Salvador, 23 de agosto de 2017

Deputado critica gasto com Reda e temporários

Data: 30/04/2012
12:46:05

Números levantados pela oposição mostram que o primeiro governo Jaques Wagner gastou R$ 1 bilhão e 456 milhões com contratações pelo sistema Reda, o que na prática significa a livre nomeação, já que os processos seletivos eventualmente usados estão longe do rigor de um concurso público.

O montante foi citado pelo deputado Carlos Geilson (PTN) em razão do não-cumprimento do acordo de reajuste de 22,22% para todos os professores, que levou à greve da categoria. “O governo tem dito que não tem dinheiro, mas se nega a dialogar para explicar essa pseudo falta de recursos”, afirmou.

Da mesma forma, os gastos com serviço temporário, que no governo Paulo Souto totalizaram R$ 217 milhões, segundo o deputado, no de Wagner saltou para R$ 570 milhões.

“Não sou contra o Reda ou o serviço temporário”, esclareceu Geilson. “Sou contra a forma indiscriminada de usar esse mecanismo para aparelhar a máquina pública, para servir de moeda de troca com os políticos que apoiam a base governista”.



Pulada de cerca desagrada governador

Data: 30/04/2012
12:44:33

A declaração atribuída ao governador Jaques Wagner, de que os deputados governistas que não votaram a favor do projeto do professorado são “casados querendo levar vida de solteiro”, não condiz com seu perfil de democrata nem com a elegância que lhe é comumente atribuída.

Deputados têm compromisso, antes de tudo, com seus eleitores, com seus partidos e com suas consciências. O PCdoB se absteve por decisão partidária, enquanto o deputado Capitão Tadeu (PSB), fiel ao funcionalismo público, votou com seu eleitorado.

A deputada Luiza Maia (PT), por sua vez, manifestou consciência de classe em límpida declaração: “Eu não tinha condição de ficar contra a minha categoria”, disse, lembrando que é professora e que, “perseguida pelo governo anterior”, ficou 16 anos fora da sala de aula, sendo reintegrada somente em 2010.

Sendo verdadeiro o sentimento expressado pelo governador, supõe-se que, agora, ele dê seguimento ao novo estilo, demitindo os indicados pelos “adúlteros” e, no caso dos docentes, perseguindo-os com cortes nos já debilitados contracheques.



Governista vê "um bom problema"

Data: 30/04/2012
12:42:43

O deputado Zé Raimundo (PT) manifestou sua “crença” de que o governador Wagner “irá encaminhar com as lideranças dos professores da rede estadual uma saída, um espaço para a continuação do debate e a reflexão sobre como melhorarmos cada vez mais a condição profissional e salarial dos professores da Bahia”.

Qualificando de “muito fácil” o discurso da oposição, o parlamentar afirmou que, “no passado, essa mesma oposição tratava os professores na base da repressão, do cassetete, muitas vezes com a prisão e a perseguição política”. Hoje, “o diálogo e o debate é que imperam”.

Lembrou que o novo indexador do piso dalarial dos docentes “é um problema bom”, criado por uma deputada do seu partido, e que a questão agora é debater “como transferir recursos do Tesouro federal para apoiar as pequenas prefeituras do Nordeste e também os Estados que não têm condições de pagar”.



Leite foi derramado em Mirorós, diz deputado

Data: 30/04/2012
12:41:04

“A marca do governo é a lentidão administrativa, que espera o leite derramar para tomar as providências”. Assim entende o deputado Pedro Tavares (PMDB), ao avaliar os estragos que a seca vem produzindo na região de Irecê, onde a população “vive a insegurança sobre até quando vai poder beber água”.

Segundo o deputado, o governo sabia desde 2007 que a barragem de Mirorós não teria capacidade para abastecer 14 sedes municipais, mais de duzentas localidades e a agricultura irrigada, “mas somente em 2010 tomou a iniciativa de fazer uma adutora desde o Rio São Francisco, que assim mesmo está longe de ser concluída”.

A extensa plantação de banana da região, que gera seis mil empregos diretos e indiretos, injetando R$ 40 milhões na economia baiana, deixou de ser irrigada desde 1º de abril. “A água está dando para o consumo humano”, disse o deputado, acrescentando que, em grande parte do semiárido, “onde se anda o que se vê são animais mortos e sede”.



