Salvador, 23 de agosto de 2017

Votos ideológicos se encaminham para Hamilton

Data: 30/08/2012
10:51:27

O discurso do candidato a prefeito Hamilton de Assis (PSOL) lembra o que ele de fato é: um petista do passado, com teor ideológico, propostas politicamente avançadas, identificado com causas populares autênticas e, sobretudo, disposto a “combater as máfias” que tomam conta do dinheiro público.

Se Hamilton manteria tal postura no futuro, caso seu partido, assim como o PT, cresça e chegue ao poder – e ele for um dos seus grandes líderes –, não é caso para ter certeza. Mas as palavras convincentes que ele vem dizendo com propriedade e boa emoção no programa eleitoral certamente o levarão a ter na eleição mais votos que as pesquisas vêm prevendo.

A decepção que o PT causou em grande parte do povo brasileiro, que tem um símbolo na já confirmada condenação pelo Supremo, no caso do mensalão, de uma de suas figuras mais expressivas, não é forte o suficiente para matar no coração de uma sociedade o anseio por justiça social que permanece esquecido.



O Estado e seu papel de reduzir o abismo

Data: 30/08/2012
10:49:47

Hamilton mostra que conheceu e tem saudade do tempo em que o Estado prestava mais responsavelmente o serviço público, não havia sido tomado de assalto pela iniciativa privada, que tudo executa em seu nome, das grandes obras de engenharia à limpeza de sanitários das repartições, sempre com sacrifício do Erário e, muitas vezes, dos direitos trabalhistas.

Houve uma época no Brasil, mais antiga ainda que Hamilton, em que o empresariado nacional era fraco e descapitalizado, não podia participar de projetos como a Vale do Rio Doce, Eletrobrás, Petrobras e, mais recentemente, do sistema de telecomunicações enfeixado na Telebrás. Hoje, é proprietário de alguns desses empreendimentos e tem dinheiro na mão para comprar o que se oferecer.

Quando se fala em “solucionar os problemas do povo”, fala-se em tudo, menos no que realmente importa: a concentração de riqueza e o abismo social só aumentam no Brasil. Alguma fórmula efetiva deverá ser concertada não para equilibrar, mas para amainar a brutal diferença entre os termos dessa equação. Isso, hoje, é ideologia, e nela está o cerne do discurso do PSOL.



Voto útil

Data: 30/08/2012
10:47:52

Não deixa de haver, entretanto, o segmento dos “ideológicos tolerantes” – aqueles que, mesmo preservando antigos dogmas e princípios, vão, pragmaticamente, procurar um candidato que possa vencer e tirar Salvador desta triste quadra.



No jogo da memória se ganha e se perde

Data: 30/08/2012
10:47:10

O jogo eleitoral produz argumentos curiosos, como o elogio, por Mário Kertész (PMDB), à boa qualidade da memória do povo como um dos trunfos com que conta para o bom êxito na campanha, já que as pessoas, como se vê em seu programa, “lembram” de obras e serviços que ele realizou nas duas vezes em que foi prefeito.

Kertész desqualifica as propostas dos demais candidatos, tachando-as de “a mesma coisa”, no que vai ao encontro do pensamento do eleitor médio, que está – poderia dizer o próprio radialista com seu estilo – “de saco cheio” das promessas de sempre. E assim se coloca como o “diferente”, porque foi “um prefeito que provou que sabe fazer”.

A questão está em que memória serve para tudo, não para temas específicos, e, quando claudica, não falta quem queira reavivá-la. As tendências atuais não recomendam, mas, se preciso for, não há dúvida de que as administrações kertistas serão esmiuçadas e levadas a público.



Primeiro governo foi de ACM

Data: 30/08/2012
10:45:24

Aliás, essa condição – de duas vezes prefeito – é usada por ele para chamar a atenção para outro aspecto que atestaria a propalada competência do candidato: “Governei Salvador do lado do governo e na oposição”.

