Salvador, 23 de agosto de 2017

Assembleia aprova Planserv. Oposição tem 20 votos

Data: 31/08/2011
23:59:17

Acaba de ser aprovado pela Assembleia Legislativa o projeto do Planserv. Foram 39 votos a favor e 20 contra. Os números indicam que a oposição teve cinco votos acima do esperado.

Não votaram os deputados Aderbal Caldas (PP), internado com problemas de saúde na noite de hoje, Gildásio Penedo e Rogério Andrade, estes futuros integrantes do futuro PSD, mas ainda vinculados ao DEM, e Marcelo Nilo, que, como presidente, só vota em caso de empate.



Missão impossível

Data: 31/08/2011
23:10:23

Angelical, apesar do seu tamanho, o deputado Sandro Régis (PR) acaba de discursar: “Senhor presidente, eu volto a esta tribuna para tentar amolecer o coração da bancada do governo”. Duvida-se muito que vá conseguir, mas valeu a boa intenção.

Sandro foi o terceiro a fazer encaminhamento de votação. Antes dele, o deputado Bruno Reis (PRP) propôs até inviabilizar a prova de stock car, domingo, no Centro Administrativo, para chamar a atenção para a questão do Planserv.



Votação do Planserv entra no encaminhamento

Data: 31/08/2011
22:59:44

A sessão do Planserv continua na Assembleia Legislativa. Foi iniciado agora o encaminhamento da votação. Cada líder tem cinco minutos para falar, enquanto os demais deputados têm dois minutos e meio. No momento, ocupa a tribuna o líder do PSC-PTN, Targino Machado.



PM esvazia só metade das galerias

Data: 31/08/2011
20:10:48

Está normalizada a situação da Assembleia Legislativa. A Polícia Militar conseguir retirar os manifestantes da galeria superior, mas os que estavam na inferior foram protegidos por deputados da oposição e lá permaneceram.

O deputado Elmar Nascimento (PR) informou que “houve um acordo com o coronel” para não retirar o público, que não está mais prejudicando com gritos o andamento da sessão. O presidente Marcelo Nilo aparentemente conformou-se com a solução e segue na presidência dos trabalhos.

A oposição continua fazendo obstrução, isto é, discutindo a matéria tanto quanto o Regimento lhe permite. Há pouco usou a tribuna o líder Reinaldo Braga (PR) e agora está falando o deputado Paulo Azi (DEM). A expectativa agora é de que a votação do projeto do Planserv só ocorra após as 23 horas.



Nilo manda esvaziar galerias e público resiste

Data: 31/08/2011
19:34:14

Instalou-se a confusão na Assembleia Legislativa, com a determinação do presidente Marcelo Nilo de mandar esvaziar as galerias após uma vaia dirigida ao líder do governo, Zé Neto.

Imediatamente os deputados da oposição subiram ao andar térreo e ocuparam as galerias para evitar a retirada. Servidores públicos que estavam na Casa rumaram para a porta das galerias para bloquear a saída dos colegas.

A sessão foi suspensa por 30 minutos, mas foi reaberta com menos de dez minutos. Os policiais militares entraram nas galerias e está se desenrolando uma negociação para ver que solução será dada ao impasse.

O presidente já havia ameaçado a evacuação desde cedo, por causa de manifestações contra deputados. A sessão estava sendo presidida pelo deputado Álvaro Gomes, que não estava conseguindo convencer o público a fazer silêncio.

O deputado Marcelo Nilo, que estava em seu gabinete, desceu e logo ao assumir a cadeira deu a ordem para o esvaziamento das galerias, provocando a reação dos oposicionistas.



Fim da sessão previsto para as 22 horas

Data: 31/08/2011
18:32:52

Oito deputados estão inscritos para discutir o projeto do Planserv, após o deputado Leur Lomanto Junior, que ocupa a tribuna neste momento. Como cada um tem 20 minutos para o pronunciamento, estima-se que a sessão poderá se desenrolar ainda cerca de três horas antes da votação.

Cinco dos inscritos são da oposição: Luciano Simões (PMDB), Sandro Régis (PR), Paulo Azi (DEM), Coronel Gilberto Santana (PTN) e Carlos Geilson (PTN). Os demais são os governistas Alan Sanches (PMDB), Capitão Tadeu (PSB) e Euclides Fernandes (PDT).