PSB avaliza postulação de Isidório

Data: 30/04/2012
12:39:16

Mesmo que a poderosa senadora Lídice da Mata não tenha comparecido, a presença oficial do PSB no lançamento da candidatura do deputado Sargento Isidório a prefeito de Candeias demonstra que o PT não terá este ano os mesmos parceiros cordatos de antes na sua voracidade eleitoral.

Como também é certo que não terá o apoio do PCdoB em Salvador para a candiduatura do deputado Nelson Pelegrino, pelo menos no primeiro turno, não precisará levar adiante as “estratégias” que o presidente Jonas Paulo gosta de articular em nome do “projeto”.

Em outras palavras, pode ser que, ante a decisão da seção municipal do partido em Juazeiro, onde foi aberto “prazo” de cinco dias para inscrição de pré-candidaturas própria à Prefeitutra – na prática, o ex-deputado Joseph Bandeira –, o PT tenha de desembarcar da antiga aliança com o “comunista” Isaac Carvalho.



Das trevas para a luz

Data: 30/04/2012
12:37:22

A propósito, com seu ar de fundamentalista evangélico, Isidório deu o recado no ato público: "A cidade de Candeias era conhecida como cidade das luzes. A corrupção dos últimos governos e a insegurança fizeram dela uma cidade de trevas, mas o povo de Candeias é iluminado e saberá a hora de fazer isso mudar. Essa é a vontade soberana de Deus".



Opções em Ipirá

Data: 30/04/2012
12:36:31

O grupo da “macacada”, que se opõe ao “jacu” na política ipiraense, está unido em torno da candidatura do ex-prefeito Antonio Colonesi (PR) à Prefeitura, na sucessão do aliado Diomário Sá, segundo informa o ex-deputado Jurandy Oliveira.

Somente se Colonesi decidir não concorrer é que se procurará outra solução, que poderá ser o próprio Jurandy, o empresário Dude ou a Drª Ana Verena. “Não há esse pleito da minha parte”, diz Jurandy. “Só saio se for conveniente”.



Neto atenua entraves ao segundo turno

Data: 29/04/2012
00:05:12

O deputado ACM Neto (DEM) já neutralizou dois dos três fatores que impediram, pela pequena diferença de três pontos percentuais, sua ida ao segundo turno nas eleições municipais de 2008 em Salvador.

Primeiro, recuperando da imagem política do avô, o falecido senador Antonio Carlos Magalhães, desprezada naquela ocasião, quando ele disse que ACM fazia a política do passado, e com isso perdendo consideráveis votos dos carlistas apaixonados.

Depois, impondo a sua própria imagem de político maduro ao exercer pela terceira vez a liderança do DEM na Câmara dos Deputados, a antítese do “menino” dos marqueteiros. “Uma bancada de parlamentares mais velhos pediu que ele continuasse”, atestou o presidente nacional, José Agripino, em sua recente passagem por Salvador.

Quanto à surra prometida ao então presidente Lula da tribuna da Câmara, que aborreceu até o avô, nada pode ser feito para desfazer. Se for usado o vídeo na campanha – e será usado –, forçoso será encará-lo e tentar explicá-lo.

Naquela campanha, havia o medo de bater em Lula, que perdurou até a eleição presidencial, afetando até o tucano José Serra. Mas agora, se for preciso, Neto terá de criticá-lo claramente, a ponto de justificar sua raiva.



Deputado apoia "viabilização" de Nilo

Data: 29/04/2012
00:00:56

O presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo, “tem se colocado como candidato ao governo” nas reuniões que o PDT vem fazendo no interior, a exemplo de Santo Antonio de Jesus e Vitória da Conquista.

A informação é do deputado Euclides Fernandes, que apoia a iniciativa do correligionário: “O governador Jaques Wagner já ressalvou que não há exclusividade do PT e que todos os postulantes têm de procurar se viabilizar".

Segundo Euclides, que anuncia novo encontro do partido para este domingo, em Ipiaú, o importante é que “as forças aliadas cheguem na eleição de 2014 com o melhor nome para vencer”.



Santo Estêvão

Data: 28/04/2012
23:56:57

Será lançada neste domingo, às 17 horas, a candidatura do prefeito Rogério Costa (PT) à reeleição em Santo Estêvão. O secretário Rui Costa prestigiará.



