão ocorrendo.



Assembleia pode instalar comissões amanhã

Data: 27/02/2012
22:28:22

O Diário do Legislativo publicará amanhã a relação dos deputados indicados pelos líderes do governo e da oposição na Assembleia para a composição das comissões técnicas, o que permitirá a instalação dos colegiados e eleição dos presidentes e vices de cada um.

Mas isso não quer dizer que o governo terá condições de votar logo os projetos do reajuste do funcionalismo e das gratificações dos policiais militares, porque deverão correr os prazos de 24 horas para a apresentação de emendas e mais 24 para a distribuição das matérias ao parlamentares.

O líder do governo, Zé Neto (PT), quer acelerar o processo, já que a tramitação se dá em regime de urgência, mas o líder da oposição, Reinaldo Braga (PR), acredita que será difícil a votação na quinta-feira, tanto pela dificuldade de quórum nesse dia como por manobras regimentais que a oposição poderá fazer.



Azi quer verdade dos números para negociar

Data: 27/02/2012
22:25:35

Em discurso na sessão de hoje, o deputado Paulo Azi disse que, para abertura de negociação, é “fundamental” que os secretários da Fazenda e da Administração compareçam à Casa “para revelar os números do governo que, segundo eles, impedem o atendimento das reivindicações da PM e dos servidores”.

A oposição, disse o parlamentar, entende que há folga orçamentária e na Lei de Responsabilidade Fiscal para conceder-se um aumento real aos funcionários, “porque os 6,5% anunciados são apenas reposição salarial”. Para ele, com o reajuste de 14,5% dado pelo governo federal ao salário mínimo, o funcionalismo baiano vai sofrer “mais um achatamento salarial”.

Sobre as GAPs IV e V, motivo da recente greve dos policiais, Azi disse que o governo poderia fazer a antecipação do pagamento, pois a folha de pessoal consumiu no ano passado 44% das despesas correntes líquidas. “O limite prudencial é de 46%. São dois pontos de diferença, o que significa uma folga de R$ 400 milhões” para uma despesa de R$ 170 milhões.



Lei limita governo, diz Gildásio

Data: 27/02/2012
22:22:56

Quem se pronunciou em defesa do governo foi o líder do PSD, Gildásio Penedo, que deu números um pouco diferentes: no ano passado, o impacto do pagamento de salários foi de “quase 46%”, o que levaria ao estouro do limite prudencial, por ele situado em 46,17%, caso as gratificações fossem pagas como deseja a oposição.

“O deputado Paulo Azi”, disse Gildásio, “sabe que a Lei de Responsabilidade Fiscal impõe limites” e que, portanto, não se trata de “falta de vontade política”, mas sim de restrição que o governador Jaques Wagner é obrigado a fazer “para não incorrer em improbidade administrativa”.



Velhos companheiros em campos opostos

Data: 27/02/2012
22:21:17

Em aparte, Paulo Azi disse julgar “um pouco estranho” que estivesse tendo de “debater em condições opostas” com alguém com quem passou “muitos anos comungando das mesmas ideias”. Era uma referência ao fato de que Gildásio, que está no quarto mandato, ter sido companheiro de bancada dele no extinto PFL e depois no DEM até o ano passado.

Azi reafirmou suas convicções quanto ao desinteresse do governo em atender aos servidores e policiais e, aproveitando um trecho da fala de Gildásio, declarou: “Numa coisa concordo com vossa excelência: o governo tem outras prioridades, mas precisa ter, da mesma forma, coragem para admitir”.



Temporários e ONGs levam uma baba

Data: 27/02/2012
22:19:57

No espírito do debate, o deputado Sandro Régis comentou matéria de A Tarde de hoje revelando que o governo gastou R$ 266 milhões no ano passado em pagamento de serviços temporários, contratados em detrimento da realização de concursos públicos.

“Isso é compra de votos direta, é o aparelhamento do Estado para fazer política para o PT. Por isso é que a Bahia perdeu seu lugar de liderança no Nordeste. Quando se fala em gestão na região, os exemplos são Pernambuco, Sergipe...”

Enquanto isso, segundo Régis, “com Jaques Wagner, a Bahia se tornou o Estado da violência, o Estado que paga R$ 1,2 bilhão a ONGs, o Estado que gasta R$ 600 mil por dia com propaganda e faz um edital para beneficiar os filiados a partidos e militantes sindicais”.



Deputado compara colega a jogador

Data: 27/02/2012
22:18:36

O deputado Carlos Geilson (PTN) foi outro a criticar o discurso do deputado Gildásio, dizendo que lhe lembrou o ex-jogador Bebeto, baiano, campeão mundial de futebol em 1994.