O deputado Tadeu adiantou que poderá desistir de sua fala, já que, em pronunciamento anterior, apresentou sua posição sobre o assunto. O líder do governo, Zé Neto (PT), disse que pedirá a seus liderados que usem menos que os 20 minutos regimentais para acelerar o processo de votação.



Oposição segue obstruindo

Data: 31/08/2011
17:29:23

Continua a obstrução oposicionista na Assembleia Legislativa. Agora é o deputado Targino Machado quem faz uso dos 20 minutos regimentais para discutir o projeto.

Há deputados do governo, segundo ele,  que vão votar favoravelmente por medo de represálias do governo em suas bases e de perder empregos que têm em órgãos públicos.

O líder do governo, Zé Neto, acaba de fazer um pedido de prorrogação da atual sessão pelo tempo de 600 minutos, tendo o deputado Luciano Simões solicitado verificação de quórum de votação - 32 deputados.

O deputado Paulo Rangel fez questão de ordem para solicitar aos deputados da base que compareçam ao plenário para a verificação de número.



Planserv vai a votação no plenário

Data: 31/08/2011
17:03:10

O projeto de mudança do Planserv acaba de ser colocado em discussão para votação. O primeiro a se pronunciar é o deputado oposicionista Elmar Nascimento.



Presidente chama votação nas comissões

Data: 31/08/2011
17:00:33

O presidente Marcelo Nilo acaba de colocar em votação o parecer do relator ao projeto do Planserv no âmbito das comissões, mas cedeu questão de ordem ao deputado Elmar Nascimento (PR), que acusa o governo de ter usado os contracheques dos servidores e a situação do Planserv na campanha eleitoral e agora não cumpre os compromissos assumidos. Elmar pediu verificação de quórum, com chamada nominal dos deputados das comissões.

Os governistas responderam bem a essa primeira prova: foi registrado quórum nas Comissões de Constituição e Justiça, de Defesa do Consumidor e Relações de Trabalho, de Finanças, Orçamento, Fiscalização e Controle e de Educação, Ciências e Tecnologia e Serviço Público.



TV Assembleia está no ar

Data: 31/08/2011
16:51:45

Após a conclusão da leitura do parecer, o deputado Bruno Reis (PRP) subiu à tribuna para dizer que a TV Assembleia só está funcionando internamente, no que seria uma tentativa de impedir que o funcionalismo público acompanhe a sessão. Ele teria recebido a notícia pelo twitter.

Reis pediu que a sessão seja suspensa até verificar se há um problema técnico com a emissora. Por Escrito checou a situação com uma residência fora do Centro Administrativo e constatou que a TV Assembleia está no ar, através do canal 16 da operadora SimTV.



Relator lê parecer

Data: 31/08/2011
16:44:17

Neste momento, o relator do projeto do Planserv, Nelson Leal (PSL) está lendo seu parecer da tribuna da Assembleia. A depender da postura que adotar a oposição, o projeto poderá ser votado a qualquer momento.

Uma das mudanças do projeto é a mudança de 22% para 40% da contribuição do cônjuge sobre o valor pago pelo titular. Em compensação, quando marido e mulher pagam ambos 100% da contribuição, um deles terá a redução para 40%. 



Sem enquadramento

Data: 31/08/2011
16:43:18

A deputada Graça Pimenta (PR) fez pronunciamento contra o projeto do Planserv. Um assessor de deputado governista perguntou na tribuna de imprensa: “Será que Tarcízio não enquadrou a mulher? Vem para a base e deixa ela votar contra?"

Era uma referência ao prefeito de Feira de Santana, Tarcízio Pimenta, que militou no PFL e DEM durante grande parte do carlismo e há pouco tempo mudou-se para o PDT.



Caladinho

Data: 31/08/2011
16:41:29

O deputado Leur Lomanto Junior (PMDB) criticou a falta de debate causada pela determinação do governo de derrubar as sessões para aprovar mais rapidamente o projeto do Planserv. O petista Paulo Rangel, que parece ter sido escalado hoje para rebater as bolas lançadas sobre a área governista, bradou: “Vossa excelência, quando era da base do governo Wagner, viu várias manobras dessas, que são regimentais, e ficou caladinho”.