Pedrosa não quer acordo com Jusmari

Data: 28/04/2012
23:56:02

Em trânsito pela Assembleia Legislativa, a ex-deputada Antônia Pedrosa reafirmou a candidatura de seu marido, o ex-prefeito Antônio Henrique (PP), à Prefeitura de Barreiras, descartando qualquer possibilidade de entendimento com a prefeita Jusmari Oliveira (PSD), candidata à reeleição.

Aproveitando para dar uma estocada na adversária, criticou a deputada Kelly Magalhães (PCdoB), “que é presidente da Comissão de Educação da Assembleia e se absteve de votar a favor do projeto de reajuste dos professores”.

Já com relação a Zito Barbosa, candidato do PMDB, não quis fechar as portas: “Podemos conversar com ele, mas só se for para ele ser o vice de Antônio Henrique”.



Com deputado ou vereador, PDT disputa

Data: 27/04/2012
23:37:41

O PDT terá candidato a prefeito de Salvador e essa é uma verdade “irreversível”, segundo o deputado Euclides Fernandes. O nome é o do deputado federal Marcos Medrado, mas, se este desistir, o vereador Gilberto José está pronto para assumir a missão.

O esclarecimento do parlamentar é oportuno, porque nos bastidores políticos se diz que negociações em nível nacional buscam aliar o partido ao DEM, para que Marcos Medrado seja o vice na chapa do deputado ACM Neto.

A hipótese dessa coligação produz um profundo desagrado no PDT, que, mesmo sem a autenticidade do tempo do líder histórico Leonel Brizola, tem militantes muito ciosos da oposição que sempre fizeram ao falecido senador Antonio Carlos Magalhães.



Composição não seria nova

Data: 27/04/2012
23:36:21

A propósito, não pode ser esquecida a ligação antiga de Medrado com o carlismo, pois foi vice-prefeito nas duas gestões de Antonio Imbassahy (1997-2004), sob o compromisso não cumprido de que seria o sucessor. Não é crível que, agora, vá acreditar em acordo semelhante, se proposto.



PCdoB tem nome em Lençóis

Data: 27/04/2012
23:35:18

Lençóis, na Chapada Diamantina, poderá ter uma novidade este ano: a candidatura a prefeito, pelo PCdoB, de Jânio Azevedo, filho da terra que fez carreira de empresário no sul do país e há sete anos voltou ao município, onde se instalou como agropecuarista.

A fase atual é de discussão entre 13 partidos que planejam tirar do poder o prefeito Marcos Ailton Alves de Araújo, o Marcão, do PRB. Jânio apresentou seu nome com o compromisso de trabalhar para explorar e desenvolver o grande potencial turístico da cidade.

“Lençóis tem o lado romântico, da casa grande, e o lado cosmopolita, fruto de sua condição de uma das 61 cidades indutoras do turismo no Brasil”, disse Jânio, destacando o esplendor geográfico de rios e cachoeiras, o casario colonial e a fauna do município que é “a sede da Chapada”.



Ex-deputado recorrerá por mandato

Data: 27/04/2012
23:33:36

O ex-deputado Carlos Gaban (DEM) disse que a votação da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa pelo arquivamento do processo de cassação do deputado Rogério Andrade (PSD), movido por seu partido, “é uma decisão corporativista, que contribui apenas para piorar ainda mais a imagem desgastada do Legislativo”.

Confirmando a adoção de uma medida que já havia antecipado, Gaban recorrerá ao Judiciário para que se defina se o deputado “pode desrespeitar a Constituição do nosso Estado, não cumprindo com o seu dever e obrigação de comparecer às sessões ordinárias da Assembleia”.



Segurança em Pernambuco encanta Castro

Data: 27/04/2012
23:25:53

O Estado de Pernambuco reduziu a criminalidade em mais de 40% desde que implantou um programa de combate com a participação todos os operadores da segurança pública e do Direito, monitorando a aplicação das metas estabelecidas e os resultados alcançados.

É esse modelo de gestão que o deputado Augusto Castro (PSDB) defende para a Bahia, depois de, ao lado de outros parlamentares baianos, ter ido a Recife, a convite do governador Eduardo Campos (PSB), para conhecer detalhes do programa e a atuação do comitê executivo.