Não exatamente. A primeira gestão (1979-1981) foi indireta. Ele foi nomeado pelo governador Antonio Carlos Magalhães, também indireto, e mandava tanto quanto Antonio Imbassahy nos dois mandatos de prefeito que exerceu sob o carlismo, de 1997 a 2004.

A segunda, porém, de 1986 a 1988, para a qual foi eleito diretamente em aliança com a “esquerda”, será recordada como um desastre político e administrativo. Kertész teve um ano com o governador carlista João Durval e os dois restantes com Waldir Pires, que inclusive era seu correligionário no PMDB.



Um fracasso literalmente concreto

Data: 30/08/2012
10:43:40

Com a postura autoritária que transparece até na atividade diária no rádio, o então prefeito não soube liderar a parte que lhe cabia naquela aliança, destruindo-a e levando o partido, que controlava, a indicar Fernando José, eleito não pelo apoio do prefeito, mas pela popularidade de que desfrutava como radialista.

No governo em si, é emblemático que seu maior fracasso tenha sido numa área que até hoje é a grande dor-de-cabeça da cidade: o transporte público. O famigerado projeto do “bonde moderno” morreu, deixando em grandes avenidas apenas o dinheiro jogado fora das grandes estruturas de concreto abandonadas.



Eleitores para 2016

Data: 30/08/2012
10:42:10

Com a fixação no “combate às drogas e à violência”, ACM Neto (DEM) pode até atingir segmentos que lhe deem alguns votinhos, mas está assumindo compromisso que não poderá cumprir, e isso, como tudo em política, será cobrado no futuro, se for o caso.

A criminalidade é uma epidemia nacional, que não será controlada por remédios de uso tópico. No quadro atual, a criação da “Secretaria de Prevenção à Violência”, assim como a incorporação de dois mil agentes à Guarda Municipal, dá mais a ideia de cabide de emprego do que de solução.



Por uma educação de verdade

Data: 30/08/2012
10:41:09

Se o candidato quisesse mesmo contribuir decisivamente para o futuro social de Salvador, bastaria concentrar um esforço antes nunca visto na rede municipal de ensino, colocando a maior quantidade possível de recursos na preparação das novas gerações, o que, desgraçadamente no Brasil de hoje, é tarefa de combalidas prefeituras.

Precisamos de escolas com boas instalações, proposta pedagógica definida e eficaz, professores e funcionários satisfeitos e conscientes do seu papel. É indispensável despertar o interesse dos estudantes e suprir carências que eles vivem em seus lares pobres – alimentação, saúde, cidadania.

O prefeito que valorizar a educação sem a usar como moeda eleitoral ajudará de verdade a salvar seu povo e terá o prazer de ver uma transformação na perspectiva de oito anos, que equivalem a dois mandatos. Com essa iniciativa, não lhe faltarão votos para a reeleição.



CCJ aprova projeto sobre animais

Data: 30/08/2012
10:39:10

A Federação de Entidades de Defesa dos Animais (Febadan) festeja a aprovação, pela Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa, de projeto de lei do ex-deputado Javier Alfaya (PCdoB), relatado pelo deputado Carlos Geilson (PTN), estabelecendo, a cargo do Estado, medidas de proteção aos animais.

Assinada pela vice-presidente, Janaína Rios, nota da entidade, destaca o “caminho a percorrer nas demais comissões” e convida os ambientalistas toda a sociedade a trabalhar para que “a Bahia saia na vanguarda e tenha uma legislação própria e competente para direcionar ações que salvarão a vida de milhares de animais”.



Samba de uma nota só

Data: 30/08/2012
10:37:58

A propósito, um fato curiosíssimo, senão inédito, ocorreu na sessão da CCJ: o projeto foi aprovado com apenas um voto, do próprio Geilson. Os deputados Gildásio Penedo (PSD), Zé Raimundo (PT) e Alan Sanches (PSD) preferiram abster-se. O presidente Paulo Rangel (PT), regimentalmente, só votaria em caso de empate.