Nilo ameaça inquérito contra quebra de decoro

Data: 31/08/2011
16:05:59

O clima ficou pesado há poucos momentos na Assembleia Legislativa. O deputado Targino Machado exibiu um saco de moedas, sugerindo que os deputados do governo estavam “comprados” para aprovar o projeto do Planserv e disse que seriam “canalhas” os que votassem a favor.

O deputado Paulo Rangel protestou energicamente e disse que canalha era Targino, o qual esclareceu que houve um mal-atendido. “Já recambiei o saco de moedas. Quanto ao suposto xingamento, o que disse é que a população nos chamaria de deputados-canalhas se o projeto vier a ser aprovado”.

As galerias se manifestaram, obrigando o presidente Marcelo Nilo a ameaçar com o esvaziamento. Nilo pediu calma aos deputados e disse que se algum que se sinta ofendido fizer uma representação à presidência, ele, havendo fundamento, solicitará abertura de inquérito para apurar eventual quebra do decoro parlamentar. 



Galerias e corredores lotados na Assembleia

Data: 31/08/2011
15:26:03

Servidores públicos ocupam corredores e galerias da Assembleia Legislativa acompanhando a sessão de votação do projeto do Planserv. Como deram gritos em reação a discursos de deputados no plenário, o presidente Marcelo Nilo pediu que se comportassem como manda o Regimento. O público não pode manifestar-se, mas tem sido tolerado quando se limita a aplaudir deputados.



Estratégia do governo derruba sessão

Data: 31/08/2011
15:22:16

Com pedido verificação de quórum do deputado Paulo Rangel (PT), caiu a sessão ordinária da Assembleia e foi iniciada a primeira sessão extraordinária, confirmando a estratégia do governo de derrubar três sessões consecutivamente para acelerar a votação do projeto do Planserv.

Rangel reagiu, sem citar-lhe o nome, ao deputado Targino Machado, que teria chamado o governador Jaques Wagner de “torpe e vil”. O deputado petista disse que “torpe e vil é a linguagem que esse deputado vem usando neste Parlamento”.



Leur cobra fidelidade

Data: 31/08/2011
15:21:22

Em inflamado pronunciamento agora há pouco, o deputado Leur Lomanto Junior exigiu que os seis deputados do PMDB votem contra o projeto do Planserv. Como se sabe, os deputados peemedebistas Temóteo Brito, Ivana Bastos e Alan Sanches estão de malas prontas para ingressar no PSD. A fala de Leur soou como uma ameaça de processo caso ocorra infidelidade partidária.





Começa sessão que votará o Planserv

Data: 31/08/2011
14:49:15

Acaba de ser iniciada a sessão da Assembleia Legislativa que discutirá o projeto do Planserv. O painel eletrônico do plenário registra a presença de 50 deputados. O governo já tem o parecer concluído, mas a oposição anuncia cerrada obstrução.

O líder do PSC-PTN, Targino Machado, confirmou que a bancada governista usará recursos regimentais para reduzir ao máximo a discussão e promover mudanças “que nem ACM, que era Malvadeza assumido, teve coragem de fazer".

Irado, o parlamentar disse a Por Escrito que os deputados que aprovarem o projeto serão “verdadeiros canalhas, lambe-botas do poder, que estão com a boca cheia de benesses e dinheiro”. Ele atacou a Casa, que, segundo disse, “gasta R$ 300 milhões por ano e tudo que produz vai para o lixo”.



Parecer do Planserv fechado com mudanças

Data: 31/08/2011
14:39:46

Numa tumultuada reunião ocorrida no salão nobre da Assembleia Legislativa, em que os servidores foram hostis com o líder do governo, Zé Neto (PT), finalmente foi fechado o parecer que o relator Nelson Leal (PSL) apresentará logo mais na sessão que apreciará o projeto de reformulação do Planserv.

Apesar das divergências, diversos avanços ocorreram em relação à proposta original. As consultas passaram de dez para 12 por ano, os exames laboratoriais e outros poderão chegar a 30 por segurado e os atendimentos de emergência saíram de seis para dez.