Além de Castro, integraram a comitiva os deputados Paulo Azi (DEM), Adolfo Viana (PSDB), Elmar Nascimento (PR), Cacá Leão (PP), Capitão Tadeu (PSB), Bruno Reis (PRP), Sandro Régis (PR) e Leur Lomanto Junior (PMDB).



Sinais trocados

Data: 27/04/2012
23:24:25

O deputado ACM Neto (DEM), como se diz popularmente, passa uma manteiga no peemedebista Geddel Vieira Lima, autor de chacota sobre o lançamento de sua candidatura a prefeito de Salvador.

“Conheço meu amigo Geddel. Ele é muito espirituoso. No entanto, quem quer apoio tem que estar disposto a apoiar também”, disse ele à imprensa, minimizando o trocadilho SalvaDEM, com que Geddel definiu a candidatura.

Neste caso, Geddel mostra que está mais pra ACM, pirraçando o adversário, enquanto Neto, que tem o carlismo no sangue, dá mostras de que caminha para o estilo oposto.



Assim com os homens

Data: 27/04/2012
23:22:49

O prefeito de Gongogi, Sapão (PDT), está com a corda toda nas relações com o governo do Estado. Depois de receber duas viaturas, para as Polícias Civil e Militar, esteve em Salvador para a liberação, pela Secretaria de Relações Institucionais, de uma ambulância. O prefeito conseguiu também a recuperação da BA-120, trecho de 13 quilômetros entre a BR-330 e o município, obra que está em andamento.



Cresce pressão contra Tadeu

Data: 27/04/2012
23:21:52

Se o copo governista para o deputado Capitão Tadeu (PSB) estava cheio na greve da PM, transbordou de vez com sua postura no episódio da votação na Assembleia Legislativa dos projetos relativos aos professores.

A resistência de Tadeu eleva o grau do incômodo porque, aos poucos, vai se disseminando, e especialmente em ano eleitoral pode agitar “a base”, como se viu no voto contrário da deputada Luiza Maia e na abstenção do PCdoB.

O resultado é que o governo está pressionando pela perda do mandato por Tadeu com a anulação, no Tribunal Superior Eleitoral, dos votos dados a um candidato da mesma coligação nas eleições de 2010.



Bonfim critica pesquisa em Brumado

Data: 27/04/2012
23:20:33

O deputado João Bonfim (PDT) quer que o Ministério Público, que representou contra ele por ter colocado outdoors de feliz ano novo em municípios onde atua, investigue a “pesquisa enganosa” divulgada em Brumado dando a petista Marizete Pereira como detentora do “dobro dos votos do segundo colocado”.

A fragilidade da pesquisa, segundo Bonfim está patente no fato de que foi criado um candidato de nome Marlúcio Bonfim, quando, na verdade, existe um pré-candidato chamada Marlúcio Abreu (PP). “Isso prova que os pesquisadores, se é que merecem esse título, nem mesmo conhecem a realidade do município”.

A pesquisa foi citada por um jornal local, causando indignação ao deputado, que é um dos pretendentes ao cargo de prefeito de Brumado. “Ninguém sabe que instituto fez a pesquisa, quantas pessoas foram entrevistadas e que candidatos foram apresentados ao eleitor”, protestou.



Yulo frisa a conexão Veja-Cachoeira

Data: 27/04/2012
23:19:15

O líder do PT na Assembleia Legislativa, Yulo Oiticica, com justa razão, compara à solidariedade e ao pacto de silêncio das organizações mafiosas a omissão pela imprensa brasileira da ligação entre a revista Veja e o bicheiro Carlinhos Cachoeira, revelada pelos grampos da Polícia Federal.

Segundo ele, a revista que sempre “atacou impiedosamente a honra e a dignidade dos seus desafetos, especialmente se pertencem ou simpatizam com o Partido dos Trabalhadores (...) simplesmente apresenta a singela explicação de que seu funcionário teria Carlinhos Cachoeira como 'fonte'”.

O “silêncio sepulcral da grande mídia”, segundo o deputado, torna pelo menos “suspeitas” as relações entre a Veja e Cachoeira, que são “incompatíveis com o papel da imprensa”. Os fatos, disse, são “sumariamente varridos para debaixo do tapete pelo seleto grupo de plutocratas que controla a mídia no Brasil”.