Causa espécie

Data: 30/08/2012
10:36:52

É inaceitável que os doutos ministros do Supremo Tribunal Federal usem amiúde expressão tão chula quanto “lavagem de dinheiro”. Sugerimos, para enriquecer seus votos e relatórios, as variações cultas “depuração de numerário” e “assepsia pecuniária”.



Pelegrino neutraliza crise na coligação

Data: 29/08/2012
12:39:39

O deputado Nelson Pelegrino assumiu ontem pessoalmente a tarefa de resolver a crise nascente em oito partidos de sua coligação, inconformados com a falta de amparo pela campanha majoritária: foi sozinho, sem assessores que pudessem interferir, ao encontro dos presidentes das legendas, e com eles teve uma reunião considerada “produtiva”.

Fonte deste blog disse que o candidato do PT a prefeito mostrou-se surpreso com as queixas apresentadas, e ao conhecer todo o quadro telefonou para coordenadores da campanha determinando providências com relação ao estúdio de gravação, à assessoria jurídica aos partidos e ao material gráfico.

O estúdio, situado na Avenida Manoel Dias da Silva, é, na descrição de um candidato a vereador, “um cacete armado calorento, cheio de poeira, sem cenário decente, sem maquiador e com iluminação ruim. A filmagem sai escura”. Algumas melhorias foram feitas de imediato, mas o compromisso de Pelegrino foi alugar uma nova produtora para o grupo.



Partidos já recebem assessoria jurídica

Data: 29/08/2012
12:37:30

Quando o assunto foi a falta de advogados para apoiar os partidos, Pelegrino viu que ele vai precisar dedicar a problemas administrativos tempo precioso que deveria ser empregado nas questões políticas e eleitorais próprias da campanha: nem seus assessores sabiam os nomes do advogados postos à disposição dos coligados.

“Ele ligou para a Santo Guerreiro (produtora), e logo indicaram quatro advogados, nós já conversamos com eles, até assinamos umas procurações para não ser aquele corre-corre na hora em que precisar”, disse a fonte.

Com relação ao material gráfico, a informação colhida pelo candidato, em nova ligação, foi de que estava pronto em São Paulo, mas sem recursos para o transporte. Foram tomadas as medidas necessárias e amanhã os cartazes e “santinhos” serão distribuídos aos partidos.



Candidato terá reunião semanal com aliados

Data: 29/08/2012
12:36:11

Nas palavras de presidentes de partidos, nota-se a mágoa pela discriminação que sofrem em relação a legendas mais poderosas da coligação, como PP, PDT, PSD e, claro, o PT. “Não é possível que seis partidos tenham carros de som e oito não tenham”, disse um deles.

Também esse problema terá resolução, prometida por Pelegrino. Mas ele pediu “um tempinho” porque “tudo será feito com contrato, dentro da lei, para evitar consequências, principalmente qualquer acusação sobre caixa dois”.

Os partidos rebelados – PSDC, PTC, PHS, PR, PTdoB, PRP, PMN e PTL – conquistaram uma vitória importante no seu objetivo de participar da campanha: toda semana, na sexta ou no sábado, Pelegrino se reunirá com eles na sede da agência Elite, que funcionará como uma espécie de comitê do grupo.



"Grandes" também apontam desorganização

Data: 29/08/2012
12:34:58

Vencida essa batalha, o candidato Pelegrino deve voltar sua atenção para reclamações que, embora sem movimentos contestatórios, ocorrem também em outros partidos da coligação. Representante de uma das legendas, digamos, privilegiadas resume a situação: “Ninguém dá atenção aos candidatos e partidos aliados”.

A fonte acha que a coordenação das atividades de uma campanha majoritária desse porte não pode ser diluída entre profissionais, por mais competentes que sejam: “Sentimos a carência de um interlocutor político de nível, pessoa nomeada para esse fim, como um senador, um deputado, um prefeito”.

Um erro fundamental que estaria sendo cometido é “apostar todas as fichas” no programa eleitoral na televisão, deixando “sem estrutura” os candidatos pequenos.