Outra mudança destacada pelo deputado Nelson Leal foi a passagem de cinco para oito procedimentos de alta complexidade, além do aumento da faixa etária para 12 atendimentos pediátricos por ano. Antes, o limite era dois anos de idade e agora serão contempladas crianças até 12 anos.



Wagner muda data do edital do metrô

Data: 31/08/2011
09:57:40

Em 8 de agosto, quando anunciou o metrô da Avenida Paralela como o modal do transporte de massa de Salvador, o governador Jaques Wagner disse que o edital sairia em “40 a 45 dias” para que a obra fosse iniciada ainda este ano.

Na pior das hipóteses, portanto, o edital seria publicado no dia 17 de setembro, como temos lembrado. Mas ontem, em conversa com jornalistas, o governador referiu-se ao “final de outubro”, o que já dá uma diferença de mais de um mês.

O empreendimento pode ser definido como uma megaconstrução. São 22 quilômetros de trilhos em áreas de tráfego intenso e no canteiro central da principal avenida da cidade. Numa época de ferrovias, vias urbanas, portos e até passarelas que não se concluem, é lícito questionar.



Unanimidade realçou Poder Legislativo

Data: 31/08/2011
09:55:39

A aprovação do projeto de privatização dos cartórios pela unanimidade dos 61 deputados que votaram na sessão de ontem foi uma afirmação política de alta relevância da Assembleia Legislastiva.

O Tribunal de Justiça encaminhou à Casa um projeto que, além de corporativista, não contemplava o interesse público com relação à qualidade e eficiência do serviço.

Houve um choque entre Poderes, do qual só poderia sair mesmo vitorioso aquele que, sendo exercido de forma plural, respalda-se também na vontade popular.



Prestígio

Data: 31/08/2011
09:54:43

Impossível deixar de registrar a sequência de elogios dirigidos ao relator do projeto dos cartórios, Zé Raimundo (PT), por destacados deputados da oposição, como o líder do PMDB, Luciano Simões, Elmar Nascimento (PR) e Carlos Geilson (PTN). Tratando-se de um petista, é caso inédito.



Interlegis faz oficina na Assembleia

Data: 31/08/2011
09:53:44

Iniciada segunda-feira, será encerrada hoje a oficina de comunicação legislativa que está sendo realizada na Assembleia pelo Interlegis, com a participação de dez câmaras municipais do Estado, inclusive a de Salvador. Os servidores estão sendo treinados para implementar ou aperfeiçoar a área de comunicação social das câmaras.

O Interlegis é um órgão da estrutura do Senado Federal que atua em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento e sua missão, segundo o diretor-executivo, Haroldo Tajra, é “colaborar para a modernização e integração dos legislativos brasileiros, em todo os níveis”.

Realizado no Plenarinho, o evento teve o apoio da Diretoria de Tecnologia da Informação. O diretor Armando Veloso explicou que é a área que administra o Interlegis na Assembleia. Entre outros temas abordados, destacou comunicação integrada, jorrnalismo legislativo e publicidade institucional.



Servidor não tem força para barrar Planserv

Data: 31/08/2011
09:01:59

A sucessão de reuniões que o líder Zé Neto (PT) vem promovendo desde a semana passada com entidades sindicais demonstra que o funcionalismo público, ao menos por suas cúpulas, não concorda com as mudanças no Planserv. O governo alega que elas são necessárias para combater os abusos na utilização e se justificam pela ampliação da rede de atendimento e maior oferta de serviços.

Com institnto de sobrevivência, a oposição pintou para a opinião pública um quadro mais grave do que o real, conseguindo despertar preocupação entre os segurados do plano. Mas a mobilização dos servidores não tem sido eficaz para barrar complemente as mudanças, apenas dá ao governo a oportunidade de fazer “concessões democráticas”.

Deputados da minoria tentam provocar as entidades do funcionalismo para mais uma tentativa contra o projeto. Entretanto, é um dos ícones do movimento sindical, o professor Rui Oliveira, quem critica acidamente a falta de ação de seus pares. Tudo indica que hoje, após mais uma dura batalha verbal na Assembleia Legislativa, o governo passará sem problemas seu rolo compressor.