ACM Neto aceita acordo para 2014

Data: 26/04/2012
10:14:54

A pré-candidatura de ACM Neto a prefeito de Salvador é “apenas isso mesmo, uma pré-candidatura, um passo a mais para a candidatura ou para uma composição política”, assegura uma importante fonte ligada ao DEM, que sintetizou a Por Escrito a proposta do deputado para a obtenção da tão decantada unidade oposicionista.

Neto sugeriu que Geddel Vieira Lima (PMDB) e seu aliado Mário Kertész se reúnam com Antonio Imbassahy (PSDB) para decidir quem será o candidato a prefeito. Nesse caso, obteria seu apoio, contanto que desde já se fechasse um acordo para que ele – Neto – seja o nome para governador em 2014.

A recíproca também é verdadeira: se Neto receber agora o apoio para prefeito, assumirá o compromisso de apoiar Geddel ou Imbassahy como candidato ao governo do Estado. “Agora, se vocês não se entenderem, eu quero ser candidato a prefeito”, acrescentou, como se fosse o próprio ACM Neto falando.



O cristo

Data: 26/04/2012
10:12:04

A fonte só não esclareceu um pormenor: quem sobra nessa história toda.



Novo prazo

Data: 26/04/2012
10:11:25

Dentro das conversas em andamento, espera-se uma manifestação do PSDB “para o dia 30”, ou seja, segunda-feira que vem.



Atos públicos

Data: 26/04/2012
10:10:50

Enquanto não ocorre a desejada mudança de rota, o DEM continuará com seu cronograma. Um a um, os partidos da futura coligação – são citados PPS, PV, PSC e PTN – vão realizar manifestações em favor de Neto.



Saulo Pedrosa nasceu em Barreiras

Data: 26/04/2012
10:10:03

Com relação à nota “Barrreirense da gema”, postada ontem, a deputada Kelly Magalhães (PCdoB) informa que, ao contrário do que foi dito pelo ex-prefeito de São Desidério, Zito Barbosa (PMDB), o mais recente prefeito de Barreiras nascido no município foi Saulo Pedrosa, que exerceu dois mandatos (1993-96 e 2005-2008).

O ex-prefeito Zito, segundo ela, “deixou-se trair pela desinformação ou menosprezo aos filhos de Barreiras quando disse que será o único e legítimo barreirense em 40 anos ocupar o cargo de prefeito”.

“Por coincidência”, esclareceu, “Saulo Pedrosa é de São Desidério, mais precisamente do Sítio do Rio Grande, antigo distrito de Barreiras, portanto filho legítimo do município”.

Tratando-o já como adversário de sua aliada prefeita Jusmari Oliveira (PSD), Kelly completou: “O senhor Zito é tão soberbo e arrogante quando se trata da pretensa legitimidade de candidatura em Barreiras que só demonstra desconhecer a história do município e de seus ex-prefeitos e líderes políticos”.



PSL seleciona candidatos

Data: 26/04/2012
10:08:05

“O PSL não fechou com ninguém e está conversando com todas as correntes”, avisou o presidente Toninho Olívio sobre a eleição para prefeito de Salvador. Quanto à Câmara Municipal, o partido tem mais de cem pré-candidatos, que serão selecionados em encontro às 9 horas de sábado, no Centro Cultural da Câmara.

Se concorresse isoladamente, o PSL poderia apresentar 65 candidatos, mas como deverá aliar-se a outras legendas, esse número será reduzido. A chapa completa, como determina a lei para coligações, terá 86 integrantes. “E 30% têm de ser mulheres”, advertiu.



Emissoras

Data: 26/04/2012
10:06:35

O radialista Ruy Spínola parte para nova etapa em sua longa carreira, com o arrendamento das rádios Nova AM (1.200 KHz), em Alagoinhas, e Jovem Pan, em Lauro de Freitas.



Sem dó nem piedade

Data: 26/04/2012
10:05:37

Está nas mãos do governador Jaques Wagner, entregue pelo secretário Rui Costa, pesquisa pouco positiva para a imagem do prefeito de Irecê, Zé das Virgens (PT), candidato à reeleição.

Se o quadro não mudar nas próximas aferições, é certo que o ex-deputado Joacy Dourado será o candidato, especialmente diante do avanço do deputado Luizinho Sobral (PTN).