“Para que 600 candidatos, se eles não são estimulados?” – indagou, afirmando que caminhadas com Pelegrino são desmarcadas apenas uma hora antes, sem levar em conta o trabalho perdido na mobilização.



Próxima atração

Data: 29/08/2012
12:32:27

O deputado Adolfo Menezes (PSD) subiu à tribuna para criticar amplamente a administração de Salvador e o estado geral da cidade, definindo depois como “piada de mau gosto” o anúncio do prefeito João Henrique de que será candidato a governador em 2014.



Zé Neto recomenda "barba de molho"

Data: 29/08/2012
12:31:45

Festejando o que chamou de “a maior carreata de Feira de Santana”, realizada sábado, em apoio a sua candidatura a prefeito, o deputado Zé Neto (PT), líder do governo, advertia na num corredor da Assembleia Legislativa: “Quem tiver sua barba deixe crescer...”

Indagado sobre o motivo da sugestão, respondeu: “Pra botar de molho”, acrescentando que “a campanha está ganhando corpo e nada resiste ao bom debate. Nós já começamos a balançar os que estão em dúvida e os inseguros com o voto que darão”.

Zé Neto não se deixa abater com recente pesquisa do Ibope que apontou seu adversário José Ronaldo (DEM) com pelo menos 60 pontos percentuais de vantagem: “Tem de ter paciência para as pesquisas”, explicou.



Aparelho judiciário

Data: 29/08/2012
12:30:17

Num país em que ministro de tribunal superior vende sentenças e é condenado a uma polpuda aposentadoria não se pode mesmo esperar muito das instituições, por mais sagradas que sejam.

É o quadro traduzido na manchete da imprensa “Voto de ministros indicados por Dilma frustram Lula e PT”, numa referência à condenação de João Paulo Cunha pelos ministros Luiz Fux, Carmen Lúcia e Rosa Weber no julgamento do mensalão.

O voto dos ministros Ricardo Lewandovski e Dias Toffoli, pela absolvição, no entanto, não sofrem objeção dos petistas, muito menos do seu chefe-mor, que os nomeou, num inacreditável processo de aparelhamento do Supremo Tribunal Federal.



Little Brother

Data: 29/08/2012
12:28:59

Registra-se que em muitos gabinetes do poder – municipal, estadual e federal – os recebidos em audiência estão sendo instados a deixar com as secretárias os telefones celulares, cada vez mais apurados na tecnologia de gravar conversas.



Base de Otto quer candidatura ao governo

Data: 28/08/2012
10:56:34

O vice-governador Otto Alencar já admitiu sua pretensão, caso as circunstâncias favoreçam, de disputar uma cadeira no Senado em 2014, mas entre seus correligionários sobe a pressão para que seja o candidato à sucessão do governador Jaques Wagner.

Se, na época da eleição, Wagner ainda estiver na situação de desgaste que hoje ele próprio reconhece e tenta reduzir, é provável, como se comenta no meio político, que aprove a indicação de Otto, pois não teria condições para apresentar um nome de seu partido.

“O governador é bem menos radical que o PT e poderá convencer o partido, que não está bem na Bahia nem no Brasil, a abrir espaço para aliados”, opinou um observador da cena política, sendo prontamente contestado por outro: “Acho difícil Otto ser candidato sem trincar a base do governo”.

Entretanto, o reforço à primeira tese veio de bate-pronto: “Se Lídice não for candidata, ela prefere Otto, com quem conversa melhor. O PSB é forte na Bahia e no país, e Otto é grande amigo de Eduardo Campos” – governador de Pernambuco, presidente nacional do PSB e possível candidato à presidência da República.



Muita força e "nenhum arranhão" com Wagner

Data: 28/08/2012
10:54:01

A conversa vai ganhando outros interlocutores, entre os quais um que aponta “as vantagens” de Otto em relação ao pleito de 2010 – quando ele deu grande contribuição para a vitória de Wagner –, a começar pela sua condição atual de vice-governador e secretário da Infraestrutura.