Aprovada a privatização dos cartórios

Data: 30/08/2011
20:26:50

A Assembleia Legislativa acaba de aprovar, por unanimidade, o projeto de lei que privatiza os cartórios extrajudiciais na Bahia. O projeto seguirá para apreciação do governador do Estado, que terá 15 dias úteis para sancioná-lo, vetá-lo parcial ou integralmente ou ainda devolvê-lo para promulgação do presidente da Assembleia.

Como estava previsto, os deputados decidiram pela privatização total dos cartórios, dando direito de opção aos tabeliães e criando o fundo de compensação para sustentação das unidades deficitárias no valor de 23% da arrecadação global do sistema. Dois por cento foram destinados para a Defensoria e 75% ficarão para a remuneração dos cartórios.



Planserv ocupa sessão dos cartórios

Data: 30/08/2011
16:06:35

Apesar de o dia estar destinado à discussão e votação do projeto dos cartórios, é o do Planserv que está ocupando o tempo dos parlamentares, especialmente de oposição. Os deputados Bruno Reis (PRP) e Carlos Geilson (PTN) fizeram discursos duros, repisando os prejuízos que ele acham que os segurados terão com as mudanças.

O clima esquentou quando o deputado Paulo Azi (DEM) disse que o governo, que só responderia por 30% dos recursos do Planserv, está tentando fazer com que os segurados assumam todos os custos e previu a elevação da contribuição “em mais de 100%”. O líder do governo, Zé Neto (PT), interrompeu o orador, afirmando e repetindo: “Você não leu o projeto!”.

Foi necessária a intervenção do presidente Marcelo Nilo para garantir a palavra a Azi, que afirmou entender “o nervosismo” de Zé Neto: “Sua carreira política foi forjada na luta ao lado do funcionalismo, a agora, para servir ao rei, ele dá as costas aos servidores”. Foi aplaudido pelas galerias, numa demonstração de que os servidores continuam contrários às mudanças.



Fundo ficará com 23% da renda dos cartórios

Data: 30/08/2011
15:36:05

Com o projeto de privatização dos cartórios, a Assembleia Legislativa deverá aprovar hoje a criação de um fundo para sustentação das unidades deficitárias da ordem de 23% das arrecadação global. A informação foi dada pelo relator, deputado Zé Raimundo (PT), que anunciou também a destinação de 2% dos recursos para a Defensoria Pública.

Dos mais de 1.400 cartórios extrajudiciais existentes no Estado, cerca de 1.200 não chegam a faturar R$ 10 mil por mês, informou o relator, acrescentando que a lei criará um conselho para administrar o fundo integrado por quatro representantes dos cartórios e três do Tribunal de Justiça.

Zé Raimundo confirmou a inclusão em seu parecer do direito de opção para os tabeliães, que terão quatro meses para decidir se permanecerão como funcionários públicos ou preferirão receber do Poder Judiciário a delegação para gerir privadamente os cartórios dos quais são titulares.



Sessão será iniciada

Data: 30/08/2011
14:42:38

Dentro de cinco minutos será aberta a sessão ordinária da Assembleia Legislativa para tratar da privatização dos cartórios. O painel eletrônico indica a presença de 50 deputados na Casa, numa demonstração de que os parlamentares estão dispostos a dar um desfecho ao processo.



Dois dias de sessões polêmicas na Assembleia

Data: 30/08/2011
10:21:53

A Assembleia Legislativa pode bater um recorde esta semana: votar dois projetos de grande repercussão em dois dias consecutivos. O primeiro é o da privatização dos cartórios, hoje, depois de uma confrontação com o Tribunal de Justiça por modificações feitas no original.

A dúvida quanto à votação fica por conta do “um por cento” de chances que haveria de um adiamento, segundo presidente Marcelo Nilo, não se sabe se fundado em alguma razão factível ou no imponderável, como, por exemplo, um furacão no Centro Administrativo.

Se tudo correr como previsto nos bastidores, o projeto será aprovado com pelo menos 50 votos para a privatização total e 40 para o direito de opção aos tabeliães, se a votação desses dois assuntos ocorrer em separado, o que ainda será decidido.



No Planserv, a guerra é pelo debate

Data: 30/08/2011
10:19:46

A votação de amanhã, das modificações introduzidas no Planserv, é diferente. Não há consenso. A oposição, sem uma causa “popular” para assumir, faz do projeto um cavalo-de-batalha para dar repercussão à sua minúscula voz discordante.