PT quer correr sozinho em Camaçari

Data: 25/04/2012
11:31:51

Buscando afastar para bem longe a possibilidade de uma surpresa nas eleições de Camaçari, a direção estadual do PT trabalha para indicar o vereador Zé de Elísio (PP) a vice na chapa de Ademar Delgado, candidato patrocinado pelo prefeito Luiz Caetano.

O vereador, que foi presidente da Câmara em aliança com o prefeito, sonhava ser o indicado pelo governismo para a sucessão, independentemente de já estar disposto a disputar o cargo de qualquer maneira.

Caetano precisa de uma vitória expressiva para credenciar-se a permanecer na briga pela indicação petista ao governo do Estado, e nesse aspecto seria decisiva a aliança com Zé de Elísio, que é o opositor mais forte que Ademar pode enfrentar.



Acordo com PRP tirou Tude da disputa

Data: 25/04/2012
11:30:38

Anteriormente, num só golpe, Caetano conseguiu tirar da raia dois adversários perigosos. Foi quando negociou a participação do PRP em sua coligação, neutralizando ao mesmo tempo o radialista Marco Antônio e o ex-prefeito e ex-deputado José Tude.

O acordo, conduzido pelo presidente do PRP, Jorge Aleluia, contentou a Marco Antonio, segundo colocado nas eleições de 2008, com 22,79% dos votos, que depois de anos de crítico ferrenho havia passado a admirador incondicional do prefeito, para grande espanto no meio político.

Por outro lado, saiu muito desagradado o ex-prefeito Tude, que as pesquisas apontavam como o nome mais forte no município e agora está aprisionado nas malhas partidárias. Informa-se que ele vai recorrer à Justiça na tentativa de candidatar-se, mas o esforço é inútil ante a autonomia do partido nessas questões.



Preocupação é mais do que procedente

Data: 25/04/2012
11:27:13

O trabalho pré-eleitoral de Caetano, que a direção do PT quer reforçar, é mais do que procedente. O candidato Ademar é visto como pesado, sem inserção anterior nas forças sociais da cidade, inclusive no próprio PT.

No cargo de secretário da Administração, era, nas palavras de uma fonte, “o homem que dizia ‘não’ e batia de frente com os sindicalistas do serviço público", o que o teria tornado antipático ao funcionalismo.

Voltando ao ponto original: fazer as pazes com Zé de Elísio, atraindo-o para vice – o que já tentou antes sem sucesso –, daria mais tranquilidade a Caetano, embora observador da política local arrisque: “O vice deverá ser Marco Antonio. Só se não tivesse ele é que Caetano, numa agonia, ia buscar Zé de Elísio”.



Grande apoio

Data: 25/04/2012
11:25:25

Diagnóstico de um expert ante a consideração de que o deputado Bira Corôa (PT), mesmo tendo entrado em acordo com o prefeito e retirado sua candidatura, não estaria se empenhando para o fortalecimento de Ademar: “Bira ficando quieto já é lucro”.



Simões Filho

Data: 25/04/2012
11:24:24

Indagado sobre a veracidade da informação de que Neco Almeida (PT), irmão do ex-prefeito Edson Almeida, poderia ser o vice de sua chapa, o prefeito de Simões Filho, Eduardo Alencar (PSD), esclareceu:

“Pelo que sei, Neco, que é um bom nome, mantém sua candidatura à Prefeitura. A depender das circunstâncias, tanto minhas quanto dele, é possível que mais adiante a gente venha a conversar”.

Mesmo sendo candidato, Alencar não esconde o sentimento: “A política hoje é difícil. Com as crises sociais e financeiras, com oscilação de receita, o prefeito muitas vezes não pode atender os pleitos. Não fico feliz quando não consigo realizar algo”.



Barreirense da gema

Data: 25/04/2012
11:23:12

Ex-prefeito de São Desidério e candidato a prefeito de Barreiras, Zito Barbosa (PMDB) respondeu com ironia à crítica de que seria “um forasteiro” na cidade: “Pela primeira vez nos últimos 40 anos Barreiras vai ter um prefeito nascido lá”.

Falando a Por Escrito na Assembleia Legislativa, Zito ponderou que a sede de São Desidério fica a 27 quilômetros da Barreiras e que o povo do Oeste vê a região acima de limites municipais.