O segundo estágio de poder de Otto é o PSD, partido forte nacionalmente e que ele fundou na Bahia, dando-lhe surpreendente expressão: é a segunda maior bancada na Assembleia, com 12 deputados, e a também a segunda na Câmara dos Deputados, com sete parlamentares, perdendo em ambos os casos apenas para o PT.

Finalmente, Otto é considerado líder de cerca de 70 prefeitos no Estado, podendo, nas eleições de outubro, eleger mais 60, não somente nos quadros do PSD, mas de outros partidos, atribuindo-se tal fato ao proverbial trânsito de que ele gozaria nas forças políticas.

Mas o trunfo maior do vice-governador, acima da “convivência tranquila” com os setores do governo, é a “excelente relação pessoal e política” com o governador Wagner. Um deputado do seu partido arriscou-se a dizer: “Não existe nenhum arranhão entre Otto e Wagner”.



Um mandato para o governador

Data: 28/08/2012
10:52:16

Outras considerações dos “especialistas”: Wagner pensaria duas vezes antes de permanecer no cargo até o último dia e não ter mandato eletivo pelos quatro anos seguintes. E só se estivesse muito forte para, mantendo-se governador, convencer Otto a renunciar e disputar qualquer eleição.



Daniel Gomes deixou histórias

Data: 28/08/2012
10:51:30

O falecimento, aos 86 anos, do ex-deputado Daniel Gomes, que foi sepultado sábado em Itabuna, trouxe à memória dos mais antigos alguns momentos de folclore político que ele protagonizou na Assembleia Legislativa entre 1975 e 1989, onde chamava os traidores de “Judas Carioca”.

Integrante do MDB da luta contra o regime militar, um dia, após fazer duro discurso contra o governador Antonio Carlos Magalhães, provocou seu filho deputado Luís Eduardo – “E aí, gostou?”  –, sendo contemplado com um chute na canela e tendo mandado buscar no gabinete “a pasta com o 38”, que não chegou a usar.

Adversário do então governador João Durval, alugou um avião para sobrevoar a obra da barragem de Pedra do Cavalo e depois anunciar: “Êta cavalinho para comer milho!”

Uma das mais brilhantes reservou para o colega Jayro Sento Sé, a quem chamava invariavelmente de “Santo Sé”. Quando, após muitos anos, pela primeira vez se referiu a ele pelo nome correto, foi aplaudido pelo plenário, dando a explicação: “É que eu estive lá na região dele e vi que ele não é santo coisa nenhuma”.



Sapateiro luta pela Câmara

Data: 28/08/2012
10:49:54

Servidor do setor de limpeza da Assembleia Legislativa, o popular Sapateiro lança-se a uma cadeira na Câmara Municipal pelo PSL e já está distribuindo os “santinhos”. Sua área de atuação concentra-se na Madragoa, Leblon, Baixa do Petróleo e Mangueira, onde faz certeiro discurso.

“Leblon no Rio é área nobre, aqui é área pobre. Esses locais da Cidade Baixa votam em toda eleição e não recebem nada em troca. Vamos aguardar mais quatro anos ou achar nossa própria solução?” – pergunta, anunciando a formação do “time do Sapateiro”.

O candidato sabe que vai encontrar “contestação” em sua campanha, mas promete ser “humilde com todos e conclamar a massa a lutar para ampliar a rede de assistência”. Se for eleito, vai montar o “gabinete do popular Sapateiro, um grande guerreiro”.



Pelegrino recebe amanhã partidos insatisfeitos

Data: 27/08/2012
20:53:51

Os partidos da coligação de Nelson Pelegrino (PT) que não estão gostando do tratamento que vêm recebendo na campanha terão amanhã um encontro com o candidato, na tentativa de superar o impasse.

À reunião da tarde de hoje, anunciada mais cedo por este blog, compareceram os oito presidentes das legendas rebeladas, que elaboraram uma pauta de reivindicações e designaram uma comissão para discuti-la com Pelegrino.