Inicialmente, para identificá-lo, Geilson disse “Bebeto Chorão”, aquele que, ao chegar a um novo clube, em lágrimas, “beijava a nova camisa, beijava o escudo”.

E fechou seu raciocínio afirmando que o hoje líder do PSD do vice-governador Otto Alencar era “líder do carlismo”, o que não se coadunava com sua posição atual.



Líder do PSD rejeita "lição"

Data: 27/02/2012
22:17:19

Se tinha passado ao largo de comentário de Paulo Azi, Gildásio não resistiu à investida de Geilson e recordou gestões do ano passado entre o partido do parlamentar feirense e o governo Wagner.

Ao propor que a discussão se dê “no campo das ideias”, disse que “o PTN esteve para ir para o governo, e ninguém sabe a razão de isso não ter acontecido”.

Depois de referir-se também ao questionamento discreto de Azi, Gildásio dirigiu-se a Geilson: “Vossa excelência nem ninguém têm condições de me dar lição sobre partido”.

Gildásio terminou explicando sua posição partidária como fruto de um “relacionamento pessoal e familiar” com o vice-governador Otto Alencar, por quem tem, “sobretudo, gratidão”.



Governistas apresentaram principais emendas

Data: 27/02/2012
22:15:51

A bancada da oposição tomou a providência que lhe cabia, mas não precisava: os deputados Capitão Tadeu e Sargento Isidório, do governista PSB, apresentaram emendas que modificam totalmente o projeto de lei de implantação de gratificações dos oficiais e praças da Polícia Militar.

O caso de maior repercussão é o do artigo 8º, que os deputados querem suprimir. Em última análise, dá ao superior hierárquico do militar a prerrogativa de dizer se ele tem ou não direito ao adicional, independentemente de atender aos requisitos objetivos para tal.

Outras emendas visam criar um mecanismo de correção das gratificações, estendê-las aos militares da reserva e, ainda, retroagir o pagamento da GAP V para dezembro de 2014. “O governador não pode fazer um acordo para que seu sucessor comece a pagar”, disse deputado Tadeu.



Líder pede "frieza" sobre o artigo 8º

Data: 27/02/2012
22:14:25

O líder do governo, Zé Neto (PT), tratou do artigo 8º em rápido encontro de corredor com o editor de Por Escrito. Disse que, “primeiro, numa democracia, têm de ser ouvidas as duas partes”, que é o que ele se dispõe a fazer na função que exerce, ressaltando que "nada é imutável, como já mostramos em várias ocasiões".

O debate é importante para “esclarecer o assunto”. De sua parte, informou que a matéria “passou pelo alto comando” da PM, “é uma questão que envolve hierarquia” e que, diante da greve que viveu o Estado, “as coisas devem ser avaliadas com frieza, tranquilidade e pé no chão”.



Simões anuncia prisão de policiais

Data: 27/02/2012
22:10:42

“O governador Jaques Wagner está plantando, e cuidado para não colher”, advertiu o líder do PMDB, Luciano Simões, ao dizer da tribuna que estavam sendo cumpridos 22 mandados de prisão contra policiais militares responsabilizados pela greve de 12 dias no começo do mês.

Acrescentou que foi “procurado por entidades de policiais militares, que criticaram o projeto”, causador, segundo ele, de “um ambiente ruim na tropa”, que poderia resultar numa “greve branca” – movimento de natureza intestina, sem decisão oficial e não declarado.

Para Simões, depois de “causar prejuízo ao Carnaval” por sua conduta frente à greve, o governador despreza o exemplo do Rio de Janeiro, “onde os grevistas foram soltos”, e do Ceará, cujo governo “concedeu anistia” aos militares.

Ele observou ainda que “os militares estão sendo tratados sem fundamento jurídico, pois o regulamento disciplinar da Polícia Militar está na Casa Civil do governo Estado desde 2000, em vez de ser mandado para a Assembleia Legislativa”.

 



Carece de explicação - ou não?

Data: 27/02/2012
08:46:16

É para dar risada a tese defendida tenazmente por certos jornalistas segundo a qual o prefeito João Henrique recuperou-se de sete anos de desgraça administrativa só porque saiu beijando a mulher no Carnaval.



Kertész ainda estaria trabalhando candidatura

Data: 26/02/2012
09:49:36

Fonte deste blog assegura que o radialista Mário Kertész “está participando de reuniões em altas rodas da política baiana”, não sendo descartável a hipótese de ele ainda vir a ser o candidato das oposições à Prefeitura de Salvador.