O governo contra-atacou. Ciente de que havia insatisfação inclusive em sua base, fez o que deveria ter feito antes: reuniu-se com os principais interessados – os servidores – e chegou a uma flexibilização que atenuou os ânimos. Se tiver sido uma estratégia, não poderia ter saído melhor.

A sessão será difícil. A oposição, a menos que queira perder totalmente o significado ainda no primeiro ano de legislatura, deverá usar todos os espaços para combater as mudanças no Planserv. Pelo menos é isso que indica a resistência ao projeto demonstrada até agora, fazendo supor uma obstrução que poderá levar a sessão ao dia seguinte.



Líder vê manobra contra a oposição

Data: 30/08/2011
10:18:18

A declaração atribuída ao líder Zé Neto, de que vai “usar o Regimento” na sessão do Planserv, é interpretada pelo líder da oposição, Reinaldo Braga (PR), como o provável uso da maioria governista, de pelo menos 45 deputados, para derrubar três sessões consecutivas e, na quarta, votar o projeto sem necessidade de discussão.

Explica-se: a primeira sessão, ordinária, transcorreria normalmente, com o cumprimento de todos os horários – pequeno expediente, grande expediente, lideranças e representações partidárias. Quando chegasse a ordem do dia e se anunciasse a discussão do projeto, os deputados do governo deixariam a sessão, derrubando-a.

As sessões extraordinárias seguintes ocorreriam somente com os horários das lideranças e dos partidos, o que as reduziria muito. O governo repetiria o método, encerrando-as no horário da discussão, e na quarta sessão poderia votar o projeto rapidamente.

Esse é um recurso que pode parecer autoritário, mas, na verdade, é fruto do espírito regimental. Se uma bancada é muito superior em número e demonstra disciplina e coesão para instalar e derrubar três sessões, é porque o assunto está suficientemente definido, sendo inútil postergar a votação.



Votação aberta

Data: 30/08/2011
09:10:22

A votação do Planserv será um bom teste para deputados da oposição que não abrem mão do papel institucional de buscar secretarias e outros órgãos do Estado para resolver problemas de seus municípios e eleitores.

De vez em quando, suas assessorias enviam aos órgãos de comunicação uma notícia de audiência, com fotos em que o parlamentar aparece ao lado do gestor público, usufruindo do espírito republicano que teria baixado na Bahia.

Como o voto no projeto de lei encaminhado pelo governo é aberto, é de se ver de que forma se pronunciarão esses deputados e deputada, amanhã (ou já na madrugada de quinta), na Assembleia Legislativa. Crerão nos interesses próprios ou na democracia reinante?



Um caso para o TJ

Data: 30/08/2011
09:00:07

Estudantes de Direito estão sendo maltratados, escanteados e ofendidos em varas de Salvador por funcionários que talvez não compreendam a importância da formação de bons profissionais na área. E olhem que em muitas dessas varas o juiz titular é também professor de faculdades de Direito.



Carga pesada

Data: 30/08/2011
08:37:09

Fonte próxima ao radialista e ex-prefeito Mário Kertész afirma que somente a preocupação com a saúde poderia afastá-lo de uma eventual disputa da Prefeitura de Salvador no próximo ano. “Pelo resto, não. Ele está vaidoso por seu nome ter sido lembrado”.

Seu principal adversário, que seria o deputado Nelson Pelegrino (PT), “é uma carreta carregada de paralelepípedos subindo a Ladeira dos Galés” – ou seja, completamos nós, só teria êxito se viesse disparada pela Djalma Dutra, na contramão.

A propósito, ante a possibilidade desse choque eleitoral, um observador da cena política, que até tenderia mais para o petista, vaticinou: “Mário destroçaria Pelegrino num debate”.



Volta por cima

Data: 30/08/2011
08:34:42

A ex-deputada Antônia Pedrosa (PMDB) circulou discretamente – tanto quanto isso seja possível – na Assembleia Legislativa. Foi escutada em certa sala quando anunciou que será candidata a vereadora em Barreiras em 2012. Antônia já foi presidente da Câmara em passado remoto.