“Estamos querendo resolver o problema, mas também não podemos esperar indefinidamente”, disse uma fonte, revelando que o movimento ganhou a adesão do PRTB. “Eles são da coligação de Da Luz, mas os que estão com Pelegrino têm acordo para receber o material da campanha dele”.



Vereador Alemão apelou até para Pinheiro

Data: 27/08/2012
20:52:04

Indagado sobre sua possível participação na reunião, o vereador Alemão (PRP), que esteve hoje na Assembleia Legislativa, disse que já está fora da candidatura Pelegrino “há muito tempo”, pela mesma razão agora levantada em conjunto: falta de cumprimento do compromisso de apoio material na campanha.

Alemão respalda sua queixa num discurso objetivo: “Faço parte do grupo do senador Pinheiro. Dei a ele 6.800 votos na 16ª Zona, onde tive 7.600 em 2008 e agora estou indo para 10 mil. Eu sou vereador, trabalhei de graça para eles. Pedi até a interferência de Pìnheiro, mas nada foi resolvido”.



Arrecadação está difícil, diz Rosemberg

Data: 27/08/2012
20:51:05

O deputado Rosemberg Pinto (PT) disse hoje a Por Escrito que a campanha do deputado Nelson Pelegrino está enfrentando “dificuldades muito grandes de arrecadação de recursos”, e que “é natural que ocorram situações assim em grandes coligações”.

Destacando o “perfil de distribuição equitativa” do material de campanha entre os aliados, Rosemberg garantiu que tudo será resolvido a contento: “Nelson é habilidoso, vai conversar com todo mundo, e logo tudo isso estará superado”.



Projeto da Agersa ainda na pauta

Data: 27/08/2012
20:49:37

A sessão desta segunda-feira da Assembleia Legislativa não chegou a ser aberta. Apesar de 37 presenças registradas no painel, somente quatro parlamentares se encontravam no plenário.

O deputado Gildásio Penedo (PSD) ia dar início aos trabalhos, assistido por Carlos Geilson (PTN), Sargento Isidório (PSB) e Maria del Carmen (PT). Mas Isidório pediu verificação de quórum, impedindo a instalação.

Para a terça-feira, quando tradicionalmente ocorrem as votações, está na pauta apenas o velho projeto de criação da Agersa, a Agência Reguladora do Saneamento Básico do Estado da Bahia.



Ibope vê liderança de Drª Tânia em Jequié

Data: 27/08/2012
20:48:29

Pesquisa do Ibope sobre intenções de votos para a Prefeitura de Jequié, registrada no TRE sob o número 0084/2012, dá ampla vantagem à candidata Drª Tânia (PP), com 65% na consulta estimulada.

Seu principal competidor é o deputado Euclides Fernandes (PDT), com 12%, seguindo-se Dr. Fernando (PV), com 5%. Brancos e  nulos somaram 6%, enquanto não responderam ou não sabem 12% da amostragem de eleitores.

O Ibope investigou também os níveis de avaliação da gestão do prefeito Luiz Amaral (PMDB), que foi desaprovado por 84% da população contra 12% que o aprovam. Quatro por cento não responderam ou não souberam avaliar.



Fazendários querem respostas aos seus pleitos

Data: 27/08/2012
20:46:49

Informe publicitário


Os fazendários baianos estão em estado de mobilização e aguardam as respostas do governo à pauta de reivindicações. A categoria quer do executivo o mesmo tratamento dado a outras categorias, que já negociaram seus pleitos.

Os fazendários vêm promovendo, anualmente, um incremento de 10% na arrecadação de ICMS. No primeiro semestre de 2012, mesmo com a crise econômica e a seca, o crescimento foi de 5% real, o que permitiu quase R$ 400 milhões de folga no caixa, acima da meta.

Os fazendários não querem tratamento especial e sim respeito à Constituição do país. A categoria quer reconhecimento e justiça pelos serviços que prestam ao estado.

Os fazendários estão dispostos a garantir avanços nas negociações e por isso convocaram reunião de seu Conselho Sindical para o dia 30 de agosto, promoverão a manifestação "Primavera na Sefaz", no CAB, em 21 de setembro e, em seguida, realizarão uma assembleia para aprovar novos encaminhamentos da luta.