“Além disso, fui três vezes prefeito de São Desidério, sempre o mais bem avaliado da região”, completou. O último barreirense nato a dirigir o município foi Aníbal Barbosa, que não é seu parente, de 1970 a 1972.



Deputada luta por unidade em Adustina

Data: 25/04/2012
11:21:46

A deputada Fátima Nunes (PT) está esperançosa de que seu grupo político recupere o poder em Adustina, hoje nas mãos do prefeito Bebé (PDT). “Pela primeira vez colocamos todos da oposição em redor de uma mesa”, afirmou.

Era uma referência aos pré-candidatos a prefeito Roberto Santos (PT), o ex-prefeito Zé Aldo (PMDB) e a atual vice-prefeita Nilda (PSD), que se encontraram na final da Copa do Milho, competição futebolística articulada por Zé de Bié, uma liderança local, com a participação de 16 times.

“Os três querem disputar a eleição, e por isso nós entendemos que o melhor é conversarmos para que saia um nome só, apoiado por todos. Até o fim do mês vamos ser se podemos ter uma reunião para fechar a chapa”, explicou Fátima.

A parlamentar referiu-se também aos drásticos efeitos da seca em Adustina, dizendo que “a cidade está um caos”, com o açude seco e a produção de peixes de duzentas gaiolas totalmente perdida.



Enquanto a nova ordem não vem

Data: 25/04/2012
11:19:21

Superintendente regional da Ceplac na Bahia, Juvenal Maynart filosofa: “Vivemos um momento de interregno na política. O velho morreu e o novo ainda não nasceu, por isso a sociedade busca referenciar-se no passado”.

Esse conceito, para ele, é o que explica a força aparente de candidaturas de ex-prefeitos não tão recentes em diversos municípios baianos. Citando exemplos da região cacaueira, relaciona: Gilka Badaró (PSB), em Itajuípe, Jabes Ribeiro (PP), em Ilhéus, e Ubaldo Dantas (PMDB), em Itabuna.



Universo político procura seus caminhos

Data: 25/04/2012
11:17:59

O monstro gigantesco da política baiana se mexe no seu sono pesado, do qual havia acordado em 2006, adormecendo novamente, e não por acaso esses tremores se dão num ano eleitoral prenhe de problemas – pontificando a severa seca em grande parte do interior.

A votação do projeto dos vencimentos dos professores, ontem, mostra sinais importantes: a abstenção do PCdoB e o voto contrário da deputada Luiza Maia (PT), que vieram se somar ao protesto solitário mais antigo de outro “governista”, o deputado Capitão Tadeu (PSB).

A unidade dentro da “esquerda” foi possível dentro do longo momento de adversidade que viveram na Bahia. Houve um período de solidariedade após a conquista do poder e hoje a realidade é outra. Todos querem sua parte, que corresponde não a ideologias, mas a lutas específicas.



"Projeto" já não consegue acalmar aliados

Data: 25/04/2012
11:16:43

Professores e policiais militares, para usar os exemplos partidários do texto acima, ajudaram e eleger Wagner, que já está em seu segundo governo e, pelos fatos, não parecem sentir-se compensados.

O governo petista não pode pedir aos demais partidos aliados que renunciem a seus pleitos eleitorais em nome do “projeto” nem que abram mão de mais espaços na administração. A repetição de hegemonias anteriores, decididamente, não agrada.

Simbolicamente, agrega-se a essa inquietude a deputada Luiza Maia (PT), que, por trás da visão idílica da política que a levou a apresentar uma PEC para acabar o voto secreto dos deputados na Assembleia, tem o sonho do prefeito Luiz Caetano, a quem é ligada, de ser o próximo governador.



Tem dinheiro, não tem dinheiro...

Data: 25/04/2012
11:15:33

Fez-se a vontade do governo: o professor 40 horas, nível 1, terá vencimentos de R$1.659,94, o que significa R$ 208,94 acima do piso nacional.

O líder do governo, Zé Neto (PT) referiu-se aos R$ 400 milhões necessários ao atendimento da reivindicação dos professores e sintetizou: “Não temos como, não podemos e não vamos aprovar um reajuste como esse”.

Sandro Régis (PR) respondeu: “O governo tem recursos para conceder o reajuste pretendido pelos servidores, mas não o faz por não ter a educação como prioridade”.




Página Anterior    Próxima Página