Sem conversa

Data: 30/08/2011
08:33:36

Do leitor Vilmar Brito, e-mail que transcrevemos na íntegra: “Aqui no municipio de Caturama, o deputado, hoje ministro, Mário Negromonte sempre teve apoio do saudoso ex-prefeito Salomão. Depois de sua morte, sem consulta à familia, o ministro entregou o controle do PP ao atual prefeito, adversário histórico daqueles que sempre o apoiaram”.



Auditoria constatou cirurgia estética no Planserv

Data: 30/08/2011
08:18:14

Na auditoria promovida pelo governo do Estado em credenciados do Planserv, para combater os abusos, uma clínica ofereceu a uma auditora, sem saber de quem se tratava, uma lipoaspiração, que é uma cirurgia estética não coberta pelo plano. O procedimento entraria nos registros com outra rubrica e ninguém saberia de nada.

A informação foi dada a Por Escrito pelo deputado Rosemberg Pinto (PT) para demonstrar que o Planserv estava sujeito e todo tipo de fraude, o que prejudicava sua sustentação financeira. Além disso, o plano prestava, segundo ele, um mau atendimento na capital e no interior e, o governo levava até 60 dias para pagar aos credenciados.

No governo Wagner, disse Rosemberg, a rede passou de 980 para 1.500 estabelecimentos, tendo sido incorporados os hospitais São Rafael, Santa Izabel e Português, além de várias clínicas de porte. Os pagamentos passaram a ser feitos em “no máximo 30 dias”.



Deputado acha que faltou comunicação

Data: 30/08/2011
08:15:27

Tanto Rosemberg como outros deputados da base governista estão convictos quanto à aprovação, amanhã, do projeto que modifica o atendimento pelo Planserv, após o diálogo mantido pelo relator, Nelson Leal (PSL), e pelo líder Zé Neto (PT) com entidades representativas do funcionalismo público.

“Acho que faltou conversar mais com o público-alvo e com a mídia. O projeto acabou chegando à sociedade como uma coisa negativa”, disse Rosemberg Pinto (PT), observando que o plano “não é aquele do passado, que ninguém queria, somente com a Clínica São Marcos em Salvador”.

O deputado João Bonfim (PDT) completa: “No interior, onde são atendidos 60% dos segurados, os hospitais e clínicas nem queriam se credenciar. Hoje são eles que procuram o Planserv, já tem mais de dois mil na fila, e muitos não são aceitos porque não atendem às exigências mínimas do governo”.



PSL nega filiação de ex-vereador

Data: 29/08/2011
13:54:21

O presidente regional do PSL, Toninho Olívio, disse que não tem o menor fundamento a notícia de que o ex-presidente da Câmara de Vereadores Valdenor Cardoso está para filiar-se ao partido. Segundo Toninho, o PSL só aceita correligionários que sejam leais à legenda.

“O PSL tem candidato a prefeito de Salvador, que é o deputado Deraldo Damasceno. Valdenor é aliado do prefeito João Henrique, do qual é assessor especial, e portanto não vai votar em nosso candidato", analisou.

O ex-vereador, segundo Toninho, já quis se filiar ao PSL em outras oportunidades e sempre teve resposta negativa. “Se ele tentar de novo, é porque o tempo que passou como ouvidor da Prefeitura o deixou com problema de surdez”, arrematou.



Prefeito estaria apto à reeleição

Data: 29/08/2011
13:51:42

Militante da política itabunense assegura que o prefeito Capitão Azevedo (DEM) não é atingido pela Resolução 23.048/09, do TSE, segundo a qual um vice que assume, em qualquer circunstância, o cargo de titular tem essa passagem contada como exercício de mandato para fins de reeleição.

Azevedo foi vice do prefeito Fernando Gomes (2005-2008), mas nas licenças do titular, segundo a fonte, jamais assumiu formalmente a Prefeitura. “Fernando viajava, mas nem exonerava Azevedo do seu cargo de secretário do Trânsito”, afirmou.

Ao contrário do que acontece, por exemplo, no governo do Estado. Sempre que Jaques Wagner viaja, o vice Otto Alencar assume oficialmente, deixando em seu lugar, na Secretaria de Infraestrutura, o subsecretário Marcus Cavalcanti.




Página Anterior    Próxima Página