A Diretoria Executiva



Coligação de Pelegrino pode perder oito partidos

Data: 27/08/2012
10:18:27

Reunião a ser realizada logo mais, às 14 horas, na agência de propaganda Elite, definirá o rumo de oito partidos da coligação do candidato do PT a prefeito de Salvador, Nelson Pelegrino. Os presidentes municipais se dizem insatisfeitos com o tratamento que vêm recebendo dos aliados.

“A falta de atenção é total, prejudicando 340 candidatos a vereador, que estão sem a estrutura prometida, como carro de som e material gráfico”, queixou-se a Por Escrito o presidente de uma das legendas, relatando os caminhos que podem ser tomados se não houver uma solução imediata.

“Vamos ver até se podemos anular as convenções. Se não for possível, a tendência é concorrer com nossa chapa proporcional, sem apoiar nenhuma candidatura majoritária. Vamos cuidar de eleger nossos vereadores e depois negociar com o prefeito eleito”, afirmou.

Não está descartada, entretanto, a possibilidade de, informalmente, os partidos decidirem por apoiar outro candidato, e nesse caso as alternativas seriam Mário Kertész (PMDB) ou ACM Neto (DEM), afastadas as demais hipóteses.

Os oito partidos rebelados, que contribuem com mais de três minutos para o tempo de TV de Pelegrino, são os seguintes: PSDC, PTC, PHS, PR, PTdoB, PRP, PMN e PTL. “Estamos a ver navios, mas eles correm o risco de perder 340 guerreiros lutando nas ruas”, enfatizou a fonte.



Juiz suspende inserção do "eu disse sim"

Data: 26/08/2012
11:24:46

A propaganda da coligação do candidato Nelson Pelegrino (PT) que mostra o adversário ACM Neto (DEM) repetindo a frase “eu disse sim a João”, enquanto cenas de descaso e abandono de Salvador são exibidas, deverá “cessar imediatamente”, segundo liminar deferida ontem pelo juiz Eduardo Afonso Maia Caricchio, da 12ª Zona Eleitoral.

A determinação do magistrado, segundo consta em seu despacho, baseia-se no artigo 45 da Resolução 23.370/2011 do Tribunal Superior Eleitoral, que veda o uso de “trucagem, montagem ou outro recurso de vídeo que, de alguma forma, degradem ou ridicularizem candidato...”



Eures tem nome consolidado na Lapa

Data: 26/08/2012
11:07:53

Os números apontados pelo instituto Seculus para as eleições de prefeito em Bom Jesus da Lapa confirmam o que já era um sentimento consolidado no meio político: a provável vitória do deputado Eures Ribeiro (PV).

Caso o prognóstico da pesquisa se realize em outubro, haverá uma mudança na Assembleia Legislativa: assumirá o mandato de deputado estadual o primeiro suplente do PV, Marquinhos Viana.

Curioso é que Marquinhos já deveria ter sentado na cadeira, pois Eures iria licenciar-se para cuidar melhor da campanha.

Mas, ouvindo uma velha águia do parlamento, recuou, por temer que o prefeito Roberto Maia e seu irmão, o deputado Arthur, ambos do PMDB, aproveitando-se do curto período sem imunidade parlamentar, resolvessem lhe aprontar uma.



Quase o triplo das intenções de voto

Data: 26/08/2012
11:05:49

Eures teve 59% das intenções de voto na pesquisa, que foi registrada no TSE, batendo de longe seu principal competidor, Moizés Barbosa (PDT), que alcançou 22%, enquanto Edvaldo Araújo (PSB) e Edmar Mateus (PTC) aparecem com 4% e 3,6%, respectivamente.

A lista de candidatos não traz o vice-prefeito Hildebrando Ferreira, que, mesmo sendo do PT, era o nome preferido pelos Maias. Entretanto, os petistas decidiram coligar-se com o PV, tanto no pleito majoritário quanto no proporcional.