Ex-prefeito duas vezes, mas também com retumbantes derrotas eleitorais no currículo, Kertész tem consciência de que só haveria perspectiva de vitória com a união de DEM, PMDB e PSDB, contando ainda com a divisão governista.

Parece pacífico o fato de que Geddel Vieira Lima (PMDB) tem dificuldade para apoiar os deputados federais ACM Neto (DEM) e Antonio Imbassahy (PSDB), ambos adversários duros do governo Dilma Rousseff na Câmara.

Se Geddel, por outro lado, não apoia nenhum dos dois, deles não receberá apoio. Algo que dificilmente fará, assim como Imbassahy, é sair isolado, iniciativa mais apropriada a ACM Neto, que, mesmo assim, terá de fazer suas avaliações.

Esse quadro de impasse e indefinições cria uma nova perspectiva para Kertész, que, se chegar lá, terá apenas o trabalho, junto com os aliados, de reconstruir-se como candidato, pois a definição de seu nome despertará os mais impensados temas para o frigir da campanha eleitoral.



Votos a investigar

Data: 26/02/2012
09:47:12

Serão muito perscrutados os votos secretos dos três vereadores do PSD na próxima sessão da Câmara que julgará as contas de 2009 do prefeito João Henrique.

Especialistas se debruçarão em análise do resultado para deduzir como terão se comportado os liderados do vice-governador Otto Alencar, que os orientou pela rejeição.

As conclusões poderão ser úteis para as projeções sobre a futura – daqui a 11 meses – eleição para presidente da Assembleia Legislativa, onde o partido tem 12 cadeiras.



Números que seduzem

Data: 26/02/2012
09:45:03

Sendo verdadeiro que a aliança entre Otto e o governador Jaques Wagner é sólida e que o PT insistirá em suceder o presidente Marcelo Nilo, haveria a perspectiva de que a união PT-PSD somasse 26 votos no seleto colegiado, bastando, para a vitória, obter mais seis entre 37 deputados.

A votação será igualmente secreta, com o agravante de que controlar 12 é mais difícil do que controlar três. Conhecendo seu gado, Otto sabe se poderá fazer esse “pedido” ou se, fazendo-o, estará participando de uma operação que levará o governo a uma derrota.



Dançaram

Data: 26/02/2012
09:42:59

“Wagner sugere compensar os índios”, diz a imprensa, sobre proposta do governo do Estado de deslocar a área de reserva pataxó no Sul da Bahia para que a original permaneça ocupada por fazendeiros.

O governo diz que dará aos índios, no novo local, “escolas, postos de saúde, estradas e equipamentos agrícolas”.



E tome grana

Data: 26/02/2012
09:41:59

Sábado, 11h30, na Avenida Centenário, de um caminhão da Timmi Andaimes que carregava um posto da Sesp, possivelmente usado no Carnaval, caiu um pedaço da estrutura, por pouco não atingindo veículos que vinham atrás.

Por volta das 15 horas, um carro-pipa da Prefeitura com potente mangueira limpava laterais e teto do Túnel Américo Simas, esguichando sobre os carros verdadeira chuva de lama.

No acesso da Avenida Vale do Canela à Avenida Garibaldi, que ficou interditado recentemente para obras, foi feito um remendo, uma lombada absurda, capaz de jogar para cima um carro em maior velocidade.

São retratos da “Prefeitura de um novo tempo” de uma “cidade-sede do trabalho”, a qual, de fato, nos últimos anos, “dá pra ver que mudou” para pior.



Governo busca união em Juazeiro, diz Alcântara

Data: 26/02/2012
09:38:34

O subsecretário de Relações Institucionais, Pedro Alcântara, disse a Por Escrito que “o governo está trabalhando ativamente pela união de suas forças” em Juazeiro, onde o prefeito Isaac Carvalho (PCdoB) concorre à reeleição.

Essa aliança incluiria os grupos do prefeito, dos deputados Roberto Carlos (PDT) e Joseph Bandeira (PT) e do próprio Alcântara (PR), cuja mulher, Maria Gorete, é a atual vice-prefeita. “Hoje, a chapa é a mesma, e vitoriosa, mas nós podemos abrir mão para ampliar o leque”, afirmou.

Alcântara não acredita que o deputado Roberto, como se divulgou, tenha um “pré-acordo” com Joseph, achando apenas que ele faz “uma linha independente, é pré-candidato, o que não impede que todos conversem”.




Página Anterior    Próxima Página