Deputado quer pagamento a demitidos

Data: 26/08/2012
10:16:24

Mais uma semana vai começar com o impasse em relação a cerca de 800 demitidos da área da saúde após a saída do Instituto Sócrates Guanaes da administração do Hospital da Criança de Feira de Santana.

Segundo o deputado Carlos Geilson (PTN), que denunciou o não-pagamento dos direitos trabalhistas dos servidores , a Secretaria da Saúde disse que a culpa é do instituto, que, por sua vez, alega que o Estado ainda lhe deve parcelas do contrato.

"Não há como negar a responsabilidade da Sesab nessa questão", afirmou Geilson, acrescentando que "quem trabalha que receber o que lhe é dervido". 



Brincando com coisa séria

Data: 26/08/2012
10:08:24

“À mulher do rei não basta ser séria, ela tem de parecer séria”, reza um dito milenar sobre o qual não refletiu a deputada Cláudia Oliveira (PSD) ao afirmar, em vídeo, que ficaria com metade do dinheiro público a ser investido numa hipotética obra.

Passados tantos séculos, precisamos retirar o caráter machista da frase, porquanto a seriedade – não a conduta feminina casta, e sim a austeridade no exercício do poder - é obrigação elementar de homens e mulheres.

Entretanto, à deputada deverá ser reafirmado: mesmo nos momentos de descontração familiar, serão sempre descabidas “brincadeiras” que sugiram apologia da corrupção, especialmente por detentores de mandato eletivo.



Anticampanha na rede

Data: 26/08/2012
10:07:18

O candidato Mario Kertész tem a estranha capacidade de atrair ataques cibernéticos. No início da campanha, uma página que fazia críticas a suas administrações passadas foi tirada da rede por decisão do TRE.

Algum tempo depois, nova fanpage – como são chamadas – havia sido lançada, tendo sido igualmente derrubada, desta vez por um critério do Facebook a partir do número de denúncias feitas contra uma página.

Mas a turma não desiste, e eis que, além de fanpage, agora foi criado também um blog, cujo endereço é testadoereprovado.com. Embora seja difícil a suspensão de um “ponto com”, a área jurídica de Kertész já está se movimentando.



Ao chefe com carinho

Data: 26/08/2012
10:05:13

Da imprensa: “Reginaldo Leme aposta na vitória de Cacá Bueno”. E ele que não apostasse.



Obra virtual anunciada para o Litoral Norte

Data: 25/08/2012
14:41:52

O governante está no seu “papel” de enrolar o eleitor e o contribuinte, mas a imprensa deveria estar mais atenta na hora de assumir certas notícias, especialmente quando estamos a pouco mais de um mês de eleições.

A observação decorre do anúncio, pelo governador Jaques Wagner e pelo senador Walter Pìnheiro, de mais uma “obra” na Bahia, desta vez o contorno de Lauro de Freitas.

Repete-se a história dos mapas coloridos, articulações viárias as mais desengarrafantes na computação gráfica, e mais uma “via expressa” encanta os olhos dos emotivos baianos. Que tendem a não engolir mais esse reggae.

Os atrativos: a nova avenida vai ligar a BA-526 à Linha Verde. Serão 11 quilômetros em pista dupla, cada uma com duas faixas, separadas por canteiro central. O dinheiro já está garantido – R$ 160 milhões do BNDES.

O arremate: “A estimativa é de que a licitação saia ainda este ano e que as obras sejam iniciadas em 2013”. O que pode significar, com a máxima credulidade e boa vontade, até meia-noite de 31 de dezembro do próximo ano.



Prato feito

Data: 25/08/2012
14:39:33

Em vez de referendar conversas dessa natureza na boca da eleição, a prefeita Moema Gramacho (PT) teria medida prioritária a tomar: questionar na Justiça Eleitoral o fato de o radialista Raimundo Varela falar mal de sua gestão e depois sugerir à população de Lauro de Freitas que “não vote no candidato dela”, “vote em outro” e similares.




Página Anterior    Próxima Página